Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2007

Lost

O colunista do TV Guide, Michael Ausiello, revelou que irão ocorrer duas mortes nos primeiros oito episódios da quarta temporada de "Lost", prevista para estrear no dia 31 de janeiro nos Estados Unidos.
Os spoilers de Ausiello parecem confirmar as informações do blog Lost Rumors de que um homem e uma mulher devem morrer. De acordo com o site, o homem vai morrer na ilha, mas a mulher vai cometer suicídio fora da ilha, em um flashforward.

Heroes

O criador de "Heroes", Tim Kring, deu uma prévia para os fãs do terceiro volume da série no Festival de Cinema Jules Verne, em Los Angeles, no último fim de semana.

Intitulado "Villains" (vilões), o volume terá sete criminosos com habilidades extraordinárias, que estavam aprisionados pela Companhia. Sylar, que recuperou seus poderes, será o foco nesses novos capítulos.

O último episódio inédito de "Heroes" foi ao ar no dia 3 de dezembro nos Estados Unidos e encerrou o volume "Generations". Tim Kring conseguiu divulgar o trailer porque usou algumas cenas dos episódios 12 e 13, gravadas antes da greve dos roteiristas parar totalmente a produção da série. Infelizmente, esses episódios estão incompletos e não irão ao ar até a greve terminar.

No Brasil, a segunda temporada de "Heroes" estréia no dia 11 de janeiro no Universal - Sexta, às 21h.

Trailer do episódio de Villains no Youtube.

Mar de Gente II

Pessoas entram e saem da vida da gente a todo o momento. Elas vêm com defeitos e qualidades no mesmo pacote e eu as aceito assim, de porteira fechada. Talvez seja por isso que eu sempre me machuco quando elas vão embora ou quando me desaforam. Mas é nesse mar de gente em que eu mergulho por inteira, como canta o Falcão na música. Não sei ser diferente.Eu sou um ser cheio de defeitos e há muito eu aprendi que para muitas pessoas, essas falhas são monstruosas, que não têm perdão, que não têm aceitação. Então, nesses casos, tento aplicar a lei da física de Ação e Reação, mas logo tudo cai por terra. Isso não faz parte do meu perfil, ficar apontando o dedo sobre tudo que me incomoda e que "desabona" os amigos. Amigos são amigos e ponto. Uns mais, outros menos, alguns são parceiros, outros são colegas, mas o sentimento existe para todos quando se gosta de pessoas. Não importa o que sejam, o que são ou como são. Já foi pior antes, na adolescência, quando eu levava o sentimento a f…
... "Secretamente o meu coração a recolheu Ouvi nela murmúrios de uma história secreta Nesta nota de delicada ternura encontrei O teu perdido coração, a tua alma … encoberta…" O profeta!

O início

A semana começou cedo hoje, mas como todas as segundas-feiras, ignorei o chamado do Sha para comer e cagar. Abri os olhinhos, fiz um afago e voltei a dormir. Então, no meio da manhã veio do segundo despertar, para logo em seguida, o interfone me chamar para fora da cama. Era o Nemo, trazendo a segunda temporada de Heroes. Que dilícia!!!! Nada melhor do que receber presentinhos logo cedo. Sim, Heroes é meu terceiro vício se tratando de seriados. O primeiro foi e ainda é Sex And The City. Assisti a primeira, a segunda e a terceira temporadas em DVD e os demais episódios aos pedaços. Ainda assisto pela sky. Vejo novos e revejo antigos. Depois veio Lost, sob influência do Nemo e da Silvia e para esperar a próxima temporada dos "perdidos", decidi adotar Heroes, que me encantou desde o primeiro episódio, até o 23º da primeira temporada. Porém, o Ia disse hoje pela manhã que a segunda temporada tem somente 11 episódios. Onze?!!!! Que doideira tchê! Logo em seguida chegou o chefe com …

