quinta-feira, 18 de agosto de 2016

E é para agora?!


Estou andando de ônibus. Como se fosse meu primeiro dia na escola, fui trabalhar utilizando o transporte coletivo, sob uma atmosfera ansiosa. Rota diferente já de cara, para deixar o Bólido no médico. Precisava de um check up, e reparos na embreagem e câmbio. Sem falar de um make up na lateral traseira, mas isto creio que ficará para mais tarde...

Enquanto o querido é bem tratado na oficina, eu corto a cidade em um transversal rumo ao trabalho. Medo de atrasar, de pegar a condução errada, de o ônibus atrasar, pois não sei os horários. Mas não. Tudo deu certo, sincronizado, e em tempo.

Já na redação consagrei o que a maioria diz, mas que na verdade não é consenso entre as pessoas: eu hajo e reajo na pressão, mesmo! É nos 45 minutos do segundo tempo que ponho meu time em campo. E, sim, dá certo.

Queria ser diferente. Esse esquema de sempre deixar para o horário limite não é bom para os nervos, para o desenvolvido das atividades, a qualidade do trabalho... Não dá tempo de revisar com calma. Não dá tempo de mudar, caso outra opinião surja, ainda melhor do que a anterior. Não dá para nada direito.

Talvez esteja na hora de lançar uma campanha: “Muda Elaine!” E é para agora. ;) 

Nenhum comentário: