Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2007

Os males do corpo e do coração

Estou doente. Não é nada grave, pelo contrário. Apenas uma indisposição estomacal, que me acomete de vômitos, me deixa sonolenta durante o dia, depois de algumas horas em claro depois de dores incômodas no abdômen.
É, fazia tempo que não sentia isso. Diria até que anos; em torno de quatro.
Fiz minha viagem para Minas Gerais sentindo, por três dias, essas dores e enjôos. Mas agora é muito pior, porque antes eu estava me divertindo, de férias, comemorando meu diploma, meu registro profissional. Agora esse mal estar não me deixa trabalhar, me deixa lenta, me faz lembrar que poderia estar tendo os cuidados da minha mãe agora, mesmo que fosse para ouvi-la dizendo: “vai ao médico guria”. Aqui eu não tenho médicos, meu convencia compreende apenas até as fronteiras gaúchas, mesmo assim ficaria contente com seu chazinho de macela ou alguma outra poção mágica que faria, antes de me mandar ao médico.
O que sei é que posso me safar disso. Vou melhorar, é só esperar mais 48 horas e não abusar da alim…
Pronto, ele já está melhor... E nem cheguei a fazer a vistoria nele. O que é uma simples ameaça, hehehehe. Mesmo assim, fou passar o antivírus nele agora. Sempre é bom né.

Fred Astaire

Ele se revoltou comigo... Da demora em tocar em suas teclas. Da falta de conversa, mesmo que fosse sempre o mesmo assunto... De não dizer mais palavrões para ele ou simplesmente de jogar Pinball ou Freecell.

Então ele adoeceu. Meu outlook não envia mais mensagens, mas recebe (ainda bem). Sua velocidade não é mais a mesma, então, nem pensar em fazê-lo dançar na chuva como antigamente... E agora ele trava quando não está contente. Sem falar que o leitor de CD tá ruim e o Nero não reconhece mais arquivo nenhum. Do nada, fico com o mouse na mão e a seta imovél no monitor...

Agora que ele tem internet, que poderíamos baixar músicas e clips juntos, fazer outros downloads como livros e desenhos animas. Pesquisar, bater papo, ele está doente... "Fred, te cura, por favor... Eu gosto tanto de ti..."

Para sanar o que for que ele estiver sentindo, vou me dedicar a limpá-lo este final de semana, passar o antivírus e reagrupar os arquivos. Vamos ver se ele melhora.

Na madrugada de 24

Às 3:54 eu disse “oi Fred”. Como quem dizendo à máquina: estou de volta... Não tem explicação lógica sem ser o fato de que o puff já estava em frente ao computador, de que estava sem sono, de que está chovendo (e fico nostálgica quando o tempo está assim) e não tenho vontade de ler, nem de trabalhar.
O tesão pela leitura já se foi há meses. Disse-me que só iria comprar um cigarro avulso e já voltava. Então faço as contas, olhando para a pilha de livros que se acumula ao lado da minha cama, no chão, e de outra que já guardei numa caixa. Se um maço, que tem 20 cigarros, fez com que um homem que saiu para comprar cigarros voltasse dez anos depois (conforme histórias urbanas), um avulso levaria minha vontade de ler retornar em seis meses... Mas já faz mais tempo que isso e após esse recesso temporário só li um livro, pequeno, no último trimestre do ano passado e ainda levei 15 dias para isso, mesmo que só lendo durante 20 minutos após o almoço.
3:57 disse o locutor do programa Insônia da R…
hoje é sexta-feira. dia de ir beber no final da tarde, no Bar Estação. Dia de ir laranja e voltar bagaço no Gula's. enfim, de puro riso, papo fora e magia. vem?!

Livre, Leve e Solta ! ! !

Sim. Essa é definição ideal para mim no momento. Livre, Leve e Solta! É deste jeito que me encontro desde o início desta semana. E tudo começou de forma majestosa.
No domingo, depois de um dia tranqüilo, regado a cerveja gelada, samba e feijoada, ao lado de pessoas simpáticas e agradáveis, cheguei em casa e encontrei o amor reinando no latifúndio. Ô maravilha... Tava na hora de alguém se dar bem nesta casa.
Na segunda comecei trabalhos novos, efetivamente. E esta sendo uma dilícia, embora cansativo. Desço e caminho pela região central todinha, pela manhã, tarde e até à noite... Mas faço isso feliz, ando com um sorriso no rosto, de contentamento, de alegria, de tranqüilidade tamanha que nem eu esperava.
Às vezes fico em dúvida, pensando que não vou dar conta, que é muita coisa, que são responsabilidades demais, mas, depois penso que se não tentar nada saberei. O que sei é que até consegui esta semana. Três atividades em cinco dias... Três! Quem diria... Quem me viu e quem me vê... Claro q…

a efemeridade do tempo...

tenho tido tantas novidades boas para contar para vocês, mas a efemeridade do tempo não tem me permitido revelá-las. o que sei é que o final de semana está chegando, quando terei tempo de sentar em frente ao Fred Astaire e escrever post's e mais post's, responder emails de amigos queridos, scraps do orkut e atualizar meu fotolog. esperem só mais alguns poucos dias.

