Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

França, aí vamos nós!

LIBERDADE,IGUALDADE EFRATERNIDADE

Algumas cervejas e lá se vão planos antigos, que dão entrada aos novos. Sim, bebíamos e no calor da conversa sonhos em comum vieram à tona. E decidimos, eu e a Jô, viajarmos juntas para a França. Que delícia!
Trocarei meus primeiros U$ 20, presente de aniversário de minha amiga Márcia (melhor guardar como se fosse a moeda da sorte do Tio Patinhas), por euros. A idéia é fechar o ano de 2010 da melhor maneira, ou seja, a francesa. Mas pelo sim ou pelo não, a gente vai formalizar esses planos num próximo encontro, regado a mais ceva ainda.
Não vejo a hora disso tudo se materializar... Depois de dez anos vou realizar meu sonho. Eu e a Jô vamos comer essa pipoca em outro continente. EvivelaFrance!

Pós-venda

Estou eu aqui cansada, com sono e semi-alcolizada. Mesmo assim sentei em frente ao Lacraia, corrigi os erros ortográficos o último post (Poço foi de última né? Sorry!) e agora vim fazer um mini-post.
Havia esquecido de contar para vocês que depois de um ano e meio, eu fiz o meu consórcio. Agora eu tenho uma carta de crédito de 80% do valor de uma Motocicleta Titan 125CC. Ai que chique né? Pois então, pensei, pensei e pensei: por que não? Então fiz!
Uma ótima maneira de economizar e se seguido minha vontade há 18 meses, agora faltariam apenas três anos e meio ou quem sabe já teria até sido sorteada... Bom, isso não saberei. Pois agora eu tenho uma carta de crédito no valor de R$ 72,00 a serem pagas em 87 suaves parcelas.
Mas o melhor de tudo foi o seguinte: Eu fiz a pesquisa e decidi que uma administradora nacional é bem mais confiável e fácil de pagar, seja aonde eu estiver. Então aderi a um grupo da Colombo, onde meu pai já fez vários consórcios de bens duráveis que foi uma maravilha.…

Ontem

Um bom dia! Mas vou começar pelo final. Fui direto para a cozinha preparar meu novo vício. Pizza de frigideira - a melhor amiga da mulher solteira, pobre e com fome. Meu sabor preferido é de presunto com queijo, mas também fiz de bologna (amo guisado ou guizado) e salame tipo italiano. Os três sabores ficaram ótimos. Ainda bem que as massas estão no final e os recheios também, se bem que pensei muito numa de doce de leite e outra de chocolate... Só de pensar as lumbrigas começaram a se revirar no barrigão.

Eu comi essa delícia no balcão da cozinha, de frente para a tevê. Comecei a zapear, porque faziam muitos dias que não curtia um filme e eu sou fissurada neles. Então percebi que às 22 horas começariam Dormindo com o Inimigo, O Bebê de Rosemary e A Loja Mágica de Brinquedos do Senhor Mongarium.

Devo confessar que fiquei muito balançada, pois amo os dois primeiros. Sempre que posso eu assisto, mas a idéia de assistir algo novo me fez até trocar o clássico do terror norte-americano com a…

Clô - para os íntimos

Cresci em frente a tevê, vendo o programa da tarde apresentado pelo Clodovil. Ele tinha elegância nata para vestir-se e vestir aos outros. Meu sonho sempre foi ter meu vestido de 15 anos assinado por ele. E porque não, se era só escrever-lhe uma carta e esperar, rezar e torcer para que ela fosse sorteada. Que ele a lesse na tevê, fizesse o croqui, assinasse e depois enviasse para minha humilde casa. O único problema é que nunca escrevi... Ainda faltavam alguns anos para virar mocinha.
Agora, para eu pedir alguma coisa a ele, só daqui a 50 anos e alguns meses, direto no seu ateliê celestial (ou infernal).

Uma terça-feira qualquer, não fosse a doida da cera

Para variar, cheguei atrasada na natação. Dez minutos! Não entendo porque tanta preocupação em relação ao meus que atrasos: Sou eu que perco a metade do aquecimento, sou eu fico depois do horário, invandindo a hora da natação infantil e por isso tendo que suportar gritos e movimentos excessivos na piscina (entendam ondas gigantes...), sou eu que tenho que correr o resto da manhã se quiser manter a minha proposta de agenda matinal. E tem mais, se decidir não ir sou eu que jogo dinheiro fora. Sim, porque também sou eu que pago a porra da escola de natação. Então, se a preguiça é minha, ninguém tem nada a ver com isso...
Calma, não estou na TPM e nem de mal humor, só estou deixando tudo bem claro aqui no meu diário eletrônico. Ou vocês pensam que tudo é só risos por aqui? Não, também tem indignação, oras. Vida de "preguiçoso" não é mole não. Tem que ficar ouvindo o povo insatisfeito reclamar sobre a vida boa de quem tem o que fazer, mas não quer, que dispensa, porque pode se dar…

Eu sei o que escreveu ano passado...

Esse lance de ter um identificador de origem das entradas no blog é coisa de doido. A Rou, do blog Meus Blablablás é que descobriu esse negócio e eu copiei aqui para o Cor de Rosa. Agora eu sei que pessoas da Índia, Chile, Portugal, Inglaterra, EUA e Venezuela, por exemplo, visitam o meu blog. Também sei quando um dos meus amigos virtuais, ou reais, passa por aqui e o que leu. Em geral eu não dou muita bola pra isso e até esqueço de conferir o “mapeador”.
Por outro lado, quando decido olhar, vejo o que os meus amigos ou estranhos leram sobre mim. Tem coisas que nem sabia que tinha cuspido fora – entendam desabafo – e quando clico no post visitado me deparado com momentos tristes demais da minha vida. Situações que espero não vivenciar nunca mais... Às vezes fico com vergonha, enquanto outras, incrédula sobre até onde uma pessoa pode chegar quando se ama em demasia quem não merece ser amado.


A Poliana agora tem um blog jornalístico - Dando a Mão a Palma (tória). É fruto de uma disciplin…

Assoprando as velinhas

O Peter Pan e a Sininho (PP e Jana)

Todo mundo de aniversário agora no mês de março. Não havia reparado que conhecia tantos piscianos assim; alguns importantes para a minha vida, outros novos amigos, outros antigos. Enfim, tenho ido a tantos aniversários nas últimas semanas que em alguns momentos me lembro do meu. Sei, sei... Está longe ainda, mas é inevitável, afinal, eu adoro aniversários e as comemorações (todos os amigos e parentada reunida), “diliça” tchê!
Ontem, por exemplo, foi o aniversário do Peterson, aquele que namora a Jana - qualquer coisa – de Porto Alegre. Ela disse que preparou um almoço para ele, mas tenho certeza de que realmente o PP deve ter quisto era a sobremesa. Para quem adora tomar café na Azenha, nos horários mais esquisitos, não iria se importar que adiantar a sobremesa no dia do seu aniversário... Na verdade, eu apoio esses “chiliques” dele, mesmo que não tenha nada a ver com isso. Por isso que sempre acho que a Jana tem que abrir a padaria para ele (risos), …

A doce vida no interior

O povo brasileiro é predominantemente “pardal” gosta mesmo é de uma grande cidade, adora sofrer como um louco por emprego, estudar até morrer para se formar para depois poder disputar um mercado saturado lotado de cabras melhores e mais experientes do que você, morar num quarto e sala no fim do mundo tendo que pegar 3 metros ou dirigir 3 horas para chegar no trabalho, morar 5 anos em um prédio e não saber nem o nome do vizinho e por aí vai.

Loucos mesmo somos nós que migramos para o interior, somos tratados sempre de doutor, somos altamente requisitados devido à grande falta de mão de obra especializada, ganhamos muito melhor (lei básica de mercado, quando maior a procura maior o preço), gastamos menos por viver num local de custo de vida baixo, moramos bem, não temos transito, índices baixíssimos de criminalidade, muito verde, acesso as autoridades e um povo hospitaleiro que te recebe de braços abertos.

Lógico que por interior eu não falo dessas cidades de 400 mil habitantes que cercam…

Canto ou choro da sereia...

Por favor, sou um ser realista... Às vezes! Então ignorem a imagem acima, pois estou mais para Boto Cor de Rosa do que para sereia. E quando chego na escola de natação, ninguém vem nadando me auxiliar, além do professor claro, pois ele é querido e a escola recebe pra isso. Mas depois de procurar, e procurar, e procurar na internet, essa foi a única que me agradou.
Mas vamos ao ponto. Essa semana houve uma transformação radical nos meus horários e eu, claro, tinha que radicalizar. O jornal para qual trabalho mudou a periodicidade. Passou de semanal para diário, assim, de uma hora para outra... Eu agora trabalho de segunda a sexta-feira, todas as tardes, até a hora do fechamento. Bom, só tenho duas palavras contraditórias para dizer sobre o assunto no momento (mais detalhes em post futuro no Jornalismo - Vida e Morte): Legal e Foda (no sentido pejorativo, claro).
Com as manhãs livres eu decidi cumprir meu horário de natação, que é as terças e quintas-feiras, das 8 às 9 horas. As terças er…

Só o pó do bagaço...

Gente, há semanas que digo: Se tiver que cumprir horário eu morro! Cumpro um horário imaginárico regido pela responsabilidade e isso é bem pior. Me deixa o pó do bagaço! Putz...
Para piorar ainda estamos passando um calor dos infernos. Diria que quase literalmente. É o fim dos tempos minha gente... Só pode ser! Tá bem, tô ficando fatídica. hahaha. Agora vou vazar. Um bjo no coração de todos.

Oportunidade com Frevo!

Meu terceiro aparelho foi da Motorola, um T120. Amava-o até ser roubado no Hotel Locatelli aqui em Videira
Não sei se o Fábio, meu colega de inglês ficou tão feliz quanto eu por ele. Bom, melhor dizer logo que ele agora é meu ex-colega. No sábado (28), minha teacher (louca para por um T antes desse CH, tchê!) nos avisou que o tínhamos perdido. Na hora fiquei um pouco chocada pensando que fosse uma notícia ruim, mas não. Logo logo ela explicou que ele foi morar em Pernambuco.
Isso aí gente, esse cara que eu nem sei quem era direito passou numa seleção de trabalho para a Motorola, em Pernambuco e já zarpor pra lá, todo apavorado. Porém, segundo a Cris, bem feliz! Ele atua na área de informática e ao que percebi, o cara é super ligado nessas coisas de bits, bytes e gigabytes. Em sala de aula ele era o aluno nota 9,9 e ele e seu colega, que sempre confudia o nome - devo estar fazendo isso agora também - viviam trocando mensagens, sei lá com quem, por um celular super maneiro (algo bonito e…

Novo blog

Oi queridos! Estou aqui para comunicar que endoideci de vez e agora gerenciou três (3) deliciosos blogs. Não, eu não tenho tempo de sobra, mas decidi separar os assuntos abordados. Cada um trata de assuntos apaixonantes para mim. O Cor de Rosa e Carvão é minha vida, meu cotidiano, meus relacionamentos com amigos e família. Amo esse espaço! Já o Jornalismo - Vida e Morte é para falar sobre mercado de trabalho, mídias, comunicação, jornalismo, imprensa, tudo que seja relativo a essa profissão perigo, como costumo chamar. Ela ainda está no início, mas vai ficar uma paixão, sei disso. E o outro e não menos importante é o que trata sobre minha vida e experiências íntimas. Ou seja, sobre amor e sexo. Mas tirem o olho, que esse endereço eu n divulgo... Bom, quem quiser fuxicar no perfil profissional da nêga ou sobre suas opiniões é só clicar no link aí de cima e por nos favoritos. Como sempre, entrem e fiquem a vontade.

A fila anda...

Esse post vai fazer algumas pessoas vibrarem, outras amarem e outras não estarem nem aí. Na verdade, de certeza mesmo, só a minha amiga Jana e o seu namorado Pepe que vão amar a novidade. Então vamos lá...

Há alguns dias eu venho me sentindo mais leve. Tenho pensado bem menos e fantasiado quase nada. Estou perdendo o foco naquele em que muitas vezes foi a “razão do meu afeto”. Já não sinto tanta saudade ou quem sabe nenhuma, não há mais fetiche, nem tesão. Não há mais defesas das imperfeições, nem fascínio. Não há tristeza nem alegrias.

O olhar já não busca sua imagem em lugar nenhum. Agora se estiver está. Se não tiver tanto faz. Agora a única falta que tenho é de alguém para amar, pois daquele amor de ontem, de antes, já não há. Desamei!

A Polly pensa que pus outro no lugar já, mas não. Tava tão preocupada em amar um amor unilateral e ao mesmo tempo me distrair dele, que tudo foi saindo sem sentir e ainda estou sem ninguém para investir. Ainda tenho dúvidas dessa liberdade, mas está tu…