domingo, 22 de fevereiro de 2015

Menos é mais. Lembre-se!



Não quero me gabar não, mas sou uma pessoa fácil de aturar as chatices alheias. E de vivê-las também, por um longo tempo, sem ficar incomodada. 

Mas, às vezes, as pessoas conseguem ser tão banalmente chatas, e inoportunas, e vaidosas, e arrogantes, enfim, elas mesmas, que fica difícil de aturar. Tudo junto e misturado então, é chato demais.


Logo, a dica é: mais humildade pessoal. Ninguém consegue ser o sabe-tudo ou o melhor em tudo. Por favor...

Nenhum comentário: