Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2006

O amor e as diferenças

por Denise Berman - psicanalista

O ser humano é constituído de forma tal que cada sujeito é um ser único, singular.Isto faz com que não haja dois iguais.Somos, por estrutura, radicalmente diferentes uns dos outros. Certamente, não estou dizendo nenhuma novidade, mas penso que vale a pena uma reflexão mais aprofundada deste aspecto do ser humano, especialmente nos efeitos que ele traz para a relação amorosa, seja ela de que âmbito for. Por que somos radicalmente diferentes? O que nos constitui assim? O ser humano é o ser do simbólico.É o único ser vivo que fala e isto faz dele um ser separado dos outros seres da natureza e também o separa da natureza de forma radical. Vou usar uma imagem, para tentar deixar claro o impacto da palavra sobre o ser humano. Imaginemos uma criança que está para nascer.Ela já tem, antes de vir ao mundo, um universo de palavras esperando por ela. Já tem um nome, já tem uma imagem que a mãe faz dela, e esta imagem é feita de palavras: bonita, levada, inteligen…

Aceitei o desafio

"Cada bloguista participante tem de enunciar cinco manias suas, hábitos muito pessoais que os diferenciem do comum dos mortais. E além de dar ao público conhecimento dessas particularidades, tem de escolher cinco outros bloguistas para entrarem, igualmente, no jogo, não se esquecendo de deixar nos respectivos blogues aviso do "recrutamento". Ademais, cada participante deve reproduzir este "regulamento" no seu blogue."
______________________________

Ok, já que aceitei, agora vamos as cinco "marias", hehehe (foi difícil fazer a seleção):

1. Adoro comer a sobremesa antes do almoço. Abre o apetite. Série!!! É tri bom também. Depois, ainda dá para comer de novo, já que sobremesa é para depois do almoço, oras!

2. Bom, odeio caminhar. Fico de mau humor quando caminho. Mas na verdade nem é tanto pelo exercício, quando estou de tênis e bermuda, é claro, e sim pelo fato que tenho tempo para pensar na vida. E isso dá uma incomodação na mente depois... Hummm!

3.…