Ao Bloguistão, aqui vamos nós

Ter, 17 Abr, 09h09

(São Paulo, BR Press) - Dando seqüência ao programa Cronicamente Viável - A Informação e a Imaginação na Internet, o Centro Cultural Banco do Brasil realiza no dia 08/05, a partir das 19h30, o debate Um Lugar Chamado Bloguistão - Por que pequenos sites e blogs noticiosos ou só divertidos e inteligentes estão fazendo a diferença na Internet? Os debatedores são o jornalista e blogueiro Ricardo Noblat e do escritor e também blogueiro Ferréz, com mediação dos jornalistas Marcelo Tas e Marcelo Rubens Paiva.

O programa Cronicamente Viável - A Informação e a Imaginação na lnternet tem por objetivo discutir a rede em sua totalidade: informação online, blogs, sites de relacionamento - como o MSN e Orkut -, o vídeo na web que chegou para ficar com o You Tube, a arte na web, os crimes virtuais, além da questão da necessidade ou não de uma legislação para o setor.

O encontro poderá ser acessado pelos internautas no endereço: http://www.tvuol.uol.com.br, que poderão enviar pergunta…

O blog completa 10 anos

(Yahoo! Notícias) Ter, 17 Abr - 16h02 Por Beatriz G. Cabrera (EFE)

Este mês, o blog, espécie de diário e uma ferramenta muito popular na internet, completa 10 anos, recebendo aplausos, sendo alvo de críticas, causando polêmica

Pode-se dizer que este pré-adolescente do mundo virtual foi uma criança precoce. Quando a internet começava a se consolidar nos lares de todo o mundo, ele nascia. No começo, sua presença quase não era notada, talvez por isso ninguém saiba ao certo quem o deu à luz.
Cem milhões. Este é o número estimado de blogs existentes atualmente. E a cada dia surgem mais, já que ele virou moda na comunidade política, sobretudo em tempos de eleição. Leia mais clicando no título

Qualquer semelhança é mera coincidência...

Lisa
Esqueça o sol, este ilustre desconhecido - eu é que nasci para brilhar! Superpoderosa, avanço pela corda bamba do sucesso usano salto dez, sem jamais perder o equilíbrio. (Bem, às vezs dou uma balançadinha, mas ninguém percebe, porque as pernas são mais rápidas do que os olhos.) Mas cuidado, garoto, eu sou perigosa! Afinal, o tema d uma Guerreira do Glamour é: os fins justificam as meias (de seda). E rufem os tambores! Estou prestes a encarar o maior desafio da minha carreira jornalística - criar uma revista feminina trans-lum-bran-te... ah, não! Com meia dúzia de caipiras como assessores e uma verba em que faltam vários zeros, numa aldeola onde judas perdeu as botas.

Bom, pelo menos isso, porque as botas não eram de Manolo Blahnik!
Será que, pela primeira vez, deixarei a minha peteca de plumas de pavão cair?

Façam suas apostas!
_____
Sushi - Marian Keyes
Sinopse


A vida da editora de revistas, Lisa Edwards mudou quando ela descobriu que seu novo emprego não passa de uma ordem de deporta…
não é fiasco não, mas já calcei as minhas meias de apeluciadas... afinal, quem não tem cão e nem gato, caça com o que tem ao alcance, hehehe

Eta gringa nova...

Brasil - 13h04 - Uma menina nasceu com 6,505 kg em Blumenau, cidade localizada a 200 km de Florianópolis, em Santa Catarina. Foi a maior criança a nascer nos 147 anos de existência do Hospital Santo Antônio, o mais antigo do município.

The Pursuit of Happyness

Definitivamente não quero que a Sofia ou o Pedro vejam a vida pela janela do ônibus ou do metrô, enquanto eu procuro a felicidade...

Portanto, vou esperar mais algum tempo para que eles venham ao mundo. C´est la vie!

Curtas dos últimos dias

Quinta-feira

Laranja - Começou bem, se desenvolveu mal e terminou laranja. Imagine: véspera de feriado, sem passagem para qualquer lugar, solita no mas e triste. O que poderia dar? Fui laranja e voltei bagaço! Foi divertido até.
---
Ervilha - Nossa! Parece que até tava advinhando... Companhia excelente, divertida e inteligente. Mudou parte dos acontecimentos do dia. Surpresa agradabilíssima. Un bisou mon cher.
---
Gulas - Sem noção...

Sexta-feira

Feriado - O que estava marcado como um dia triste e solitário se modificou. Manhã de lágrimas confortadas pela presença da Rô, que salvou o dia com sua atenção e companhia descompromissada. O tatuador também fez a diferença. Santo feriado!
---
Viagem - Tudo tranqüilo, como a tempos não acontecia, durante a viagem à Porto Alegre. Tive tempo para refletir e concluir pensamentos significantes. Foi o momento de renovação se antecipando, junto a palavras escritas no meu livro de memórias.
---
Frio - Velha parada para o lanche em Vila Assis. Desci de porte do…
tem algumas músicas que falam por mim, dizem o que penso ou refletem a fase que estou passando. hoje vou usar o refrão de Pescador, do conterrâneo regueiro - Armandinho -, como uma paráfrase (para um bom entendedor meias palavras bastam...).

"Sou pescador é paz e amor,
Cuidado com essa rede no mar,
Se você ver, que o mar tá bom,
Só quero meu cantinho pra surfar"

Dia 7 de abril

Dia do Jornalista

Numa dessas manhãs, um repórter me ligou para fazer alguns questionamentos sobre o Dia do Jornalista (comemorado neste dia 7 de abril), não sei se fui muito claro nas minhas declarações, até porque ele me pegou de surpresa, uma vez que não estava acostumado a ser o outro lado da história, ou seja, o entrevistado. Há mais de 15 anos atuando como repórter, nas mais diversas editorias, me senti como aquela pessoa que pela primeira vez vai dar uma entrevista na rádio, na televisão ou até mesmo para um jornal, quando apesar de dominar o assunto não consegue expressar sua melhor opinião.

Depois disso passei a refletir sobre os fatos e compreendi ainda mais o significado do ser jornalista. Entendo que esta profissão, apesar de sofrer os mais diversos ataques, no que diz respeito ao exercício legal, ou seja, de sua regulamentação, é e sempre será a única profissão capaz de entender e saber ouvir o anseio de todos. O jornalista nada mais é que um contador de histórias, que bus…
Semana agitada e próspera.
Mas das 24 horas do dia, 18 delas eu fiquei assim:

Por que poesia?

Por que poesia é alma, sentimento, dor, amor, vida e morte. Por que poesia é o retrato da vida, sob os olhos de pessoas sensíveis e insensíveis; carinhosas ou brutas, sobre os olhos de gente bonita e feia, inteligente e burra, que ama ou que ainda vai amar...
Por que Florbela Espanca é muito mais que isso e no Livro de Soror Saudade, faz rir e faz chorar tudo que vai na alma.
_______

Vejo-me triste, abandonada e só
Bem como um cão sem dono e que o procura,
Mais pobre e desprezada do que Job
A caminhar na via da amargura!

Judeu Errante que a ninguém faz dó!
Minh’alma triste, dolorida e escura,
Minh’alma sem amor é cinza e pó,
Vaga roubada ao Mar da Desventura!

Que tragédia tão funda no meu peito!…
Quanta ilusão morrendo que esvoaça!
Quanto sonho a nascer e já desfeito!

Deus! Como é triste a hora quando morre…
O instante que foge, voa, e passa…
Fiozinho de água triste…a vida corre…

Páginas, descoladas, da vida de Dani Müller

Capital
O segredo da felicidade
A minha capital (8)
DANIELA HELENA MÜLLER/ Psicóloga, moradora de Porto Alegre

A psicóloga Daniela Helena Müller, 32 anos, não é judia, mas foi uma sinagoga de Porto Alegre que ela escolheu para evocar no concurso cultural A Minha Capital, patrocinado pela TIM.

Selecionado entre centenas e o oitavo de uma série de 10 que serão publicados até o aniversário de 235 anos da cidade (segunda-feira), o texto de Daniela relata um episódio do final da adolescência que colocou o templo da União Israelita no centro da sua geografia afetiva.

- A sinagoga representa para mim a lembrança do primeiro amor, um sentimento universal, sempre puro e intenso. Ela marcou minha vida porque vivenciei lá uma grande manifestação de afeto. Foi uma descoberta - ressalta.

Esse momento foi compartilhado com um namorado, judeu. Ele e Daniela acertaram uma data e um horário para ingressar na sinagoga e, sem que ninguém percebesse, celebrar um casamento simbólico no templo vazio. O ritual …

Ainda roubando o perfil no orkut...

Da minha colega e amiga de pós: Little Angel (que tenta, todos os dias, a ter mais que "palavras de um futuro bom", que nem eu...)

Quero beijos sinceros e apaixonados; Quero viagens inesquecíveis; Quero banho de chuva; Quero carinho, cafuné, colo.
Quero amigos loucos e felizes; Quero pizza, chocolate e algodão-doce. Quero trilhas, cachoeira, pés descalços; Quero ouvir música alta e dançar até cansar;
Quero dormir até acordar; Quero mar, quero vento, quero sol, muitoooo sol.
Quero conhecer muita gente e me apaixonar por cada uma; Quero me jogar. Quero voar; Quero abraços, muuuitos abraços; Quero adrenalina, suspense, aventura; Quero chorar de rir até a barriga doer.
Quero toque, pele, química, desejo; Quero noites de lua cheia; Quero viver de amor!.....Apenas isso...... Quero uma primeira vez outra vez. Quero sensações inéditas até o fim dos meus dias!!!
Olha a prova da Festa dos Comunicadores. Tudo na Paz de Deus, como canta a Marrom. Sexta-feira 13 tem mais!