quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Rugas clínicas: ãh?


A Universidade está em período de provas. Os alunos todos querendo sair de férias. Não aguentam mais o calor, não aguentam mais o transporte público, não aguentam seus professores, não querem mais estudar. Só ir do trabalho pra casa e de casa pro happy hour.
Para contribuir nesse processo, fui ser a cliente de uma acadêmica de Estética. A Amanda. Linda a guria. E simpática. E atenciosa. Ela foi minha esteticista em prova por durante duas horas. Para logo depois ela sair de férias do Laboratório de Estética e Corporal, aprovada. Bem feliz.
No entanto, para chegar no grand finale, a guria higienizou a pele do meu rosto e o colo com sabonete líquido cheiroso, passou uma loção adstringente, fez a avaliação da pele. O protocolo foi uma esfoliação profunda para redução da oleosidade e das sujeiras nos poros. Então, ela utilizou um esfoliante a base de uma máscara de bambu. Outra lição para abrir os poros, uma máscara úmida e vapor. A estudante fez a extração. Depois adicionou uma máscara hidratante e uma loção antibacteriana para fechar os poros com o auxílio de um ionizador.  Por fim, uma massagem.
Fiquei toda feliz por ter recebido o tratamento. É a segunda vez que utilize os serviços do laboratório e sei que a qualidade do trabalho deles é excelente. A menina me explicou o homecare, com o uso de um esfoliante e tônico duas vezes na semana, além do sabonete líquido de combate a oleosidade e o protetor solar, que já utilizo. Concordei um pouco a contragosto. Afinal, duas vezes na semana é quase que uma prática diária...
Então, veio a professora, fazer a avaliação final da Amanda:
-  Como tu avaliou a pele dela? É uma pele saudável ou não e por quê?
- Bom, é uma pele que me deixou em dúvida entre mista e oleosa, o que dificultou a escolha do tratamento. Ela tem melasmas, [as verruguinhas], rugas, pele muito espessa e desidratada, além de miliuns.
Juro: se não tivesse sentada na maca, caia. Como assim rugas? Com olhar de piedade a professora disse que são rugas clínicas. Que o olho leigo não enxerga.  E que a Amanda precisa fazer a avaliação clínica precisa, que eu não precisava me alarmar e bastava seguir as orientações de homecare.
- Professora, como não me preocupar se agora os meus olhos leigos sabem que tenho rugas? #hein? #Ah #PQP

2 comentários:

Jana- sem rugas disse...

eu sempre soube que vc tinha RUGAS, kkkk.
bem feito, se tivesse ido beber comigo não precisava ter passado por isso.

Cor de Rosa e Carvão disse...

A inveja é uma merda mesmo... Vai te catar Jana. Pois quem não te conhece que te compre.