Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Um ode a amizade [543]

Não sei por que e nem como deixei passar. Acabei me deliciando apenas ontem com Sex And The City II. Mesmo assim valeu a pena. Quase molhei as calcinhas de tanto rir com a sequência do filme, originado da série espetacular da HBO. Que por sinal é muito melhor do que o primeiro.
[Gente, a idade pegou o quarteto... Mesmo com toda a produção, elas estão "acabadas"!]


Tá triste? Curte essa então [1]

Eu, entre o público e o privado

Adoro quando tomo decisões. E agora nem sofro mais. Este ano está sendo tão importante e definitivo para algumas questões, que está me fazendo amadurecer com tranqüilidade e consciência de forma em geral. E isso tem me trazido paz de espírito. Isso é muito bom!

Hoje, eu vejo um possível problema e o tento resolver de imediato. Se não consigo, continuo buscando uma solução ponderada e sem interferência em outros aspectos e pessoas. Por fim, se isso não é possível, trato tudo da melhor maneira possível. E claro, sem perder a graça, a irreverência e o meu jeito todo especial de ser.

Assim também acontece com inutilidades. Apenas listo as tranqueiras da minha vida, ainda dou uma avaliada profunda nos prós e contras, para logo dizer BASTA! Em seguida abro um sorriso e digo a mim mesma: “Estou orgulhosa de ti, Elaine!” E o dia todo cinza de um inverno chuvoso se torna luminosamente ensolarado. E passo a gostar ainda mais de mim e dessa vida.

Nesta terça, a alegria ficou por conta de uma simple…

Ãh, Hein, Cuma?

Sua autoestima é à prova de choque?
Saber lidar com as críticas e conviver bem com a aparência é fundamental

Há tempos atrás concordaria com esse teste. A questão é que o pensamento é o mesmo de sempre, mas os atos mudaram um pouco... Só um pouquinho.

Seu resultado:
20 a 33 pontos - Super autoestima!

Você está super de bem com a sua aparência e com quem você é. Não liga para o que os outros vão pensar de você e sabe quais são os seus limites. Porém, esse excesso de autoestima pode fazer com que você relaxe nos hábitos saudáveis e acabe prejudicando a sua saúde. Pessoas com excesso de autoestima também tendem a ser mais orgulhosas, tornando as relações interpessoais mais complicadas, com uma incidência maior de desavenças. "O excesso de autoestima está mais para a onipotência do que uma boa relação com você mesmo", afirma a psicóloga Blenda Marcelletti. Temos que nos aceitar como somos, mas devemos ter consciência também dos nossos erros e como melhorá-los. Não podemos deixar que …

Essas não somem...

Saco de meias sempre tem uma dessas [ah, não vai me dizer que no teu guarda-roupas meias furadas não entram, que é balela]. O meu anda meio vazio. Um mistério que irei descobrir hoje, quando organizar aquele armário. Não é possível comprar pacotes com trios do acessório e nunca ter um par para vestir.

Sim! Toda terça e quintas-feiras enfrento o mesmo problema. Procure e não as encontro. Ninguém as vê. Aqui, elas criam pés e saem andando. Provavelmente encontrarei alguma dobrando as esquinas do quarto do meu irmão, embora ele não goste de meias de cano curto.

Hoje, a chuva amainou e eu decidi ir à academia. Nem me dei ao trabalho de procurá-las. Fui direto ao saco meio vazio e achei lá essa graça de meias de dedos, toda colorida. Meio velhinha, já furada, mas que ainda esquenta os pés para caramba, além de servir bem ao seu propósito.

Odete olhou, analisou e disse para eu ir coser as bonitas. Mas estava perdida em pensamentos para responder na hora. Lembrava que quando novas, usava-as inc…

Diário Dietético: Pra potencializar a dieta

Antigamente, entrar numa academia era entrar no antro dos marombeiros. Pois então, hoje continua a mesma coisa. Pelo menos na qual frequento. Nessa quinta, uma tarde cinza e chuvosa aqui em Porto Alegre, me armei de coragem, de água e uma toalhinha e fui pra lá. E não é que estava lotada?

