Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Não. Não estou madura para envelhecer...

O problema de tirar um cochilo à tarde é que à noite, o sono não vem... Logo, o controle remoto começa a ser nosso melhor amigo. E o despertador do celular, se torna a causa de se precisar trocar de aparelho mais seguido, por que na tentativa de silenciá-lo de manhã cedo pode haver uma consequência mais grave.

Enfim, a pouco, trocando de canal, parei, é claro, no GNT. E as gurias do Saia Justa falavam sobre a velhice. Fiquei por ali. Por dois motivos (três, na verdade): porque adoro o programa (e amo a Astrid desde os tempos que era VJ) e por que tenho problemas com a idade. Ainda não sei o que é, nem por que. Mas sei que tenho. Enfim, sei sim, é mais do mesmo: medo de envelhecer.
Talvez seja uma boa discussão para eu fazer com a minha terapeuta. Por um longo tempo, aliás. Porém, agora, fico eu com meu medo  (Bobo,  talvez).
Dá uma olhada nessa entrevista com alguns velhinhos safos:  http://gnt.globo.com/programas/saia-justa/materias/eu-estou-com-80-anos-e-vista-daqui-de-cima-e-linda…

Máscara da discórdia

O clima estava quente. Dentro e fora do carro. E depois de um beijo ousado, e um afago na face, a temperatura interna deveria elevar-se, não fosse uma percepção e uma observação indevidas. ´- tu estás com os cílios azuis?







Sim, ela respondeu já desconfiada. E na defensiva arremeteu uma pergunta: - porque, não gostou? - gostei... é diferente. só isso. Ainda melindrada, ela o questiona novamente: - não gosta de azul? Com voz doce, mirando o olhar colorido da moça (já ferida em sua vaidade) e sabedor de sua preferência, ele busca a única alternativa possível para desviar do assunto, de forma que o favoreça. - gosto sim, embora eu seja colorado.