Pular para o conteúdo principal

Ontem



Um bom dia! Mas vou começar pelo final. Fui direto para a cozinha preparar meu novo vício. Pizza de frigideira - a melhor amiga da mulher solteira, pobre e com fome. Meu sabor preferido é de presunto com queijo, mas também fiz de bologna (amo guisado ou guizado) e salame tipo italiano. Os três sabores ficaram ótimos. Ainda bem que as massas estão no final e os recheios também, se bem que pensei muito numa de doce de leite e outra de chocolate... Só de pensar as lumbrigas começaram a se revirar no barrigão.

Eu comi essa delícia no balcão da cozinha, de frente para a tevê. Comecei a zapear, porque faziam muitos dias que não curtia um filme e eu sou fissurada neles. Então percebi que às 22 horas começariam Dormindo com o Inimigo, O Bebê de Rosemary e A Loja Mágica de Brinquedos do Senhor Mongarium.

Devo confessar que fiquei muito balançada, pois amo os dois primeiros. Sempre que posso eu assisto, mas a idéia de assistir algo novo me fez até trocar o clássico do terror norte-americano com a Mia Farrow (a mulher é bonita demais...). Durante muito tempo eu não soube como acabava o filme e como sempre passava tarde, nunca resistia ou minha mãe não deixava. Hoje eu revi o final e esqueci o início... Em compensação eu adorei A Loja Mágica de Brinquedos do Senhor Magorium. Me emocionei tanto que nem conseguia ver o filme de tanto que chorava.

Por fim, o início foi ótimo. Dormi até mais tarde, porque gaziei - bem feliz - a hidroginástica. Depois só me dediquei a conversinhas no MSN, por tempo demais do que havia me permitido. Dos males, o menor. Postei uma nota no blog sobre Jornalismo e ainda, respondi comentários, visitei menos blogs do que gostaria e ainda pesquisei para a Página 2 do Alvo da Notícia. Só pesquisei, porque ao invés de editar e escrever não, pois estou aqui escrevendo pra vocês. Fui!

Comentários

RosanaK disse…
Eu tb ADORO essas pizzas. O problema é que vem mtas no pacote e a gente acaba enjoando! Hoje estou inaugurando minha sorveteira...tá lá funcionando, vamos ver se vai dar certo! Primeiro sorvete: chupa que é de uva!!!!!
jana disse…
estava sentindo falta da tuas aventuras gastronomicas. mas vc esta comento muito pouco, ja foi melhor
he he he
obs: diz que para tua amiga aí de cima que depois ela pode fazer o sorvete "senta que é de menta"
Nanda Assis disse…
a não assim n vale, sem passar a receita, so dexar na vontade vc é mal. faz um post ai ensinando fazer essa pizza.

bjosss...
o casalqseama* disse…
post anterior:
nunca quis um vestido do clô, mas sempre o admirei. ele era exemplo de autenticidade nata! fiquei trsite com o seu falecimento! =(

__________________


post de hoje:
essa pizza é famosa aqui em casa. o maridão adora. ele faz a tradicional [queijo com presunto] e faz também de peperone [amo! amo!], banana e sai até de chocolate... rápido, prático e muito deliciosa! rsrs


lindona,
bjão pra ti!

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Sóis

Sexta-feira de manhã. Não precisei abrir o aplicativo que controla meu ciclo menstrual para saber que estava de TPM. O mau humor era latente e já o percebia insuportável até para mim. E chovia. Muito. Dia perfeito para ficar em casa, hibernando, como costumo definir dias e este estado de espírito. Mas não. Tinha que encontrar um amigo-cliente, que ontem estava sem comunicação via smartphone. Não havia escapatória. Teria que ir.
Fechava assim meu período de pré-aniversário, antecipadamente. Não suportaria mais uma semana. Teria eu mesmo que dar o start em novas energias e começar Setembro com os dois pés direitos.
E hoje, no primeiro dia do mês, ainda cinza e molhado por aqui no Sul do país, um novo sol surgia. Mesmo que ainda de TPM, a virada do mês sopra em mim mudanças. Novos tempos. Renovação.
Fiz a mesma coisa que nos últimos sábados do calendário letivo. Acordei, peguei a mochila gasta e sai respirando o ar úmido e cheio de partículas de vida e possibilidades dentro de mim. E quand…

Nos phones: Todo homem

O sol Manhã de flor e sal E areia no batom Farol Saudades no varal Vermelho, azul, marrom Eu sou Cordão umbilical Pra mim nunca tá bom E o sol Queimando o meu jornal Minha voz, minha luz, meu som

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe

O céu Espuma de maça Barriga, dois irmãos O meu Cabelo, negra lã Nariz e rosto e mãos O mel A prata, o ouro e a rã Cabeça e coração E o céu Se abre de manhã Em abrigo, em colo, em chão

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe