Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2007

Saudades e música da semana

e viva o jackson do pandeiro... tô com saudades das pessoas de Videira. para saciar ela, enganá-la, disfarçar, eu ouvi Celso Menotti e Fabiano sexta e ontem, várias vezes. para me manter em Porto Alegre, ouvia em seguida, também por várias vezes, Papas da Língua.
-----
Viajar
Papas da Língua
Composição: Serginho Moah
Eu quero lhe dizerVou contar pra vocêA minha alegriaVocê vai perceberQue se quizer vai verTudo o que eu vi um diaFui pro lado de láFui para desvendarA minha fantasiaTudo o que aprendiTudo o que conheciValeu a pena descobrirQuero lhe falarÉ bom viajarTocar pelo mundo a foraNova Iorque é bomParis é demaisAlgo que eu não vou esquecer jamaisNão vou não (jamais)Fui pro lado de lá então eu percebiQue o sonho se realizaÉ só você ter féE sempre acreditar que tudo pode conquistarFui pro lado de láEntão eu percebiQue o sonho se realizaÉ só você ter féE sempre acreditar que tudo pode conquistar

esse trecho tem siginificado importante pra mim.exatamente como ele diz.

Curtas dos últimos (vários) dias

Então, a luz no final do túnel começa a brilhar, distante, mas tá chegando, hehehehe. Depois de uma semana turbulenta, com ataques de angina, edema pulmonar e uma cirurgia para duas pontes de mamárias (o josé não tem mais a safena), meu pai está melhor. E notícia fresca! Ele foi para o quarto hoje de manhã e já está tumultuando a galera toda.


-----
A merda é que estou com uma gripe forte, que assolou esse corpo lindo que tenho (coisa rara), e não vou visitá-lo desde quarta-feira, quando se operou. Isso é ruim, me deixou com uma sensação de inutilidade, de impotência muito grande, mas agora está tudo bem, espero eu. Afinal, já foram duas batalhas vencidadas: a cirurgia e o pós operatório. Viva!!!
-----
Estar em casa com a família, mesmo por questões de saúde, é muito bom. A família Araújo é muito divertida. Diria até que é quase como a família Dinossauro, hehehe. Tudo isso aliada a família Barcellos (da minha mãe) a coisa fica ainda mais engraçada, embora este seja o lado sensato e coerent…

Medo das lágrimas e a curiosidade

As pessoas têm medo das lágrimas. Elas vêem uma pessoa chorando, olham com uma expressão de susto, depois de dó e por último de curiosidade. Elas não sabem que o primeiro passo de solidariedade ou carinho, para os mais próximos, é o abraço, ou entáo um afago, nem que seja mão sobre mão, para os mais tímidos ou retraídos.
Eu não tenho medo das lágrimas, por isso que eu choro, em qualquer lugar e sobre qualquer motivo. Quando estou alegre ou quando estou triste. Eu tenho medo é do inesperado. Do que não é comprovadamente certo. Tenho medo dos 99%. O resto para mim é palpável, como as pessoas. E pessoas são fragéis e tudo que é frágil precisa de cuidado.
Pois a minha fragilidade precisa de atenção no momento, precisa cuidado, requer tato e contato. Minhas légrimas estão cansadas da curiosidade alheia, de perguntas... Eu quero o ombro para depositar meu pranto, para depois acalentar o sorriso. Mas o ser humano tem tanto medo das lágrimas que parecem se afastar, quando deveriam fazer justam…

Curtas do início da semana

chorei tanto domingo que quase fiz uma cachoeira na sacada e sobre o Nic
--




o bom de falar com a família araújo quando se tem problemas é que eles sempre são encarados com um fundo de comédia. é como no teatro italiano... lágrimas e riso
--


tá, as palhaçadas do krust até que estão ajudando a alegrar os dias. hehehe. ele é muito palhaço mesmo!!!

--

e sim, não quero trabalhar até sábado, enterro dos ossos

--
não. não estranhe. família de negão desopila sempre do mesmo jeito: com pândega. então, viva o carnaval, a churrascada, a caipa e a cervejada (incluo nesta lista, a homarada tb, pq ninguém é de ferro)
--
bom, vai parecer trash o que vou dizer, mas lá em casa tá todo mundo avisado. ninguém morre no natal, no reveillon, no carnaval e em datas de aniversários dos integrantes do grupo. agora vou estipular mais uma regra nisso tudo. nada de ficar doente também nestes períodos.
--


de resto, estou com os dedinhos do corpo cruzados: vai dar tudo certo. eu creio em good e na minha velha anastácia.

--
ah,…

Música de hoje, da semana que foi e que vai vir também

Mais Feliz

Zeca Baleiro
Composição: Indisponível

Era um pacato cidadão sem documento
Não tinha nome profissão não tinha tempo
Mas certo dia deu-se um caso
E ele embarcou num disco
E foi levado pra bem longe
Do asterisco em que vivemos

Ele partiu e não voltou
E não voltou porque não quis
Quero dizer ficou por lá
Já que por lá se é mais feliz

E um espaçograma ele enviou
Pra quem quisesse compreender
Mas ninguém nunca decifrou
O que ele nos mandou dizer
Terra mar e ar atenção
O futuro é hoje e cabe na palma da mão

Para azar de quem não sabe e não crê
Que se pode sempre a sorte escolher
E enterrar qualquer estrela no chão
Viet vista visão viet vista visão

Terra mar e ar atenção
Fica a morte por medida
Fica a vida por prisão

Aguenta Coração

José Augusto
Composição: Ed Wilson, Paulo Sérgio Valle e Prêntice

Coração, diz pra mim por que é que eu fico sempre desse jeito
Coração não faz assim, você se apaixona e a dor é no meu peito
Pra que que você foi se entregar se na verdade eu só queria uma aventura
Porque você não pára de sonhar é um desejo e nada mais
E agora o que é que eu faço pra esquecer tanta doçura
Isso ainda vai virar loucura, não é justo entrar na minha vida
Não é certo não deixar saída não é não
Agora aguenta coração, já que inventou essa paixão
Eu te falei que eu tinha medo amar não é nenhum brinquedo
Agora aguenta coração, você não tem mais salvação
Você apronta e esquece que você sou eu
Coração, diz pra mim por que é que eu fico sempre desse jeito
Pra que que você foi se entregar se na verdade eu só queria uma aventura
Porque você não pára de sonhar é um desejo e nada mais
E agora o que é que eu faço pra esquecer tanta doçura
Isso ainda vai virar loucura, não é justo entrar na minha vida
Não é certo não deixar saída não é nã…

Intuição

Não sou uma pessoa sensitiva e dizem que o ser humano não possui a característica da intuição, que isso só pertence aos animais irracionais.
Pois bem, então eu sou um bicho. Gosto de pensar que em alguma vida antiga ou próspera eu fui ou serei uma borboleta. Uma borboleta intuitiva.
Ontem, meu eu borboleta entrou no quarto para dormir, depois de um sábado agradável na presença das visitas. Eu, que quase fui para uma rave em Curitiba (Cosmonn, eu acho), estava me recolhendo para os braços de Morfeu pouco depois da meia-noite. Horário marcado para o inicio do agito eletrônico. Ainda bem que recuperei a lógica e não fui. Fiquei em casa.
Ao deitar-me displicentemente na cama, após fazer o ritual de sempre (ir ao banheiro, escovar os dentes e fazer xixi, ligar o som na Verde Vale ou deixar rolar o CD que fica dias no aparelho), com as asas abertas em forma de cruz, percebi que o celular tinha ficado sobre os pés da cama. Como hábito peguei-o para ver as horas e vi que não tinha sinal n…

Sexta-feira!!!

Sexta-feira!

Dia de fechamento do jornal (ralação) e
de ir laranja e voltar bagaço (hehehehe).

E viva a gandaia!!!

--

Sou que nem o Robinson Crusoé. Não posso ficar sem a sexta-feira, hehehehe.
As minhas estão desbotando, aliás, descascando. Gasto uma fortuna em óleos e cremes hidratantes para elas perderem o tom o do verão, bem antes da estação terminar. É pácábá.

Os Palma

Ontem a família da Silvia aportou em Videira. A primeira impressão é que eles são naturalmente adoráveis.

Tem guri peralta, o Neto, que é o sobrinho. Ele é esquivo, mas encantador. Tem um rostinho lindo. A Vitória é linda! Tem um rosto de boneca e a irmã dela também é bonita, uma adolescente que parece sensata e é muito agradável. A mãe delas, a Sandra, não dá para traçar um perfil num primeiro momento, mas aparenta ser uma mulher de fibra, lúcida e com algo, que ainda não sei, mas que demonstra ser engraçado. Talvez algo no jeito dela. Não sei. O que sei é que a mulher é lindona também.

A mãe do Neto, a Bruna, me parece ter a personalidade mais comum entre os seres humanos e estar vivenciando situações da vida em que toda mulher jovem passa. Demonstrou-me ter pulso firme, ser um pouco turrona em alguns princípios, mas para isso que eles servem mesmo, para regrar nossa vida.

Em geral, o grupo todo é muito agradável o que me faz crer num convívio bacana e alegre durante a presença deles…

Desabafo

Ontem foi um dia mais ou menos. O final da tarde foi um daqueles momentos em que se quer um ombro amigo para desabafar, desaguar tudo que se vai dentro da gente, sem reservas, sem vergonha.

Estou cansada de falar sozinha, de ter conversas imaginárias, de tentar ter segredos comigo mesma. Não quero mais me conter dentro de mim, mas também não posso, não tenho espaço para ser o que sempre fui, sem que as pessoas pensem que é cobrança. Medir palavras, momentos, temas.

O Krust disse há uns dias atrás que ser direta, objetiva assusta as pessoas. Mas então como é que esse povo quer aprender a se relacionar com o outro sem ser verdadeiramente sincero? Natural? Que medo bobo é esse? De que? De saber o que vai no interior do outro, dos objetivos, desejos, medos, anseios, só pelo simples fato de não querer ser responsável? Que idiotice... Não precisa.

Quando se convive com outras pessoas automaticamente já estamos nos envolvendo. Fazemos isso com o vizinho do lado, com colegas de trabalho ou de e…

Amanda

Amanda é uma guria linda, que mora no meu prédio. Ela tem sete anos acho. Não me lembro se já falei dela, mas não me importo de repetir caso já tenha feito isso. Ela é um amor. Gosto muito dela e não canso de dizer que se puder ter a Sofia, que ela seja doce como a Amanda.

Na verdade, o que quero dizer, é que criança é um ser que não exige nada dos adultos, a não ser o amor sincero, uma atenção singela e descompromissada, natural. É a fase do ser humano que não se importa de trocar carinhos, que não tem vergonha de expor sentimentos, de falar o que quer e de ouvir o lhe disser.

Com a Amanda eu exerço toda a minha capacidade de amar, de estender a mão para fazer um afago sem medo de ser rejeitada, de ser infantil sem ser julgada, de ter postura adulta sem perceber o receio, o medo do ato. Com uma criança, dentro de sua limitação naturalmente infantil, eu consigo ser eu mesma.

Um dia eu tenho que dizer para a Juli, a mãe da Amanda, que a filha dela é especial para mim porque me dá a oportu…
O tá me tirando...

Curtas e médias da madrugada

Sabe o que é o pior de tudo? É acordar no meio da noite com dor nos dentes em conseqüência do bruxismo, devido a uma ansiedade que não me deixa nem durante o sono.
--
É constatar que, depois de no mínimo 15 minutos, tu pensa que vai voltar a dormir porque sabe que a dor já vai passar, mas então se dá conta que perdeu o sono porque o foco dos pensamentos mudou.
--
Então, eu ouço o locutor da madrugada informar a hora e dizer que o programa “insônia” já vai terminar, porque faltam quatro minutos para as quatro da manhã de uma quinta-feira. Aí percebo que já estou acordada há 30 minutos e que não vou voltar a dormir tão cedo.
--
Nesse caso fico imaginando o que pode fazer meu sono voltar, além do cansaço que geralmente só surge as cinco da manhã. Penso em assistir um filme sem vontade de ver, então desisto. A próxima opção é ler, mas lembro que os olhos ficam passando pela mesma linha, várias vezes, sem nada entender, e desisto novamente. A alternativa então é dar vazão ao pensamento, as cons…

...

cheia de declarações para fazer,
mas vou contar tudo para o meu livro de pensamentos.
quer saber? então vai lá em casa lê-lo ou então deixa que eu te conto...
mas vai ter que ser bem no pé do ouvido, hehehe.

Solte a Betty Boop que existe em você!

A figurinha sensual e misteriosa de Betty Boop, um verdadeiro ícone sexual, inspirou o livro Como ser uma Betty - um Guia Indispensável para Libertar a Boop que existe dentro de você, de Sherrie Krantz (Madras Editora).

A autora se inspirou na personagem - que mistura sensualidade e ingenuidade - para ensinar as mulheres a serem independentes e autoconfiantes e lançar mão de seu sex apeal quando necessário, para conquistar namorados, amigos e até os chefes. O livro também tem dicas sobre dietas, exercícios físicos, roupas e relacionamentos - do primeiro encontro com um homem até como se relacionar com os amigos.

Betty Boop foi criada em 1932 por Grim Natwick e lançada por Max Fleischer, um pioneiro do desenho de animação nos Estados Unidos. A primeira pin-up dos desenhos animados foi baseada na cantora Helen Kane, que tinha feito sucesso com a música Boop-Oop-a-doop. No primeiro filme, a personagem entoa canção em um cabaré e enlouquece a todos que a assistem.

A autora da obra foi exec…

No Chuveiro

Sim. Eu continuo pensando e conversando, sozinha, sob o chuveiro. É lá que tenho idéias mil, sejam elas para pautas, para meus pensamentos pervos ou para minhas constatações ridículas.

É por isso que, todos os dias, eu consigo chegar sempre atrasada na redação. Tudo bem que eu não tenho conseguido sair da cama antes das 7h30 (já consegui reduzir 30 minutos de preguiça matutina). Mas, quando entro no box, só saio de lá quando concluo a conversa. Ou então quando penso que posso acordar a vizinha, com minhas exausperações ou risos.

São nesses momentos que penso: ai, que saudade dos tempos em que morava sozinha...
Fevereiro. Este é o mês de aniversário da minha mãe: Maria Odete! Tudo bem que o dia dela (além de ser todos os dias) é somente dia 28, no final do mês. Mas é bom lembrar desde agora. Mês de aniversário Odete!!!

Hermanos

Pois é. Havia me esquecido de comentar. Durante minhas férias na praia de Tramandaí vi vários hermanos argentinos chegando para o veraneio brasileiro.
Já sabemos que "hermano ao volante, perigo constante". Desculpem vizinhos. Vocês são super bem-vindos, mas é público, notório e está nas estatísticas: as estradas brasileiras não são pistas de corrida e o nosso trânstio tem regras, legislação. Tudo bem que muitos de nós também não cumpre, mas eles são exageradamente displicentes. Se envolvem em acidentes, tanto quanto nós. E neste período de verão, além de nós, ainda temos que cuidar dos condutores argentinos.Mas a questão toda não é essa, ou é. O que eu sei é que uma família hermana estava a bordo de um Fiat 174 vermelho. Hehehehe. Fiquei preocupadamente divertida...

Nandiko

ontem, 31 de janeiro, o Nandiko tava de ânus em festa. em retaliação a falta de sensibilidade dele comigo em não ter me cumprimentado no meu aniversário no ano passado, eu disse que também não faria este ano. mas não consigo, sou um ser benevolente demais, diria que quase celestial, hehehehe.

como já quebrei essa falsa resistência mesmo, farei aqui a parabenização virtual e pública. eu, que gosto tanto de música (e passo os dias sem nem uma nota desde que o meu mp3 estragou) dedico a ele uma bem bacana e que gosto bastante.

então, com carinho, feliz aniversário!

Amor pra recomeçar
Composição: Frejat/Mauricio Barros/Mauro Sta. Cecília

Eu te desejo não parar tão cedo
pois toda idade tem prazer e medo
e com os que erram feio e bastante
que você consiga ser tolerante

Quando você ficar triste
que seja por um dia e não o ano inteiro
e que você descubra que rir é bom
mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha a quem amar
e quando estiver bem cansado
ainda exista amor pra recomeçar,
pra recomeçar

E…