Menino Deus

Caetano Veloso


Menino Deus De um corpo azul dourado Um porto alegre é bem mais que um seguro Na rota das nossas viagens do escuro
Menino Deus Quando tua luz se acende A minha voz comporá tua lenda E por momento haverá mais futuro Do que jamais houve Mas ouve a nossa harmonia A eletricidade, ligada no dia Em que brilharias por sobre cidade Menino Deus Quando a flor do teu sexo Abrir as pétalas para o universo Então por um lapso se encontrar Ligando os breus, dando sentido aos mundos E aos corações sentimentos profundos De terna alegria, no dia Do menino Deus (3x) No dia do menino Deus Sim. Caetano Veloso fez essa música inspirado em um dos bairros mais tradicionais de Porto Alegre: Menino Deus. Já foi ponto de boemia, de eventos culturais, lugar de reuniões chiques, de grandes shows. Agora, traz na memória dos seus moradores e frequentadores, os bons tempos que ali foram. Quem ama demais esse bairro, tá feliz Caetano tê-lo imortalizado de forma tão linda...

Tô indo...

Vou fazer como o meu amigo Iaran, falar de tudo num mesmo post. De tudo que me vai na alma e no coração. Começarei pelo churras de sexta, que eu mesma fiz para mim mesma, sem pressa, com vontade. Queria mais era relaxar. Ficar à vontade comigo mesma. E foi tudo uma dilícia. Estou melhorando nessa arte. Fiz a carne no ponto, bem como gosto: mal passada. Tomei minha caipa de 1/2 limão, porque pensei que havia em casa, então não pedi para o bodegueiro, mas deu boa mesmo assim. Tinha pão de alho e lingüicinha. Não a sulina, que era a que queria, mas tinha. Isso que dá fazer compras pelo telefone... He He He. Mesmo cansada, pois a semana havia me fatigado a mente, a sexta-feira - o corpo -, e depois de chegar tarde da noite, pois havia chego às 21h10 em casa, fiz o assado com prazer. Ouvi música, que é algo que gosto muito, e trabalhei junto a churrasqueira lentamente. Nada de prato, de toalha de mesa, de acompanhamentos, se não os petiscos já citados. Comi pouco, mas com gosto. Chorei pouc…

Sexta-feira ! ! !

Oba! Nunca foi tão bom a chegada de sexta-feira...

Estou louca para chegar em casa, fazer a minha caipirinha, por a minha ceva a gelar e começar a preparar o meu churras pocket. Bem merecido esse descanso, depois de uma semana sob fortes tensões.

Ah, mas teve momentos agradabilíssimos também, como almoços e jantares de confraternização
o Nemo pensa que o Cor de Rosa tá deprê ao extremo. então, vou dar uma animada no negócio, mas garanto que só vão gostar as gurias (e os homoguris). pelo sim ou pelo não, apreciem todos! Nada de melissa para mulheres nervosas...Homem tem que andar sempre bem vestido! Para quem quer cama, mesa e banho!

Quem tem cor-agem!

Eu ainda não tenho. Mas fiz uma tatuagem para marcar (e tentar acelerar) a finalização de um ciclo de algumas representações para mim. Fiz uma tatuagem pela metade.

São grilhões arrebentados cujo cada anel doeu tanto, como se fosse para que sentisse na carne que "quem tem coragem"! Eu ainda não tenho, por isso não fiz a inscrição. Mas as correntes e as algemas estão lá, para que cada dia eu lembre que tenho que estar sempre me libertando. É esse o processo.

Quando eu estiver totalmente livre das amarras que me prendem o corpo, a alma e o coração, termino-a com a inscrição. Quando estiver pronta para agir pela libertação total, então concluirei essa etapa. Cuja próxima só será iniciada quando meus planos futuros estiverem concretizados e estabilizados.

Então, colocarei lá as letras e o branco no preto.

* * *
"tem coragem de quebrar as algemas, quero ver..."

"quem tem coragem!"

"tem coragem irmão,
tem coraem irmão,
tem coragem"

tá pronta a lista!

demorei algum tempo, mas fiz. já sei o que quero ter no próximo ano. além do clássico Paz, Amor e Saúde, para mim, amigos e família (principalmente meus pais), tenho uma infinidade de desejos materiais e projetos profissionais. é uma lista comprida, que nem me atrevo a pedir ao bom velhinho e sua esposa. deles, só quero força, sabedoria e discernimento para saber optar pelo melhor caminho. e isso tenho certeza de que vão me dar. em dose tripla! isso é que espero, he he he.

amigo oculto

ontem tivemos o amigo secreto dos comunicadores. o número de presentes foi pouco, mas de qualidade, como sempre. estávamos eu, silvitcha, nemo, estelitcha, emídio, ceron, pardal e a pardalita, hehehe. foi massa nosso encontro pocket.
o casal passarinho tinha compromisso depois: uma formatura (mas eles conheciam um dos formandos, ao contrário de muitos "convidados" que vão nesses eventos), mesmo assim eles compareceram ao nosso encontro.
quase todos levaram presentes do R$ 1,99. era esse o combinado. quase todos. não vô nem dizer quem não levou porque vocês já devem imaginar... mas tudo bem, já disse que eu amo ele mesmo assim, hehehe.
depois de várias tentativas para descobrir quem seria o amigo oculto, revelamos-os. o meu era o ceron. achei bacana, pois temos pouco contato e o meu presente era para a possibilidade de ter tirado um colega distante. dei uma espécie de estatueta, mini, de uma africana. he he he. sim, queria marcar presença, lógico. para descontrair a noite nata…

Recomeços!

Hoje é dia do aniversário do meu irmão. 42 anos ele tá fazendo. Há nove anos de diferença entre nós. No Sábado passado, dia 1º, foi a vez da minha irmã. Dez anos com ela.
Todo mundo sabe que adoro aniversários. São recomeços que temos a cada 12 meses. Momentos de reflexão e de articulação em busca de melhoria espiritual, emocional, personal e de qualidade de vida. Momentos em que se deve dividir com amigos, família e amores. Momentos de felicidades.
Este ano eu fiquei em Videira no dia do meu aniversário. Estava sem dinheiro para ir para casa e comemorar com minha família e amigos de lá. De passar com meu pai, que faz bodas quatro dias depois de mim. Porém, este ano fui surpreendida pelo carinho e o amor de pessoas que não espera. E isso me deixou o dia todo chorosa de emoção. Meu aniversário de 2007 vai ser uma data difícil de esquecer.
Queria eu poder estar presente junto a todos os meus amores quando completassem anos. De poder abraçar e beijar a vontade. De presentear e fazer carinh…

O sonho de casar

Toda mulher sonha em casar um dia. De véu e grinalda, claro. Eu também nutria esse sonho na adolescência. Mas era um casamento especial, hehehe. O meu casamento no Jardim Botânico! Me via linda, num vestido deslumbrante a circular por entre os jardins do parque. Com flores exôticas e plantas majestosas a me cercar. Eu caminhando por entre os passeios, indo ao encontro de um noivo, que nem imaginava ou idealizava quem seria. O importante era a cerimônia ser no Jardim Botânico. Queria que o momento fosse agraciado pela natureza. Com toda a energia característica do local. A harmonia e comunhão de todos os seres abençoando minha nova etapa de vida. Seria lindo... Era lindo meu sonho. Mas, como desde cedo tinha consciência ecológica, logo vi meu sonho se desmoronar. A hipótese de que nenhum gestor público fosse autorizar uma cerimônia de uma pobre e reles mortal como eu não mixou minha expectativa juvenil. "O dinheiro pode tudo, até fazer com que case no Jardim Botânico". Pensava …

Sou réu, confesso!

Vou confessar para vocês: ando desanimada. Sem vontade. Não é o calor, não é o cansaço, embora agrave; não é cotidiano.
Tenho buscado ser pragmática, ter paciência, simpática, agradável, me mostrados disposta e interessada. Mas, na verdade, é tudo um ledo engano. Estou exatamente o contrário. Com vontade, apenas, de sentar no banco da praça e ali ficar, horas a fio, como uma daquelas estátuas humanas, a observar...

Maneiras

Zeca Pagodinho

Seu eu quiser fumar eu fumo Seu eu quiser beber eu bebo Pago tudo que eu consumo Com suor do meu emprego Confusão eu não arrumo Mas tambem não pesso arrego Eu um dia me aprumo Tenho fé no meu apego Eu so posso ter chamego Com quem me faz cafuné Como vampiro morcego é o homen e a mulher O meu linguajar é nato Eu não estou falando grego Amores e amigos de fato Nos lugares onde eu chego Eu estou descontraido Não que eu tivesse Bebido Nem que eu tivesse fumado pra falar da vida alheia Mais digo sinceramente na vida A coisa mais feia É gente que vive chorando de barriga cheia

Quando é que ele vai vir de ônibus espacial mãe?

Sai de casa bem feliz. Ria de mim mesma pelo caminho. Aos poucos ia me aproximando do local e pelas ruas adjacentes percebia o número de carros estacionados. “Hummm, deve estar cheio”.
Estava no horário. Talvez um pouco antecipada para o “grand finale”. Pelo caminho, já conhecido, via as crianças e nos seus rostos expressões de tédio. Achei estranho, mas conhecia os pequenos. O que poderia ser mais interessante além de guloseimas diferentes as aquelas que já estão acostumadas? Parei-as por um momento e perguntei:
- O Papai Noel já chegou? Em tom de voz animado e sorridente, para ver se elas manifestavam alegria no lugar do desânimo.
- Não. Respondeu o guri. A guria nem se manifestou...
Despedi-me dos pequenos e continuei as passadas rumo a Aldeia do Papai Noel. Já estava perto, então, do meu destino, naquela noite estrelada de sexta-feira.
Quando cheguei, fiquei surpresa... Não vi os animais, não vi os duendes, não vi os anjos, não tinha árvore de Natal e nem presentes. Num canto, algu…

Papo de surdo e mudo

(O Rappa)o nascimentode uma almaé coisa demoradanão é partido ou jazzem que se improvisenão é casa moldadalaje que suba fácila natureza da gentenão tem disse me disseo nascimentode uma almaé coisa demoradanão é partido ou jazzem que se improvisenão é casa moldadalaje que suba fácila natureza da gentenão tem disse me disseno balcão do botequima prosa tá paradanão se fala da vidanão acontece nadano balcão do botequima prosa tá paradanão se fala da vidanão acontece nadase não faltasse trabalhono meio do barulhoo dia sobrae sobra muitopapo de surdo e mudopapo de surdo e mudosurdo e mudoela não passa de ondapaisagem fluminenseparece dia de festatodo mundo presentese soubesse rimarfaria um samba antigoonde reina a calmae todo mundo é amigoo calor é sólidoum pedaço eu sintocomo um bafoe a cachaçaqueima bem fortevibrante e forteestaria malucose não estivesse junto.

Quando foi que eu parei de sonhar?

Não sei!

Avoada, cabeça fresca, tranqüila, despreocupada e sonhadora. Sempre fui sonhadora. Houve um tempo em que quis ser jornalista. Nem entendia e nem sabia das responsabilidades da profissão. Mas quis. Era então uma guria do primário. Da 5ª série. Relapsa, displicente, mas conversadeira. Dizia sempre que queria ser como a Maria do Carmo, apresentadora do Jornal do Almoço da RBS TV em Porto Alegre. Então eu cresci, conclui o nível médio e fiz o vestibular para jornalismo. Hoje estou formada, depois de muitos percalços, há cinco anos...

Como toda adolescente quis morar sozinha. Nunca tive motivos para sair de casa. Deixar o cheiro de comida caseira, as regalias do pai, os palpites da mãe... Mas queria arriscar e viver uma vida “livre”. Pensava que era só completar 18 anos, que então se poderia ir viver sem o pulso firme de pai e mãe. Mas me enganei. Os 20 anos passaram e os 30 chegaram. Então, de repente, estava eu aceitando o convite de trabalho em uma terra distante da minha, desco…