Pular para o conteúdo principal

Lanche da tarde


Sabe aquela chuvinha fina, fria e que dá vontade de se enfiar embaixo das cobertas para ver filminhos com uma tigela de pipocas nas mãos? Então, era esse o clima do meio da tarde em Videira. Depois da boa do dia cair por terra, não me restou mais nada do que fazer exatamente isso.

Só dei uma incrementada no lanche da tarde. Antes de clicar o play do DVD no lap top, desembrulhei o abacate que estava madurando há duas semanas [fui pacienciosa e valeu a pena] e esmaguei com açúcar e limão. Logo, lá estava eu, alegremente, vendo Spirit; enquanto lá fora o clima era ao estilo de Londres.

p.s.: para mim, Eva mordeu foi o caroço do abacate e não a maça...

A Pollyanna está em festa. Aliás, agora, todos os dias serão uma festa quando chegar em casa. Também, com um gato daqueles a esperá-la, bye bye tristeza.

Hoje o tiozinho aqui da oficina ligou a parabólica cá para o Flat. Óbvio que só terei acesso a Globo com o sinal, mas com a qualidade da imagem, quem pensaria em ver outra coisa na TV Aberta? Tá, tudo bem, quando quiser variar é só desconectar e ligar a antena interna para ter acesso a TV Barriga Verde e ao SBT. Pronto! [Não melhora muito também...]

Quando acordo, penso em várias coisas, mas, na maioria das vezes relembro situações ou projeto outras, cujo mote seja relacionamentos. Na manhã de hoje, por exemplo, lembrei de um email que enviei há uns 15 dias e que nem sequer tive resposta. Às vezes sou tão adolescente... Cheguei até ficar com vergonha, mas agora já era. Fazeoquê?!

O bom é que hoje é sexta feira. Iupi!!!




Comentários

jana disse…
adoro abacate
batida de abacate
abacate esmagadinho na casca com muito açucar
hummmmm
Rosana disse…
Ô vida boa hein!!!!
Melhor que passar a tarde de 6a feira chuvosa na cama, assistindo tv e comendo, é fazer tudo isso acompanhada!!!
Delícia!!!!
Isso e que dá o clima,o suspense e todo o resto, se o email não foi respondido é porque com certeza essa pessoa tá fazendo doce...
Unknown disse…
meu baby é lindo....e depois só eu que su Pollyana...todas somos um pouco Polly Honey....nem preciso perguntar pra quem foi o e-mail..ehheh
Jana, e abacate com churrasco e na salada então? Ai, de chamar os cachorros.

Rou, realmente, não há coisa melhor... E faz tempo tb... Putz!

Eugenia, se isso é cú doce, na hora que ele tomar coragem e responder [nem que seja para dizer não] já nem vou lembrar mais.

Pollyanna, não vem querer passar o título... Prefiro pensar que ele não tem acesso a internet lá na comunidade onde mora. Hehehehe.
► JOTA ENE ◄ disse…
ººº
Abacate ou não,,, amo


Bjossss
Anônimo disse…
eu geraldo tomo cha de caroço de abacate , para excluir uma pedra que tenho no rim esquerdo sera que e bom?
Oi Geraldo. Minha mãe, que é conhece um pouco de chás, disse que o bom pros rins são chás de quebra-pedra [tradicional pah caraiô] e chá de casca de castanha do pará, aquela bem cascuda mesmo. Abs e boa sorte no teu tratamento.

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Sóis

Sexta-feira de manhã. Não precisei abrir o aplicativo que controla meu ciclo menstrual para saber que estava de TPM. O mau humor era latente e já o percebia insuportável até para mim. E chovia. Muito. Dia perfeito para ficar em casa, hibernando, como costumo definir dias e este estado de espírito. Mas não. Tinha que encontrar um amigo-cliente, que ontem estava sem comunicação via smartphone. Não havia escapatória. Teria que ir.
Fechava assim meu período de pré-aniversário, antecipadamente. Não suportaria mais uma semana. Teria eu mesmo que dar o start em novas energias e começar Setembro com os dois pés direitos.
E hoje, no primeiro dia do mês, ainda cinza e molhado por aqui no Sul do país, um novo sol surgia. Mesmo que ainda de TPM, a virada do mês sopra em mim mudanças. Novos tempos. Renovação.
Fiz a mesma coisa que nos últimos sábados do calendário letivo. Acordei, peguei a mochila gasta e sai respirando o ar úmido e cheio de partículas de vida e possibilidades dentro de mim. E quand…

Nos phones: Todo homem

O sol Manhã de flor e sal E areia no batom Farol Saudades no varal Vermelho, azul, marrom Eu sou Cordão umbilical Pra mim nunca tá bom E o sol Queimando o meu jornal Minha voz, minha luz, meu som

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe

O céu Espuma de maça Barriga, dois irmãos O meu Cabelo, negra lã Nariz e rosto e mãos O mel A prata, o ouro e a rã Cabeça e coração E o céu Se abre de manhã Em abrigo, em colo, em chão

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe