Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2007

É noite! Noite de Festa!!!

Sim. Hoje tem festa dos Comunicadores de Videira. E, como sempre, ela promete: diversão, alegria, pega-pega verbal (nova categoria agora), beberagem e comilança.
No cardápio da noite: Porco a Pizza. O Edélcio vai fazer, de novo. E é bom tchê. O barato desta vez é em comemoração ao aniversário do Moacir (Moa para os mais chegados. Bem mais chegados, hehehe), do Jornal Correio do Vale.
Enfim. O que sei é que nada sei. E, no final das contas, tudo que queremos são motivos para nos reunirmos e rirmos de nós mesmos, com os outros, claro.
Ah, para garantir novidades fotográficas no meu acervo, vou levar minha super mega câmera analógica. Hehehe.

Espanhol corta seu pênis fora e joga-o na privada

Um homem de 30 anos cortou seu pênis e jogou-o em um vaso sanitário na cidade de Salamanca, no oeste da Espanha. De acordo com a agência de notícias Efe, ele decepou seu membro porque "não queria mais pecar". O homem foi internado no Hospital Clínico Universitário, onde se encontra fora de perigo e, segundo a agência, seu estado de saúde está melhorando. Um familiar se encontrava na residência em que ocorreu o incidente e avisou rapidamente o serviço de emergências da cidade. Até o momento não há informações sobre a identidade do homem e se ele sofre algum tipo de problema psicológico que possa tê-lo feito decepar seu pênis.
» Homem corta pênis por causa de religião » Homem corta pênis para provar fidelidade » Homem corta o próprio pênis em pizzaria » Russa põe fogo no pênis de ex-marido
Redação Terra __ 1.sai pra lá meu! 2.agora, a matéria sobre a mulher russa vale a pena conferir. hehehe. 3.tem mais matérias do tipo. Hehehe. 0 site do terra tá cheio delas. Idosa mata ex-namorado por…

Divirtam-se

Todas as noites eu fico sozinho

by Marlon Schurr
Todas as noites eu fico sozinho... Entregue a mim e a uma música melancólica que toca vezes sem contar... Sinto-me triste, frágil, estou carente. Imagino como seria se te tivesse a meu lado, quando apenas tenho vontade de morrer! Noite após noite, quando fico assim sozinho penso em ti, em como seria se me desse uma ultima chance, como seria se os nossos lábios se tocassem por mais um momento apenas... sei que dramatizo...
Todas as noites eu fico sozinho, choro por dentro, pinto um arco-íris em tons de preto e branco, percorro uma praia deserta, que me atira à cara sobre a forma de brisa toda a minha solidão... Mostra-me todo o vazio que existe dentro de mim... Olhando para as minhas mãos, imagino os meus dedos a tocar nos teus lábios, sentido aquela textura sensual. Sei que penso de mais... Sei que gostarias de me amar, sei que seria lindo...

Todas as noites eu fico sozinho, esperando que o sono venha, e que me traga os sonhos, em que eu me alimento, tornando-me a cada…

Paciência

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não pára...



Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...



Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...


O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...



Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...



Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não...



Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...
precisa mais?

Coisas da idade...

Ainda tenho um filho, planto uma árvore e escrevo um livro. Simples assim. Como a vida deve ser.
A menos de dez dias de ter 33 anos, decidi parar de complicar a minha vida. Já aceito e penso que estou aprendendo a lidar com as questões transversais que acontecem com ela. Então, vou facilitar para mim mesma. Para uma melhor gestão da minha vida mundana. Sim, já que não conheço outra mesmo. E estou feliz por isso. Por enquanto, hehehe.
A cada dia que passa, que se aproxima o “independence day”, mais resoluta fico das minhas constatações. Algumas possíveis conseqüências de minhas decisões, do que chamo de resoluções de aniversário, vão me entristecer. Mas nada que o tempo não cure. Ele também existe para isso. Outras vão me trazer saúde, bem estar.
Parece que chegar a idade de cristo, traz junto uma responsabilidade mas firme, consistente, com a gente mesmo. Um olhar interior, uma retrospectiva sobre essas décadas, uma análise produtiva do que realizamos. Ou simplesmente é a crise dos 30. O…

Riso solto

Tem circo novo instalado na cidade. É do palhaço biribinha. Mas não o legítimo. É da família também, terceira geração da arte circense (se não me engano). Creio que vou ver umas palhaçadas no final de semana. Rir do nada, para o nada. Deixar o bicho solto. Afinal, não é Du Soleil e nem o Nacional da China, mas é circo também e tirando o Vostok, todos os outros me divertem. O único problema é que hoje ainda é segunda... E com sorte eu não perco a foto com o palhaço.

