terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Nos Phones: Trainspotting no transporte



A pessoa [humana] acorda e começa a rotina diária de ir trabalhar. No ônibus, e no horário certo - felizmente -, ela põe os phones num arremedo do jovem ao lado. Não querem ouvir a trilha sonora do cobrador, que contrariando as regras, pensa que anima os passageiros com seu gosto musical, às 7h15 da manhã.

Procura no celular o ícone do rádio e vê, de primeira, o de músicas. Só por curiosidade, clica, para ver o que vem de fábrica, como teste que nunca fez. E descobre que o seu cartão de memória, trocado após problemas com o original, é justamente aquele com músicas perdidas. 

First song. Vem também a primeira batida. O mix e o remix. Logo, começa a pipocar na cozinha do ônibus por causa dos buracos nas ruas. Mas nem se importa. Está entretida demais revendo imagens de um dos seus filmes preferidos da adolescência. Está ocupada demais tentando lembrar por que gosta tanto assim de Trainspotting, sem que tenha sido uma guria junkie...

Nenhum comentário: