Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2006

Vale de Lágrimas

by Lulu Santos

Deixa eu lhe dizer O que eu passei Desde que você Se desapegou de mim Eu zanzei pelas ruas,um molambo Sonâmbulo,insone e insano Queria me atirar no mar Só para me afogar Que ainda é melhor Que ser um devedor Nas contas do amor Preferia um deserto atravessar Sob o sol e as noites sem luar Do que dar meu braço a torcer Que você não está Que você não vem Faça-me um favor Volta para mim

É o que sei dizer,nada mais Senão me repetir Que zanzei pelas ruas,um molambo Sonâmbulo,insone e insano Queria me atirar no mar Só pra me afogar Que é ainda melhor Que ser desertor Dos campos do amor Preferia um deserto atravessar Sob o sol e as noites sem luar Do que dar meu braço a torcer Que você não está Que você não vem Faça-me um favor Volta para mim

____

Esta música faz parte da trilha sonora de Malhação 2006. Não assisto esta novela desde que o André Marques deixou de ser o Mocotó para apresentar o Vídeo Show, em 1998. E lá se vão seis anos... É, eu assistiu a novelinha teen com 26 anos …
Vocês sabem o que eu vou fazer amanhã?


Tentar conquistar o Mundo!!!

Diversão e arte para qualquer parte

Videira – Se aqui votasse, meus candidatos seriam aqueles que prometessem promover o lazer, a cultura, além do incentivo para a abertura de novos estabelecimentos de diversão, como bares, danceterias, pubs, choperias, essas coisas.
Sair nesta cidade, de dia, já é um caos. Aqui o trânsito está saturado, porque as pessoas têm preguiça de caminhar, ou os jovens querem se exibir com a caranga dos pais pelas ruas do centro ou porque são egoístas demais para oferecem caronas aos amigos e vizinhos, a fim de facilitar a locomoção e economizar combustível. Ou, na pior das hipóteses, porque também de mostrar o seu “poder”econômico para as pessoas que pensam que isso é importante. Ou, simplesmente, não sabem pegar vias alternativas para fugir do tráfego pesado, sabe-se lá porque... Então, a cidade fica um caos durante os horários de pico, durantes as tardes, durantes as manhãs, durante todo o dia.
Aonde elas vão também não entendo. Quando saio para fazer as entrevistas ou enquete vejo muita gente…

A Idade do Céu

Não somos mais Que uma gota de luz Uma estrela que cai Uma fagulha tão só Na idade do céu Não somos o que queríamos ser Somos um breve pulsar Em um silêncio antigo Com a idade do céu Calma Tudo está em calma Deixe que o beijo dure Deixe que o tempo cure Deixe que a alma Tenha a mesma idade Que a idade do céu Não somos mais Que um punhado de mar Uma piada de Deus Ou um capricho do sol No jardim do céu Não damos pé Entre tanto tic tac Entre tanto Big Bang Somos um grão de sal No mar do céu Calma Tudo está em calma Deixe que o beijo dure Deixe que o tempo cure Deixe que a alma Tenha a mesma idade Que a idade do céu A mesma idade Que a idade do céu
______

eu vi e ouvi ele cantando, belamente, essa música, sozinho e ao lado do músico uruguayo em Montevidéo. Lindo e lida La Bella Unión!

Aniversário

Meus caros

Sei que nem todos os meus amigos visitam meu blog, mas farei aqui o agradecimento a todos eles. Muito, mas muito obrigada pelas mensagens sinceras de felicitações, saúde e dinheiro no bolso. Os que me conhecem, bem de verdade, sabem do valor que dou a duas datas comemorativas nesta vida: aniversário e ano novo. Momentos de renovação sempre.

A estas estimadas pessoas, que, felizmente não vou citar nomes, pois vou cansar de escrever, meu muito obrigada. Quero que saibam que passei um belo e feliz aniversário, em Montevidéo, com pessoas que me amam e me querem bem.

Besos Muchachos

La Bella Unión

Nossa! ! ! Uma dilícia esse show. Foram mais de duas horas de espetáculo.