Blog Day

Bom, recebi, há tempos, a missão de participar da escolha dos cinco melhores blogs da blogesfera. E, como toda boa brasileira, deixei passar os 40 dias do concurso, para votar no último dia.
Quem me passou a missão foi a Marcelle (do post aí de baixo), mas a organizadora de tudo é a Elza, que tá gerindo tudo. As regras são simples e se vocês estiverem interessados, é só conferir as normas para o concurso. A questão agora é que o tempo está findando. É só até hj, meia noite, para votar nos seus blogs preferidos. Mas o resultado sai no final do mês - dia 31 de agosto.
Então, lá vai a minha listinha (ah, a ordem não altera os fatores, hehehe): 1 - O Mendigo Rock Virtual 2 - Pseudofilia 3 -Bitch is my middle name 4 - Reflexos de Mim 5 - Ponto e vírgula

Sobre o amor

O blog da Marcelle fala sobre seu cotidiano também. E o dia-a-dia dela é repleto de acontecimentos, mas a base de todos eles está o amor. Amor fraternal, amor carnal, amor de amigos, pela vida, pelos bichos. Ela do amor, como mesmo diz. O último post, "Amor, Eternidade, Destruição", com a data de sexta-feira, traz palavras e sentimentos com as quais concordo. Mas que também me fazem refletir até quando eu vou ser assim. Um ser que ama de qualquer jeito, a qualquer hora, que ama quem não me ama, que quer o que não pode ser meu, o que não pode ser partilhado, o que não é claro... Sei bem que amor é doação, é amar de corpo inteiro: mente, corpo e coração. Já aprendi isso. A única coisa que não consigo entender é porque não posso ter um pouco de consideração e respeito, sem ter que dizer a toda hora? Ou será que isso faz parte do amor correspondido? Se for isso então, eu tô fodida... Mas, como sou uma pessoa crente a Deus e a sua criação eu continuo sendo um ser que ama, incondicio…

PRÊT-À-PORTER 15

Videira no cenário artístico

De uns tempos para cá tem se apresentado aos cidadãos do município, e da região, atrações sociais e culturais diferentes do que os bailes de formaturas de estranhos.
Na primeira quinzena do mês de julho, a opção de lazer foi a peça de teatro “Troca-Troca de Casais”, encenado pela atriz Viviane Araújo. A comédia cênica iniciou sua turnê em Florianópolis, passou por Lages, Joaçaba e, depois da apresentação em Videira, foi para Caçador. Neste mês, com a afiliação da emissora Verde Vale FM, do grupo Barriga Verde, a Rede Transamérica, os amantes do reggae nacional puderam conferir o show de Edu Ribeiro e a banda Cativeiro, na última semana.
Já neste final de semana, todos estão se deliciando com a programação cultural e artística da VideiraFest, que teve sua abertura oficial na quinta-feira, 23. A população pediu shows nacionais e os organizadores da festa trouxeram o Grupo Tradição, que se apresentou ontem (dia 24), o cantor Daniel, que faz show esta noite, e Te…

Depois da tempestade...

...a bonança!

Família Dinossauro

Essa semana me bateu uma saudade forte no peito, daquelas que aperta demais o coração e que dá vontade de ligar para casa, mesmo que fosse só para falar banalidades. Mas não liguei não. Porque saberia que nem conseguiria dizer o "alô" que já iria sair chorando.Então resisti.

Nesse momento lembrei do que meu astrólogo me disse, há quase três anos e que vierem acontecendo nestes últimos 30 meses. E na época, tudo estava tão distante da minha realidade, que não acreditei. Mas agora tá documentado no meu mapa astral, tá anotado no meu caderno de sentimentos, tá postado aqui, tá fotografado. Não tenho como negar. Assim como não posso evitar a falta que faz a minha família, assim como não posso negar a força que eles me transmitem, a cada acontecimento em minha vida. Digo, não posso mais negar esse apoio emocional que eles me dão, que me coloca em pé e me clareia as idéias.

Essa relação ficou tão clara entre nós, que quando meu peito se encheu de saudades, meu coração começou a bate…

agora, com as panelas...

Hoje pela manhã, enquanto refogava os legumes, pensava comigo mesmo e conversava com as panelas. "Nada de se entregar tão fácil assim.É tudo que eles (ou elas) querem". Esse conversa animadora com a couve-flor e a cenoura me deixo com novas idéias.
Sim, agora eu falo com as panelas. Afinal, o chuveiro, meu terninho, agora já velho e desbotado, e o Shazan, já não suficientes para mim. Então, falo com as panelas (já que com o almoço mantenho uma relação de meses). E tenho idéias, vejo oportunidades, alternativas. Eureka!!!
Quer saber mais sobre o conteúdo, então vem ser minha panela, hehehe. Só não reclama quando eu meter a colher?

Hum...

Sim. As barras de chocolate acabaram. Não sei como isso aconteceu. Foi como um passe de mágica. Uma hora elas estavam no armário da cozinha, no instante seguinte: kabutz! Sumiram...
EU! Não tenho a ver com isso não. Tá. Comi alguns quadradinhos... Tudo bem, comi bastante chocola nos últimos dias sim. E daí? A chocólotra gorda sou eu mesmo. Então, fica bem quietinho tá. Tô só desabafando...

Clic's

Flor e Tempestade
Edélcio Lopes

Então. Uma vez esse blog tinha uma vertente literária e exibicionista. Era para expor meus contos, poemas de amigos, clássicos, textos de colegas e assim por diante. Agora ele é só um espaço sobre mim e outras pessoas. Muiiiiiitttttttooooo melhor, hehehe.


Indo Embora

É por isso que vos apresento o trabalho de meu colega, o Jorge Tadeu videirense (hahaha), Edélcio Lopes. Ele fez uns clic's durante seus momentos de lazer e outros profissionais, já que o cara é repórter, editor, fotógrafo, paginador, vendedor de jornal, pai de um guri bonito - que deve ter puxado pela mãe -, marido, bebedor de cervejas, cozinheiro nos encontros dos comunicadores, colega de profissão, entregador de jornal, assessor de imprensa e ainda chupa cana e assovia.


Paredão


Estou sendo boazinha colocando uns clic's aqui. Mas vale mais a pena uma passada no site do cara (http://www.flickr.com/photos/edelciolopes/). As fotos estão muito legais. Uma coisa é certo, 70% de um bom fotógr…

PRÊT-À-PORTER

Du Soleil e da China

Aos admiradores da arte circense, duas grandes oportunidades passam por algumas capitais do Brasil. É o Circo Nacional da China e o Cirque du Soleil, que estão de volta ao país, com dois novos espetáculos.
Eu sou uma fã de circo. Sem animais, é claro. Sempre que posso prestigio os artistas cuja meta é divertir e entreter o público presente com suas acrobacias, palhaçadas, truques e malabarismos. Isso mesmo, sou um, entre vários adultos, que fica com o riso solto na platéia, com o olhar embasbacado e com um saco de pipoca numa mão e algodão doce na outra.
Como admiradora da arte circense, nada mais natural do que ter a expectativa de prestigiar o Cirque du Soleil, que esteve no Brasil no ano passado e se prepara para a segunda e longa turnê nacional a partir de setembro. Com o espetáculo “Alegria”, criado em 1994, a turnê nacional será ampliada para ter quase o dobro de apresentações da vez anterior e estendida para outras quatro capitais, além de Rio de Janeiro e São…

Ao meu amor

(ciente e inconsequente)



Porque tu me deixa assim, feito criança feliz, a cada vez que ficamos juntos. E durante um bom tempo, sempre acabo esquecendo tudo que faço, digo e escrevo para que esses momentos se realizem. Apenas saboreando o doce bom na boca, por tempo indeterminado, renovável a cada novo encontro, contato, afago.

Porque eu fico com o riso solto, a cada bobagem dita, constatação ridícula, verdade crítica, ironia revelada, sacanagem escancarada ou modéstia contada.
Porque eu fico assim: largada , tipo gata manhosa, depois do tesão saciado, pensando até quando vai ser desse jeito e querendo que fique mais um tempo, assim mesmo como está ou ainda melhor; vidrada, a espera sempre de mais.

Eu tu se fudeu meu caro. Porque mesmo tendo medo do Chuck, eu gosto de brincar com bonecos, pois sou uma criança grande. E gosto ainda mais de meninos maus. Eles têm uma doçura escondida, quase nunca revelada, e uma sensibilidade recôndita, que só as meninas boas (ou boasudas, ou nenhuma das op…

A arte de cozinhar

Não. Não se anime. Ainda não sou uma exímia cozinheira, e creio que nunca serei. Também nem sei se sou boa nessa área a ponto de dizer que cozinho. Como o Neno comentou no seu blog, quando veio fazer o rango aqui em casa, "sou apenas uma preparadora de comida". E nisso sim, arrisco em dizer que faço bem. Às vezes, hehehe. Ainda salgo a comida. Diria que eu na cozinha tem sido uma terapia. E uma alegria também. Tenho cozinhado para os amigos. Coisa simples: carne assada, purê de batatas, maionese, salada de massa, arroz, saladas mista ou verde, lentilha... Quem me viu e quem me vê... Eu odiava cozinhar, embora sempre tenha sido eleita entre os amigos para tal fato. Agora, nem precisam me pressionar. Eu escolho o dia, a hora e o cardápio e reúno o quarteto fantástico para serem as vítimas. Não preciso nem dizer que eu como tudo que faço, afinal, nada de desperdício de comida. Mas fica bom, na maioria das vezes.
Esse fato me lembra o filme espanhol "Como água para chocolate…

Só para lembrar...

e além de tudo isso (post abaixo), eu também quero a sorte de um amor tranqüilo.

Todo o Amor Que Houver Nessa Vida
Cazuza E Frejat

Eu quero a sorte de um amor tranquilo
Com sabor de fruta a mordida
Nós na batida no embalo da rede
Matando a sede na saliva

REFRÃO:
Ser teu pão
Ser tua comida
Todo o amor que houver nessa vida
E algum trocado pra dar garantia

E ser artista no nossa convivio
Pelo inferno e céu de todo dia
Pra poesia que agente nem vive
Transformar o tédio em melodia

Ser teu pão
Ser tua comida
Todo o amor que houver nessa vida
E algum veneno anti monotonia

E se eu achar a tua fonte escondida
Te alcanço em cheio mel e a ferida
E o corpo inteiro feito um furacão
Boca, nuca, mão e a tua mente não

Ser teu pão
Ser tua comida
Todo o amor que houver nessa vida
E algum remédio que me de alegria

Ser teu pão
Ser tua comida
Todo o amor que houver nessa vida
E algum trocado pra dar garantia
E algum veneno anti monotonia

Morreu Joel Silveira

COMUNICAÇÃO Quarta-feira, 15 de Agosto de 2007 17:32
O jornalista e escritor Joel Silveira morreu esta manhã aos 89 anos, em sua casa, no Rio de Janeiro, “de causas naturais”, segundo informou a filha Elisabeth. Um dos mais famosos e respeitados jornalistas brasileiros, trabalhou em publicações que tiveram participação importante no cenário do país, como O Cruzeiro, Manchete, Diretrizes, Última Hora, O Estado de S. Paulo e Correio da Manhã. Foi repórter especial, correspondente de guerra e lançou mais de 40 livros. Sergipano radicado no Rio há 70 anos, ele tivera câncer de próstata, mas não quis tratá-lo. "Estava cansado, dizia que preferia morrer e que teria de ser em casa", contou Elizabeth.
Joel Silveira teve dois filhos, dois netos e dois bisnetos. Passou a vida lhes contando os muitos episódios que viveu em mais de 60 anos de carreira, iniciada aos 18, quando veio de Aracaju. Histórias como as entrevistas que fez com presidentes da República como Getúlio Vargas (15 dias …

A força do marketing

Duas criancinhas de oito anos conversam no quarto:
- O menino perguntou para a menina: - O que você vai pedir no DIA DAS CRIANÇAS? - Eu vou pedir uma Barbie, e você? - Eu vou pedir um O.B.! - O.B.?! O que é isso ?! - Nem imagino, mas na televisão dizem que com O.B. a gente pode ir à praia, andar de bicicleta, andar a cavalo, dançar, ir ao clube, correr,fazer um montão de coisas legais, e o melhor... SEM QUE NINGUÉM PERCEBA...
______
Engraçadinho né? Hehehe. Foi o Moreira que me enviou. E só publiquei porque me senti estimulada, após ler uma piada sem graça no blog novo do Perifas. Sim Relaxado, a culpa é tua, hehehe.
Tá, dá um risinho que é essa é boa. Bem melhor do que a do Perifas... Hehehe. Tudo bem, vou publicar algo decente então... Mas espera a vontade voltar ok. Ela tá quase chegando.
o mês do cachorro (e das cadelas tb) louco está no final da sua primeira quinzena. ainda bem... agora só falta pouco mais de 15 dias. ufa! _________________ A Balada do Cachorro Louco
by Lenine, Lula Queiroga E Chico Neves
Eu não alimento nada duvidosoEu não dou de comer a cachorro raivosoEu não morro de raivaEu não mordo no nervo dormenteEu posso até não achar o seu coraçãoE talvez esquecer o porquê da missãoQue me faz nessa hora aqui presenteE se a minha balada na hora hAtirar para o alvo cegamenteEla é pontiagudaEla tem direçãoEla fere renteEla é surda, ela é mudaA minha bala, ela fere renteEu não alimento nenhuma ilusãoEu não sou como o meu semelhanteEu não quero entenderNão preciso entender sua menteSou somente uma alma em tentaçãoEm rota de colisãoDeslocada, estranha e aqui presenteE se a minha balada na hora entãoErrar o alvo na minha frenteEla é cega, ela é burraEla é explosãoEla fere renteEla vai, ela ficaA minha bala ela fere rente

