domingo, 11 de novembro de 2012

É puro êxtase


Mesmo não acreditando no fim do Mundo, será que posso “pintar o 7” até lá? Estourar o cartão de crédito não é uma opção válida. Isso é para os ricos, cujo dinheiro é elástico. Vai e volta com uma facilidade infinita. O meu já está estrangulado há meses...

Mas, será que posso andar de limusine pela cidade, tomando champanhe e convidando rapazes para um sexo casual da Redenção até o Parcão? Não? Por quê? Tudo bem, essa opção também não é válida, considerando que eu poderia fazer isso em qualquer ocasião com uma graninha "sobrando" para o novo hits da cidade.

Acho que não teria algo extraordinário que pudesse fazer até o final do ano. Minha vida é construída com tijolos de amor, de felicidade, de momentos agradáveis e de situações que me fortalecem para o dia seguinte. A bem da verdade, faço o que gosto e o que quero. Não posso negar que sou tudo aquilo que gostaria ser até então. E que 2012 tem sido um ano bom, então, para que acabar uma semana antes do prazo? Eu quero mais é prorrogar.

Chega desse lance do “eu queria tanto” ou do lance de “eu queria mais”. A gente perde tanto tempo reclamando do que eu fiz, do que poderia ter feito e até do que vou fazer... Quem quer faz e pronto. A gente perde tanto tempo reclamando dos outros, do que os outros pensam sobre nós, do que os outros querem que a gente faça. Chorumelas...

Este ano eu quis e consegui. Não sei se tudo aquilo que tava na "lista". Na verdade, acho que deletei a tal lista de fim de ano há algum tempo. Desapeguei dessas coisas. Oportunidade é algo que se constrói com desejos e força de vontade. Felicidade é o resultado do desejo realizado. Cansaço é o reflexo do empenho investido. E o sorriso... Sorrir é puro êxtase.

Nenhum comentário: