segunda-feira, 17 de maio de 2010

Só mais um dia...



Não me olhe

Como se a polícia

Andasse atrás de mim

Cale a boca

E não cale na boca

Notícia ruim...

Há tempos, era pequena ainda, ouvia os mais velhos da minha família [inclusive meu pai] a chamar os jornalistas de abutres. Mal [ou bem] sabia ele, que no futuro eu seria um deles. Não me orgulho e muito menos gosto de fazer matérias a respeito da tragédia alheia. Mas são coisas da profissão de um repórter.

Hoje, talvez por fazer um mês da despedida de meu pai, eu tenha ficado ainda mais amuada em falar com os filhos de Dona Santa, senhora que foi uma das vítimas fatais na Clínica de Endoscopia Conci. Quase não fiz perguntas. Meu olhar era de pesar pela dor daqueles filhos, que ainda lidam com o coração fraco e emocionado do pai, hospitalizado desde a notícia da morte da esposa.

Na casa simples, mas espaçosa de Dona Santa, logo começou o entra e sai de vizinhos e parentes, que aos poucos começaram a chegar para ofertar solidariedade ao casal de irmãos. Senti-me aliviada ao constatar que a praticidade na hora da perda não é sinônimo de frieza. Ao contrário... Dói tanto na gente, que qualquer função útil nos mantém menos triste.

Entre as conversas, um ou outro atendia ao telefone ou a porta. Ouvi o único filho consolar a irmã de fora, que voltará para a casa com o marido. Depois ouvi a caçula, decidida, a ficar por perto, ao invés de retornar para a cidade vizinha e continuar com os estudos.

Mais uma vez meu coração se fortaleceu da certeza de que o melhor mesmo é a gente estar com quem nos ama e com amamos, incontestavelmente. Pois cada um de nós sabe a dor e a delícia de ser o que é...




2 comentários:

Nanda Assis disse...

viver na intensidade sem se preocupar, esse é o segredo da felicidade.

bjosss...

Joana Campos disse...

Oiê, cê mandou tõ escrevendo! mas pó pará de roer unhas, coisa fêia.
Te vi lá na Elaine e vim ver qual era, pronto tô aki, gostei e vou voltar! hehehehe

Quando tiver um tempinho passa la no DE MIM PRA VC e...DE VC PRA MIM, tome um cafezinho comigo, tá quentinho.

Tiessssspero!
Bjs
Joana Campos