Terça-feira – 19

São 10h46. O sol aquece o dia e o corpo das pessoas que andam pela rua. Minha vontade é de pegar a bolsa, o bloco de notas e a câmera e sair pelas ruas do centro para ver o rende. Mas eu tenho um Q de auto-flagelo me prendendo aqui nessa sala. Então, saio para fumar e volto.
Hoje acordei pensando que o dia pode ser menos ruim do que a tarde de segunda-feira. Mas tudo diz que vai ser igual a todos os outros dias que se passaram: bem mais ou menos. Ta um clima chato nesse jornal. Gente sendo dispensando, outros (e estou incluída nesse processo), sob a eminência de voltar a ser estatística.
Porém isso é o que menos me chateia. Desde maio que quero ir embora mesmo. Se for demitida, a minha fraqueza vai ser submetida a uma determinação da direção geral do “pasquim”. E do jeito que estão as coisas, não vou sentir falta de nada disso. Passei dias tranqüilos longe de quem me incomoda e me perturba. Passei momentos maravilhosos perto de pessoas que me amam e me querem bem (e eu nem sabia quanto,…

Sancho Pança

Promessa é dívida. Esse é o meu fiel escudeiro. Vou sentir falta dele.
Bisou Mon Cher

Sem lar

Sá e Guarabira cantavam: Meu lar está aonde estão meus sapatos. Eu tenho calçados em dois locais. Em Porto Alegre, na casa dos meus pais, aonde eu ainda chamo de casa. E também tenho sapatos em Videira, no latifúndio. Lugar aonde também chamo de casa. Se for por eles, então eu tenho lar, tenho dois.
Antes de viajar para Porto Alegre, a fim de realizar a viagem para Montevidéo, na semana passada, eu perguntei para a Silvia aonde era o lar dela. Imaginando já qual seria a resposta, mesmo assim fiz a pergunta. Ela é paranaense, mas morou muito tempo em Joaçaba, e antes disso, pelo mundo... Pensei que poderia ser diferente, que fosse Joaçaba, aonde ficam seus amigos, aonde mora o Riva, seu noivo, mas, a primeira impressão se confirmou. O lar dela é aqui. Respondeu sem titubear.
Eu, aos poucos vim trazendo de casa, os objetos que pensava serem os mais importantes para mim. Mas, avaliando agora, só o que tenho aqui são objetos de primeira necessidade. Roupas, sapatos, meus colares e brincos (…

Luto

Creio que está passando. Meu coração não sente mais a dor, mas já me enganei antes. São mais de 10 dias sem vê-lo e, como diz o ditado, muito usado por mim ultimamente, “o que os olhos não vêem, o coração não sente”. É certo...
Vamos ver o que acontece a partir desta semana. Sinceramente, preferiria ficar longe. Afinal, foi o que sempre me disse meus instintos, minha vontade, meu desejo. Ficar longe, ir embora.
Pensei pouco nele nesses dias, talvez tenha sido pela falta de tempo, mas quando lembrava, eram pensamentos fortes. Eram lembranças, eram ilusões, eram imaginações. Que fiquem no tempo. Agora sei que posso resistir ao meu subconsciente também. Ele não pode me enganar mais.
Sim, meu luto tá passando. Agora acho até graça de algumas situações, provocações ínfimas. Vou ficar bem.

Curtas do final de semana

Montevidéo

Sim, a capital do Uruguay é linda, o povo é lindo, a arquitetura é linda e eu quero morar lá agora. Pelo menos até conhecer o México e a França, hehehehe.

_____

Pra não perder o hábito

FILHO DA PUTA!!!
Conteúdo de grande parte dos meus pensamentos, após algumas lembranças boas.

_____

Celebração do inútil desejo

...eu, por exemplo, tatuaria em mim, todas as telas do mundo, por um sorriso sincero...

...nem a sede do teu corpo, bebendo água em outro, nem os teus desejos coloridos me fazem desistir e me calam a boca, por um sorriso teu, sincero....

Objetos de Trabalho

De 12 a 15 de setembro de 2006
Afinal, tenho que "pagar" minha viagem, com muito suor e trabalho.
Mas tudo valeu a pena, e faria tudo de novo, e de novo, e de novo...

Breves reflexões sobre a viagem a Montevideo...

by Aline Machado Ruviaro

Muito mais do que preparativos e expectativas para a viagem...
Correria total... emissão de novas carteiras de identidade na última hora, pedido de muitas folgas no trabalho, troca de real por pesos uruguais.

Muito além de arrumar as malas....
Fazer o milagre de fazer com que todos os casacos, mantas, blusões de lã e demais agasalhos coubessem na mala e fossem humanamente possíveis de carregar.

Muito distante de uma viagem sem tolerância de atrasos...
Imprevisto aconteceram, como a Danúbia ter q viajar com ônibus de linha na ida e na volta, mas com uma horinha de atraso em santa cruz e mais uns 45 minutos em Porto Alegre seguimos a viagem normalmente.

Bem além de conversar e dar risada no ônibus durante a viagem....
Foi tomar a cerveja do Prof. Imur como se fosse nossa... hehehe.

Muito além de jantar a 1 da manhã numa cidade chamada Camanhaquã ou Cristal...
Foi comer sopinha com um frio terrivel, achando a melhor comida do mundo... e cantar parabéns pra Elaine no meio d…

Montevidéo

De 6 a 10 de setembro, veja aonde estarei...

Colombina

by Ed Motta & Rita Lee

Se você voltar pra mim / Juro para sempre ser arlequim / E brincar o carnaval / Viver uma fantasia real / Sou um triste pierrot mal-amado / Mestre-sala desacompanhado / Um bufão no salão a cantar... / Colombina, hey! / Seja minha menina, só minha / Bailarina, hey! / Mandarina da China, rainha / Quero ser seu rei! / Um rei momo, sem dono, sem trono / Abram alas pro amor! / Minha vida sem você / É uma canção de amor tão clichê / O meu “bem-me-quer” não quis / Fez de mim um folião infeliz / Sou um triste pierrot mal-amado / Mestre-sala desacompanhado



A música é para uma colombina, mas peço licença para o Ed e a Rita para fazer aqui a referência ao meu pierrot. Acho que deveria dizer Krust, mas tudo bem, hehehe.

DVD

Estou de posse do meu DVD (na verdade é do meu irmão ou da minha cunhas, sei lá) da Alcione - Ao Vivo 2 - de novo. Sua gravação é alternativa, mas é o que brasileiro assalariado pode comprar. Ele é uma dilícia!!!! Sente só essa pérola:

Estranha Loucura

Minha estranha loucura é tentar te entender e não ser entendida
É ficar com vocêProcurando fazer parte da tua vida

Minha estranha loucura
É tentar desculpar o que não tem desculpa
É fazer dos teus erros
Num motivo qualquer a razão da minha culpa
Minha estranha loucura
É correr pros teus braços quando acaba uma briga
Te dar sempre razão
E assumir o papel de culpado bandida
Ver você me humilhar
E eu num canto qualquer dependente total do teu jeito de ser
Minha estranha loucura
É tentar descobrir que o melhor é você
Eu acho que já paguei o preço por te amar demais
Enquanto pra você foi tanto fez ou tanto faz
Magoando pouco a pouco me perdendo sem saber
E quando eu for embora o que será que vai fazer
Vai sentir falta de mim
Sentir falta de mim
Vai tentar se esco…

Médias do final de semana

Sabe porque amar dói demais para mim? Porque quero a felicidade dele, mesmo que eu n esteja feliz; porque quero que seja amado, mesmo que não me ame e porque quero, que de alguma forma, a personalidade 2 (a do “meio”, hehehe) dele, volte a se manifestar e alegrar os meus dias.

______

Hoje (domingo, 3) eu estava pensando: esse blog é sobre o N há poucos meses. De literário para emocional. O blog do EV é um mix - muito legal, tem o link aí do lado para acessar o Periférico -, mas durante um tempo foi sobre a Ana Laura, a relaxada mais nova da família. Será que o meu vai continuar assim até eu parir a dor?

Curtas do final de semana

Eu amo com a mesma intensidade que odeio, o mesmo filho da puta, todos os dias.

_____

Sempre depois da tempestade vem a bonança. Vá se entender o tempo e o coração...

_____

Eu te amo, sim. Pronto. Disse, melhor, escrevi. Dizer é mais difícil quando não se é amada.

_____

Filho da Puta!!!!

Meu novo hino

Coração
Aviões do Forró
Composição: Dorgival Dantas

Coração, para que se apaixonou / Por alguém que nunca te amou / Alguém que nunca vai te amar /Eu vou fazer promessa /Para nunca mais amar / Alguém que só quis me ver sofrer / Alguém que só quis me ver chorar /Mas eu preciso sair dessa / Dessa de se apaixonar / Por quem só quer me fazer sofrer / Por quem só quer me fazer chorar / Mas é tão ruim quando alguém machuca a gente / O coração fica doente, sem jeito até pra conversar / Dói demais só quem ama sabe e sente / O que se passa em nossa mente / Na hora de deixar prá traz / Nunca mais eu vou provar do seu carinho / Nunca mais eu vou poder te abraçar / Ou será que vou viver melhor sozinho / E se for mais fácil pra me perdoar / Mas o amor, às vezes só confunde a gente / Não sei se com você é diferente / O amor, mas às vezes só confunde a gente / Não sei se com você pode ser diferente

Coração. . .

É tão ruim quando alguém machuca a gente / O coração fica doente, sem jeito até pra conversar …