Pular para o conteúdo principal

Sim, estou de dieta - ainda!


Dizem que as pessoas vão se desenvolvendo com o passar dos tempos. É o progresso, o crescimento individual, pessoal, interpessoal. Eu estava crescendo demais nos últimos tempos. Mas para os lados. Daí não dá pra ser feliz, quando se pega uma peça de roupa, comprada há pouco mais de três míseros meses e ver que ela está justa na cinturinha de miss Orca.

Pois só o pensamento de que teria que comprar roupas, aliás, procurar roupas de verão novamente, com peças semi-novas no guarda-roupa me fez dar um basta. Foi quase como fiz com o cigarro. “O quê? Vai subir de novo? Vou parar!” Sem falar que ficava ofegante ao caminhar e conversar ao mesmo tempo. Com a obesidade está sendo quase que o mesmo processo: chega de sentir os joelhos rangendo, coisa que nunca tinha sentido antes, ao subir uma rua, de usar jeans justos e mandar confeccionar roupas.

Por isso que adotei uma dieta radical. Preciso emagrecer urgentemente uns 15 quilos. Essa é a meta. Nem que tenha que passar o verão em restrição alimentar. Para começar, até a véspera da véspera do Natal estarei abstêmia de bebidas alcoólicas e doces [Sei que chocolate não é doce. É vitamina vital para o organismo. Mas parei também...] Estou fazendo a Dieta da Proteína. Eu, que adoro carne vermelha, já começo a perceber que comer bifes a vontade não é algo que farei amanhã ao meio dia, por exemplo, considerando que não consigo me imaginar comendo mais bifes hoje à noite. Ops, hoje é o dia do presunto...

Enfim, já me sinto uma vitoriosa. No segundo dia e embora a gula tenha dado lugar para a fome, propriamente dito, não fiquei esfomeada, mal humorada e nem desesperada... Ainda! Mesmo com alguns escorregões [saiba nos próximos post’s entitulados: Diário dietético], ontem sai com amigos para um boteco e não peguei em nenhuma batatinha e passei três horas só na água mineral sem gás e com limão. Confesso que a única parte boa do negócio foi pagar a minha parte da conta: R$ 2.
Outro post dietético: Sim, estou de dieta!

Comentários

Boa sorte nesta tua nova fase, amiga... Mas, não precisa suicídio. Talves 15 quilos seja muito. Uns 10 já não seria de bom tamanho? E o efeito sanfona que vem depois? Tomara que tu sejas forte pra aguentar tudo isso: meu Deus do céu!!!!!!!!!!! "Restrição alimentar"! Só de ouvir uma palavra como essa já tenho até medo. Mas, diz um provérbio persa "A paciência é uma árvore de raízes amargas, mas de frutos bem doces". Então, que esses sejam teus doces nos próximos tempos! Torço por ti, amiga.
Au revoir.
Boa sorte nesta tua nova fase, amiga... Mas, não precisa suicídio. Talves 15 quilos seja muito. Uns 10 já não seria de bom tamanho? E o efeito sanfona que vem depois? Tomara que tu sejas forte pra aguentar tudo isso: meu Deus do céu!!!!!!!!!!! "Restrição alimentar"! Só de ouvir uma palavra como essa já tenho até medo. Mas, diz um provérbio persa "A paciência é uma árvore de raízes amargas, mas de frutos bem doces". Então, que esses sejam teus doces nos próximos tempos! Torço por ti, amiga.
Au revoir.
Nao havera efeito sanfona querido. Ja estou pensando numa alternativa para isso. hehehehe. Fica gel.
Eugenia disse…
Você vai conseguir, eu fui mais fraca, troquei a dita por caminhada. Estou numa fase ruim e tirar os doces agora não foi boa idéia pra mim não...Então resolvi por o pé na estrada.
Rosana disse…
o q...vc fazendo regime?????
boa sorte menina...eu vou continuar nos barbi mesmo....uahuahauhauhauha.
Nanda Assis disse…
eu vivo de dieta e n consigo resultado.
vem passar natal aqui com a gente amiga.

bjosss...
E por acaso eu posso saber qual é essa tal alternativa? Agora fiquei curioso!
Geni!!! Eu, uma época, tentei parar de fumar e deixar de comer doces ao mesmo tempo. Claro que era mta coisa, justamente pq o período n era favorável. Depois, dei um passo de cada vez.

Rou, sim, eu mesma de dieta guria. Mas é coisa séria. Nada de barbi com petit gateau com sorvete de amarena. hehehe.

Nanda, queridona, que convite tentador. Mto obrigada amiga. Adore!

Hakime, eu agora radicalizo e depois, farei a dieta dos pontos, que é mais equilibrada e na sequência, a dieta da tipagem sanguínea, que é radical tb. E até o inverno, estarei linda, leve e solta para as tentações calóricas. Hua hua hua.
jana disse…
kkkk
quero ver vc aguentar.
qdo vier a poa e cair de boca nos quitutes das tias e da dona odete vai esquecer os 15 kg rapidinhos

teu irmão ta a cara do teu pai
caurosa disse…
Minha cara amiga Elaine, que bela e forte atitude, parabéns. Será bom para o corpo, para o bolso e para a alma.

Paz e harmonia,

forte abraço

Caurosa

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Sóis

Sexta-feira de manhã. Não precisei abrir o aplicativo que controla meu ciclo menstrual para saber que estava de TPM. O mau humor era latente e já o percebia insuportável até para mim. E chovia. Muito. Dia perfeito para ficar em casa, hibernando, como costumo definir dias e este estado de espírito. Mas não. Tinha que encontrar um amigo-cliente, que ontem estava sem comunicação via smartphone. Não havia escapatória. Teria que ir.
Fechava assim meu período de pré-aniversário, antecipadamente. Não suportaria mais uma semana. Teria eu mesmo que dar o start em novas energias e começar Setembro com os dois pés direitos.
E hoje, no primeiro dia do mês, ainda cinza e molhado por aqui no Sul do país, um novo sol surgia. Mesmo que ainda de TPM, a virada do mês sopra em mim mudanças. Novos tempos. Renovação.
Fiz a mesma coisa que nos últimos sábados do calendário letivo. Acordei, peguei a mochila gasta e sai respirando o ar úmido e cheio de partículas de vida e possibilidades dentro de mim. E quand…

Nos phones: Todo homem

O sol Manhã de flor e sal E areia no batom Farol Saudades no varal Vermelho, azul, marrom Eu sou Cordão umbilical Pra mim nunca tá bom E o sol Queimando o meu jornal Minha voz, minha luz, meu som

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe

O céu Espuma de maça Barriga, dois irmãos O meu Cabelo, negra lã Nariz e rosto e mãos O mel A prata, o ouro e a rã Cabeça e coração E o céu Se abre de manhã Em abrigo, em colo, em chão

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe