Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2010

Diário dietético: Marco [peso] Inicial

Tirando os cabelos crespos e as celulites do cartoon, eu estou igual. E não. Não me orgulho disso. Mas também não é motivo para me jogar da ponte ou me esconder dentro de casa. Ainda tenho absoluta certeza do meu charme, feminilidade e poder de sedução. Porém, confesso. Estou muuuiiiiitttttoooo gorda, de novo.

Alguns meses depois de chegar em Videira, eu já tinha emagrecido 27 quilos no total. Estava linda! Gostosa e relativamente “magra”. Comprei novas roupas e ganhei um sunquíni verde bandeira. Lindo, que exibi no verão de 2007 quando sai de férias do Jornal A Coluna. Parece até que foi ontem...

Minha expectativa agora é que, com a mudança, eu volte a emagrecer. Claro que vou voltar para casa, onde a mãe faz todas as minhas vontades. Mas o povo lá está num lance de controle da alimentação agora. Até meu irmão, que tem 20 centímetros e dez quilos a mais que eu - mesmo com aquele barrigão - está emagrecendo. Então, tenho chances de sair do marco inicial de quando cheguei aqui. Preciso!

H…

Gurias, que charme!

Olha que meigo esse selo. Melhor, um charme! Como o meu e o seu blog. Ganhei esse mimo da Patty Meirelles, do Borboletas no Estômago. Fui lá ler seu post e estava indicada. Fiquei bem contente, por que as regras é referente a algo que me instiga. Bolsa!
Quem de nós, mulheres principalmente, não tem uma bolsa cheia de coisas práticas, importantes e variadas? Todas, com certeza. Cada uma com suas características, tamanho, estilo e utilidade. Eu tenho tantas bolsas que não sei qual é a melhor, mas em todas levo quase sempre a mesma coisa.


Para você:
1. Silvia - http://refllexosdemim.blogspot.com/ 2. Rosana - http://rosanak-rosanak.blogspot.com/ 3. Luci - http://reencontrandoaspalavras.blogspot.com/ 4. Nanda - http://allannysl.blogspot.com/ 5. Fátima - http://aventurinhando.blogspot.com/ 6. Gheni - Cadê teu blog guria? 7. Renata - http://euqueroirdetrem.blogspot.com/ 8. Cris - http://crisrubi.blogspot.com/ 9. Jamille - http://jamillelobato.blogspot.com/ 10. Menina Fê - http://cslqseama.blogspot.com&…

Morangos com chocolate

Até agora o final de semana está começando bem. Hoje à tarde comprei uma caixa com quatro embalagens de morangos “selecionados”. A primeira comi no lanche da tarde. E sim, são doces, grandes e suculentos. Como disse o jovem vendedor: Tipo A.

De primeira pensei em mergulhar as frutinhas num pote de chocolate cremoso. Nessa segunda ganhei uma barra de 500 gramas de chocolate lacta ao leito. Tudo bem que já consumi a metade dela, mas a outra será degustada em frente ao computador, assistindo a algum filminho bem melodioso. Nada melhor do que enxugar as lágrimas comendo chocolate com morango.

Confesso que vadiar a dois seria muito mais gostoso. Mas estou fora dessa, ainda... Então, quem não tem cão, caça com gato. E é bem com o Shazan que acordo diariamente. Que custa ele ver um filminho também?

Um boníssimo final de semana. Beijo na bunda e até segunda!

Ufa!

Às vezes, uma imagem vale mais do que mil palavras... Ahã! :D

A lenda rural que aterroriza as gurias

A primeira dama do Barraco


Parece castigo. Mocinhas da cidade não devem ir ao campo. Os borrachudos adoram o sangue mole dessa gente. Eu, que sou urbana demais, mal saio da cidade e já estou sentindo as picadas. Mas insisto. Vou de pele limpa, fresca e orvalhada pro mato. Ainda mais quando se trata de uma lenda: O Barraco dos Piás.

Afastado de tudo e no meio de uma plantação de pinus, estava a sede campestre dos guris. Naquela peça mediana tinha de tudo: Freezer, fogão a lenha, mesas e cadeiras [inteiras], armário com utensílios domésticos, literatura educativa, e uma pia. Para os associados desgastados da lida, ou do trago mesmo, um colchão, que de certo faz às vezes de alcova. Eu, com minha imaginação fértil, sexualmente fértil, diria, tive ideias para esse contexto...

Na verdade, no Barraco dos Piás dá pra morar tranquilamente. É tudo muito bem organizado. Tem água encanada e energia elétrica. Sim, fiquei pasma. Até agora não sei de onde vem essas delícias da modernidade, mas lá tem.…

Maria arrependida

A pouco, em meio a momentos de euforia, me veio a saudade forte de quem já não não posso mais abraçar. Foi um simples pensamento. Um simples comentário. Uma notícia esportiva. Eu, que pouco dou importância ao futebol, me vi comentando, debochando de meu pai por que seu time está em oitavo ou décimo oitavo lugar no Brasileirão...

Sabe o ato falho de pegar o telefone pra fazer beicinho pra alguém? Pois é. Parei com o ato ao procurar o celular e imaginá-lo atendendo ao telefone... Não dá mais. Afinal, quando meu paiaço se mudou esqueceu de me dar o 0800 do seu atual plano espiritual. Depois disso, lá onde deve estar, o time dele deve ser outro.

Em seguida lembrei das nossas últimas conversas. Foram aproximadamente cinco horas juntos. De conversa à toa, de fofoca da família, de papo sério, de uma breve briga e da doideira da morfina. Confesso que gostava dessas viagens dele. Tirando o fato de que o medicamento é porrada; a pessoa viaja legal na maionese. Meu pai era um primor nesses moment…

Upa!

Ontem, 22 de maio de 2010, foi o Dia do Abraço. Entre todos os dias alusivos a sentimentos e gestos, o abraço é o melhor. Afinal, quem não gosta de receber um upa bem gostoso? Não tem quem.
Aperto de mão entre amigos para mim não tem vez. O ideal [e sincero] é aquele abraço cheio de bons pensamentos, que transmite alegria, calor, carinho e paz. Melhor, é aquele que transmite o "Eu te amo!"
Feliz dia do abraço, mesmo que atrasado. Afinal, nunca é tarde para dizer eu te amo.

Longe de casa há mais de uma semana

“No rádio toca uma canção e é o que faz lembrar você...”






Lia o Diário Catarinense no Café Moinhos no final da tarde deste sábado. Entre uma linha e outra de um texto qualquer, um pedaço de torta de frango com legumes. De repente, uma nota sofre a Feira do Livro Catarinense em Florianópolis chamou minha atenção. Ela começava nesse sábado, numa trégua que a chuva fez na cidade e arredores. Ainda bem.

Nisso lembrei que este ano, depois de dois pares deles em ausência, me farei presente na Feira do Livro de Porto Alegre. Vai ser um gosto passear de barraca em barraca entre as passagens arborizadas da Praça da Alfândega. Com sorte, estará totalmente restaurada e com a cara dos anos 40 ou 50. Não lembro. Ainda bem [two].

Em breve estarei iniciando o processo de readaptação pela capital dos gaúchos. São cerca de 1500 dias longe do hábito de dar passos pela cidade, degustando expressões, vendo gente e bicho gente. É bem mais do que uma semana longe de casa. Estou desacostumada, mas rapidinho peg…

Bom pra caraiô II

Me acabei chorando... Mas não dá para resistir a uma história de amor e amizade, incondicionais. Não pegue na locadora se não tiver lenços da papéis, pano ou papel higiênico macio.

Bom pra caraiô

Eu acreditei que um filme de Quentin Tarantino fosse ficar em cartaz por mais de uma semana aqui em Videira... Doce ilusão! Tive que sujeitar mais uma pérola cinematográfica do cara ao DVD. Babei com Bastardos Inglórios.

Meu blogue é de ouro

Faz algum tempo que ganhei um selo bem fofo do meu amigo virtual Hakime. Outra tanto de dias estou para publicá-lo, mas não curtia o momento. Tem aquele lance de indicação, responder perguntas e coisa e tal. Isso desanima o blogueiro que não é chegado a memes. Porém, veio daquele docinho das arábias... Não poderia deixar de lado. Aí está!

Por que mereci o selo:

Com certeza por que sou linda. Mesmo lisa, uma bela mulher. Depois, por que escrevo bem. Claro, que também por que aqui há palavras sinceras, que vem do coração, às vezes tristes, às vezes cômicas. Mas isso é o que menos interessa na ordem dos adjetivos...



Post do blog que merece esse selo:

Está ficando lelé da cuca né meu chapa? O Cor de Rosa e Carvão inteiro merece esse selo. Não só um post. Te liga aí bico de luz!



Do blogue que me indicou, me agrada:

Seu autor. O cara é simplesmente belo. Tem alma nos depoimentos. É sentimento puro que ali está. O cara tem nome complicado, mas me parece um bom guri...



Merecem receber o selo:

Que cha…

Lisa, como a índia Potira

Todos sabem da minha adoração por cabelos crespos. Por isso mantenho meus toin toin com cuidado. Cremes para hidratá-los estão no mesmo grau de importância que as loções cremosas para o corpo e mãos. Claro que, como não sei ser fashion faço um permanente afro uma vez ao ano para relaxar os fios sem perder o enrolado.

Depois, pelo menos uma vez ao mês [quando estou com os cachos danificados me doutrino e faço semanalmente] faço hidratação em casa com um restaurador cheio de vitaminas, proteínas e óleos. Tratamento de choque mesmo. E vou me habituando ao visual, que a cada processo fica de um jeito.

O problema é que este ano eu experimentei o babyliss e adorei o resultado. Nisso, já fiz o negócio mais duas vezes. A última foi na quarta-feira passada para ir numa homenagem a uns desembargadores. Estava eu lá, linda e bela e com cachos de boneca no jantar, exibindo minha figura roliça pelo salão o Clube Riobonitense, que só costuma me ver na sexta-feira de carnaval e bem bagaça...

Desta vez …

Só mais um dia...

Não me olheComo se a políciaAndasse atrás de mim Cale a bocaE não cale na bocaNotícia ruim...

Há tempos, era pequena ainda, ouvia os mais velhos da minha família [inclusive meu pai] a chamar os jornalistas de abutres. Mal [ou bem] sabia ele, que no futuro eu seria um deles. Não me orgulho e muito menos gosto de fazer matérias a respeito da tragédia alheia. Mas são coisas da profissão de um repórter.

Hoje, talvez por fazer um mês da despedida de meu pai, eu tenha ficado ainda mais amuada em falar com os filhos de Dona Santa, senhora que foi uma das vítimas fatais na Clínica de Endoscopia Conci. Quase não fiz perguntas. Meu olhar era de pesar pela dor daqueles filhos, que ainda lidam com o coração fraco e emocionado do pai, hospitalizado desde a notícia da morte da esposa.

Na casa simples, mas espaçosa de Dona Santa, logo começou o entra e sai de vizinhos e parentes, que aos poucos começaram a chegar para ofertar solidariedade ao casal de irmãos. Senti-me aliviada ao constatar que a pratic…

Deu pra Ti

Eu não sou peru. Perua muito menos. Essa vocação não me aflige. Mas o medo do peru em morrer de véspera, eu tenho igual. Porém, parei com isso agora. Não sofro mais de véspera. Fiz a escolha para a minha vida futura e próspera.

Quando 2010 começou parecia mais um ano igual a todos os outros. Essa mensagem positiva e subliminar de que esse seria 10 [nota dez] tomou conta das pessoas. Todo mundo se encheu de esperanças e projetos de mudanças. Eu também. Tracei as metas como sempre, mas com aquele “Q” a mais. Mal sabia que no ano 10 eu perderia parte do meu porto seguro, minha base, meu apoio. Mas, havia dito que até dezembro eu voltava.

Precisei sentir a dor da perda e acalentar o aperto da saudade para perceber que precisava voltar a arriscar, antes que perdesse possíveis oportunidades e mais pessoas. Então, vou atravessar a ponte, pois embaixo dela só há águas desse momento, como canta Lenine.

Já programei e organizei a minha saída de Videira. Essa semana recusei duas propostas de trabal…

Mimos, risos e carinhos

Meu baby

Faz frio em todo o Sul do Brasil, mas meu coração está bem quentinho. Sou mãe de um gato bem lindo e mimoso e sou filha de uma mulher guerreira, forte, exemplo que poderia ter levado para outra geração de humanos, porém, não o fiz. Talvez não faça. Não sei.

Viajei correndo para ver minha velhinha e voltei na manhã serenada desta segunda-feira. Mas dois dias e duas noites ao lado de minha família vale o sacrifício. Deixei o convívio com meu Sha, resfriado, para confraternizar com meus outros amores. E foi bem divertido.

Meu irmão herdou do pai o título de palhaço agora. Ele é muito engraçado e não pude deixar de rir muito com cada comentário, brincadeira ou trejeitos dele. Minha tia Ica é sádica, mas sempre teve traços da divina comédia. Eu sou tragicômica. Como minha mãe e irmã.

No final da tarde chegou mais uma. A tia Vô. Coisa do Fifo chamar a Ivone assim. Ele tem essa capacidade do Sawyer para apelidar as pessoas [PP e Jana, vocês têm codinome lá em casa]. Bom, a tia chegou do…

Me cago de medo

Cada vez que preciso tomar uma decisão me cago de medo. Não é a toa que minha música favorita do Lenine, entre todas as outras favoritas que também amo, é Medo. Esse receio do desconhecido me faz tremer as pernas e manter a indecisão como medida. Fico retardando, adiando, protelando minha palavra ou ação até o momento inevitável.

Mas tudo urge na minha vida ultimamente e está cada vez mais emergente eu ter postura firme. Essa semana é tudo vai ou racha. Sim ou não. Agora ou bem depois... Talvez nunca. Como não sou dona do meu destino, como pensei que fosse, melhor não vacilar tanto e ir logo mandando o racional funcionar e tentar acertar as coisas. Ou não.

Pop Corn

Deixa eu lhes contar algo que não é novidade. Melhor. Deixa eu lhes lembrar. Estou cada vez mais falida. Fui dar uma caminha até o super hoje à noite. Lá, estava focada no somente necessário. Claro que trouxe supérfluos. E em meia dúzia de coisinhas gastei 50 e poucos paus... O fim da várzea! Esta tudo os olhos da cara e olha …

De dentro pra fora, de fora pra dentro

Viver é afinar o instrumentoDe dentro prá foraDe fora prá dentroA toda hora, todo momento

Foi mais uma semana atípica emocionalmente. Bem anormal... Tive tempo demais pra pensar e repensar e aconteceu o que imaginava; fundi o cabeção em dúvidas. Resultado: cansaço mental e psicológico no final do dia ontem. E pra piorar, o Sha está gripado. Espirrava há dois dias e uma noite. Não deu outra, levei o bichano pro médico e agora ele tem que tomar antibiótico e antiinflamatório por quase dez dias. Período que dura a gripe do gato.

A gente voltou pra casa depois da consulta e ele foi direto pra debaixo das cobertas. Eu tomei o melhor banho dos últimos tempos e fiz o mesmo. Dormimos cedo e acordamos tarde...

Hoje, com aquele sol lindo e quente, tranqüilizador, não havia como ficar em casa. Sai. Caminhei tanto pela cidade, parei, li, chorei, conversei, comi, escrevi no Fausto e caminhei mais um pouco. Voltei pra casa ainda com disposição e energia, mas já era noite e fazia frio. Depois, meu baby…

O negócio é seguir em frente

Estado de espírito: Peleiando...



Excepcionalmente, esta figura aí NÃO foi a Jana Severo que enviou... Mas, claro, que ela continua com tempo pra mandar tirinhas, piadas e vídeos engraçadinhos. São tantos que daria um blogue, exclusivo, só com achados dela. Mas como a própria disse: pra que ela vai criar um se publico aqui?