PRÊT-À-PORTER 13

Eu odeio o orkut

Na verdade eu não odeio não. Gosto. É divertido. Penso também que Evandro Berlesi, autor do livro ao qual intitulei a coluna da semana, também não odeia o orkut. Apenas utiliza o ambiente virtual como tema literário de seu trabalho, recém lançado no mercado.
Recebi o convite, por meio do correio eletrônico, para o lançamento desta obra. Achei interessante a sinopse do livro que trata sobre uma das redes que agrega pessoas. Mais curioso ainda é o título. Será que tem alguém que odeia o Orkut mesmo, além do Jader? O dependente virtual da comunidade?
O Orkut é uma comunidade on-line que conecta pessoas através de uma rede virtual. O espaço tem o objetivo de proporcionar um ponto de encontro via internet, oportunizando a confraternização entre amigos ou a concretização de novas relações pessoais e até profissionais, de acordo com interesses comuns. Mas esta explicação é desnecessária para os jovens, adultos e até para algumas pessoas da terceira idade. Eles também estão liga…

Sexta-feira

Hoje é sexta-feira, 10. Independente da data, o dia da semana já teve vários significados para mim.Entre está ainda o dia internacional da cerveja, o começo do "findi", entre outras coisas.
Muitas coisas boas acontecerem para mim numa sexta-feira. Muitas coisas chatas vieram numa sexta-feira. Já derramei muitas lágrimas em noites de sextas, quando em outros momentos espalhava gargalhadas sonoras em meses de bares com amigos, ou em casa com a familía e amigos.
Aqui em Videira, nos últimos meses, as sextas-feiras têm tido significado laranja (quem é leitor assíduo sabe do que estou falando). Até porque este dia é o mais "movimentado" para sair balançando as madeichas, ou quadril, os ombros, enfim, todo o corpo. É quando o povo da cidade põe seus corpos para fora de casa e saem para se divertir.
Nos últimos 10 dias sinto que a Sexta-feira deixou de ter valor expressivo para mim. E até sei o motivo. Agora, todos os dias têm o mesmo peso. E acho isso bom. Gosto da segunda,…
porque eu sou limpinha, linda, preta, maravilhosa, inteligente, sagaz, intensa, feliz, simpática, mau-humorada, sorridente, reclamona e amo pessoas e animais é que eu passei no vestibular. Agora sou uma das 50 calouras do curso de português/espanhol (EaD) da federal catarinense. Eta vida boa esta, hein?!

Previsão de humor

Os últimos 10 dias

# Porto Alegre #

"Estou de volta pro meu aconchego..." Por quatro dias estivesse despreocupada, amei e fui amada, me diverti, dormi pouco, não fiz nada, mas absolutamente nada, fui paparicada, enchi a cara, transei, comi muita pizza, transitei pela cidade, revi amigos (poucos deles), dancei, me surpreendi e fui surpreendida. Porto Alegre é assim ultimamente. Efervescentemente surpreendente, delirantemente calma e agitada.
# Porto Alegre 2#
Mas algo me entristeceu ao caminhar pelas ruas da Cidade Baixa, no Domingo, quando me dirigia ao café do Cine Guion encontrar o Alê. Uma concentração enorme de pessoas (adultos, jovens e crianças) em situação de rua. Não há mais espaço para tanta gente nas calçadas, para tanta gente mendigando, para tanta gente tentando sobreviver vendendo comida furtada de algum estabelecimento. Chega ser degradante, desumano, e claro, muito triste, ver tantas pessoas assim nesse estado e ao mesmo tempo perceber o descaso que as autoridades públicas tratam …

She's Only Happy In The Sun

Ben Harper
I know you may not want to see me
On your way down from the clouds
Would you hear me if
I told you
That my heart is with you now