A homarada estava toda lá. A exceção a regra são os músculos. Falta! Ao contrário de barriga, que sobra pra dedéu... Eles querem transformar toda aquela camada adiposa em músculos. E se eles conseguem, eu também consigo.

Sou salva pelo gongo apenas na hora do pilates. Nesse momento, chegam mais duas ou três representantes do gênero, em idade avançada, para compor o quadro feminino da malhação. Não que me importe de ser a bendita ao fruto, ao contrário, mas ali estamos todos reunidos pelo mesmo objetivo: queimar calorias e criar massa muscular. Já o povo do pilates não. Esse já sabe a prática é funcional apenas para fortalecer a musculatura. E se não me engano, nada mais.

Por falar em nada mais, falei pr…

Aos amigos e à Jana

É de praxe. Chega 20 de julho e faço o ritual de enviar mensagens aos meus amigos. E, claro, recebo respostas. Agradáveis respostas. Lindas e meigas respostas. E sim, fico muito feliz com elas, pelo carinho recíproco dos meus caros amigos.

Hoje, no Jornal do Almoço da RBS TV, o Fabrício Carpinejar falou de amizade e relacionamentos. No blá, blá, blá todo, Carpinejar citou os amigos ocultos. Esses são aquele tipo que já fomos, somos ou seremos um dia. O tipo de amigo que compreendo bem. E são assim, como ele falou: mesmo distantes, sem contato há anos, ao revê-los é como se tivéssemos nos separado ontem.


E agora que já viu a participação do cara no JÁ comentando sobre amizade, vou partir direto para um tipo específico: o amigo de todos os dias. Esses não têm preço. A gente pode contar sempre que precisar ou não. Exatamente por isso: fazem parte do nosso dia a dia.

Pra citar um exemplo básico desse tipo de amizade que vou falar da Janaína Severo. Além de pau pra toda obra, ela é, também am…

Pé no chão

Você sabe viver o presente?
Descubra se você tem uma boa relação com o seu passado

http://yahoo.minhavida.com.br/teste/questionario.aspx?testeID=120&passo=1#quest



Adoro um testezinho. Mas depois de realizar tantos no Yahoo e ao final não conseguir ver o resultado, dei uma pausa. Porém, não resiste em saber como está a minha relação com o passado e decidi responder as seis perguntinhas. E o resultado é esse aí:



21 a 28 - Pé no chão

Você tem os pés firmes no presente! Pode ser que tenha ótimos ou mesmo péssimos momentos no passado, mas soube lidar com isso e não mistura uma época com a outra. O psicólogo Tiago Lupoli diz que é muito difícil para as pessoas que vivem no passado acrescentarem novas experiências à vida. Você tem consciência do que gosta e do que não gosta, mas não tem medo de viver situações novas. "Porém, não faz mal para ninguém lembrar do passado de vez em quando", completa.



"Sou de virgem. Por isso tenho os pés no chão. Mas a cabeça gosto que avoe..."

Lembranças

Nos últimos dias têm sido assim: é pegar a vassoura entre as mãos, começar a varrer, e me vem uma série de lembranças. Divertidas, tristes, dos amigos, dos ex-amigos, da família ou só minhas mesmos.

Em vários momentos sinto o sorriso no meu rosto ao ver imagens guardadas há tanto tempo. Outrora, me sai aquele palavrão ao recordar de pessoas e situações não muito agradáveis. Mas logo lembro que passou. Que não passa de uma lembrança, de uma experiência de vida, que pode virar história no futuro para os filhos ou netos. Ou ninguém mais, além de mim mesma. Ponto!

Decisões

Minha mãe é uma figura. Perguntei-lhe como foi o seu terceiro parto, aquele que me trouxe ao Mundo e ela disse que não lembra. “Depois de 35 anos a gente esquece. Quantos anos tu tens mesmo?” Bom, se ela esquece a minha idade, o parto é o de menos...

Bom, não adianta nem forçar a memória por que eu não vou lembrar mesmo. Mas, demorado não deve ter sido. Então, essa minha lerdeza é genético mesmo. O problema é saber de qual dos dois herdei essa característica: se de pai ou de mãe.

Eu demoro, como sempre, pra tudo. Mas para tomar decisões é ainda pior. Porém, quando decido, elas são marcantes e, também, sempre para o meu bem estar físico e psíquico.

Mas antes disso vem a indecisão, afinal, tomar decisões dói. Talvez seja por que eu me apego demais aos sistemas, situações, pessoas, lugares, objetos... Talvez seja por medo do que me espera do outro lado. Medo... Quase sempre está presente nesse processo do Sim ou Não. No entanto, tem hora que não tem jeito. Tenho que optar - e faço.

É nessa …

Desprezo as marcas do tempo

Prestem bastante atenção por que só confessarei uma única vez: tenho medo de envelhecer. Esse lance de que quanto mais idade, mais experiente, sábia e coisa e tal é balela. Não quero ter rugas, não quero ter cabelos brancos, não quero entrar na meia idade ou nesse engodo de melhor idade [mesmo sonhando em viver até os 85 anos]. Quero ficar assim como sou: jovem e linda!

Deus me livre de virar uma velha tarada, que fica dizendo piadinhas para os gurizinhos quando eles passarem por mim. Odeio velho babão e não quero me tornar uma. Tenho 36 anos e um comportamento de uma jovem de, no máximo, 24 anos. Não consigo amadurecer, mas minha pele, meus cabelos, minha voz e minha disposição já não correspondem a minha idade mental. Insistem em acompanhar a realidade...

Sou viciada em cremes de mãos. Gosto delas cheirosas e perfumadas. Macias e sedosas. E hoje me preocupo em usá-los para evitar o envelhecimento do único lugar do corpo que diz a verdade sobre a idade da mulher. Adoro hidratantes corp…

Simples assim!

Hoje o frio deu uma folga para nós, gaúchos. Depois de viver meio inverno em Porto Alegre, no ano passado, esse está sendo de renguear cusco - mesmo! Tanto que me faz contar os meses para a primavera chegar. O bom é que dos três meses da estação, faltam apenas dois.

E passa rápido. O tempo se comporta assim quando começamos a contá-lo. Efêmero. Brincalhão. Daqui a algumas semanas eu completo 12 meses do retorno ao lar. E parece que foi ontem...

No contratempo está meu momento atual. Em maio eu me declarei desempregada e isso parece uma eternidade... Talvez seja por que estava vivendo meu ano sabático. E dele, pulei direto para a busca pelo lugar ao sol. Daí me dá essa impressão: de uma eternidade.

Mas, na verdade, não posso reclamar. E não estou. Afinal, nesses dois meses não tenho me empenhado para tanto. Encaminhei mais currículos e participei de seleções em número maior no primeiro quadrimestre do ano do que nos últimos 60 dias.

Em compensação tenho feito muitas outras coisas. Tido out…

Diário dietético: Frida e eu...

Depois de alguns dias na UTI veio o diagnóstico: re-formatar! Autorizei o conserto e a Frida Kahlo voltou para casa três dias depois da cirurgia. Pela segunda vez... Mas, desta vez, a recuperação durou pouco. Menos que 24 horas! Na verdade, meu netbook deu o último suspiro... A melhorada antes do “the end”.

Esse é o motivo pelo qual tenho postado pouco por aqui. Mantenho uma relação de amizade com minhas máquinas. De estima, intimidade... Não é à toa que meus lap tops têm nome. Os batizo sempre no primeiro login.

A Frida Kahlo estava com os dias contados. O acidente em julho passado (2010) a deixou com seqüelas graves. E acho até que durou muito depois que ganhou aquela cicatriz em sua face. Mas, sinceramente, esperava que ela me acompanhasse por mais alguns meses. Ao menos até o final do inverno. Mas não pode agüentar e eu entendo...

Agora voltei a usar o Lacraia. Ele sim se mantém firme e forte. E depois de uns deletes em alguns programas, ficou até mais ágil. Não tenho mais do que rec…

Deixe a raiva secar

Nunca tome qualquer atitude com raiva.
A raiva nos cega e impede que vejamos as coisas como elas realmente são.
Assim você evitará cometer injustiças e ganhará o respeito dos demais pela sua posição ponderada e correta.
Diante de uma situação difícil. Lembre-se sempre:


Deixe a raiva secar!

Mas bá, tchê!