She's only happy in the sun
She's only happy in the sun

Did you find what you were after
The pain and the laughter brought you to your knees
But if the sun sets you free
Sets you free
You'll be free indeed
Indeed

She's only happy in the sun
She's only happy in the sun

Every time I hear you laughing
Hear you laughing
It makes me cry
Like a story of life
Of lifeIs hello goodbye

She's only happy in the sun
She's only happy in the sun
She's only happy in the sun
She's only happy in the sun
________________
Essa música me acalma, mesmo a tradução dela não ter nenhuma relação com minha realidade. Ben Harper tem essa função para mim. É o meu lexotan. Sua voz bate nos meus ouvidos com suavidade. A sonoridade de suas músicas passeia pelos meus tímpanos e envia sinais eletromagnéticos ao cérebro de paz e amor. É como Jack Johnson. Sempre tudo de b…
Essa semana eu e a Silvitcha ganhamos canecas com enfeites. A da Angélica tem uma guriazinha bem meiga. E a minha tem um sapo, bem simpático. Tomo chá na caneca nova agora. O adereço veio bem a acalhar. O benfeitor disse que era para dar sorte. Além de bonito tem um objetivo ainda. Que bom meu caro, mas sorte não é o tipo de auxilio que preciso no momento. Mesmo assim, agradeço a gentileza, porque sorte nunca é demais. O que preciso e já tomei emprestado, é do que a Fernanda Abreu cantava muito aos quatros cantos. E que também foi minha música de formatura. E que agora faço uso de novo, explícito, para espantar o mau olhado e a inveja (e qualquer outra urucubaca que gente infeliz, insatisfeita e, sim, mau amada - hehehe - tenta me mandar). Como diz a música de Caetano Veloso: "eu estou vestida com as roupas e as armas de Jorge, para que meus inimigos tenham mãos, mas não me toquem, tenham pés e não me alcancem, e nem mesmo em pensamento, eles possam me fazerem mal. Salve Jorge!&quo…

Eu menti!

Sim, tenho mentido várias vezes, para algumas pessoas, queridas pessoas, e para mim também. Tenho dito meias verdades e isso quase está virando um hábito. E a conseqüência disso só eu sei, porque só a mim faz mal.
Estive em Porto Alegre e lá eu menti também. Respondi inverdades para meu pai com o intuito de não preocupa-lo, de polpa-lo e para me dar mais tempo. Eu abro os olhos, mas é desnecessário, por que sou visionária para algumas coisas, mas, em seguida fecho-os e digo para mim mesma que estou enganada.
Tenho passado as mãos sobre a minha própria cabeça, me perdoado de erros que ainda não cometi, me arrependido de coisas que ainda não fiz. E assim vai passando o tempo que tanto quero e não posso usufruir. E assim vou adiando tomar decisões que não, mas que sei que preciso.
Ah, decisões. Isso já é outra coisa que não tenho feito. Estou apegada a ilusões criadas sobre as mentiras me confidencio todos os dias. Com isso vou adianto atos praticáveis, executáveis, por medo de abrir mão de…

Prêt-à-Porter

E o português do Brasil, como fica?

Grande parte dos brasileiros tem dificuldade com a escrita e a compreensão do português brasileiro. Vários são os motivos, as causas desse déficit lingüístico. Entre eles está o processo ruim durante a alfabetização, problemas como dislexia ou outros de fundo psicopedagógicos ou fonoaudiólogos. Também podem ser por falta de oportunidades, entre outros fatores também. Para ilustrar com dados, o censo do IBGE de 2004 apontou que o país tinha até então 14,6 milhões de analfabetos, número que equivale a 11,8% da população de 15 anos de idade ou mais.
Fico imaginando como ficarão as pessoas que buscam aprimorar o português, por meio de cursos ou que estejam complementando sua formação, depois da mudança na língua portuguesa, prevista para daqui a dois anos. Ou então, as crianças em processo escolar, a formação de professores, entre outros. Como será a adaptação das mudanças que estão propostas na língua portuguesa? Não sei.
Para que todos entendam sobre as …

Mês do cachorro louco

ou

Agosto. Foi nesta quarta-feira que o mês começou. A maioria das pessoas tem receio quando chega esse período do ano. Eu não. Fico com medo é do período que antecede o aniversário. O vulgo inferno astral. Como faço aniversário no mês que vem, tanto faz uma ou outra justificativa. O momento é de cuidado... Muito cuidado...