quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Pronto, 38 anos.

Confraternização do semestre entre os colegas da ACS
Pronto. Há quase sete dias estou de idade nova. 38 anos. E confesso que não tenho percebido muita diferença, a não ser os pensamentos que insistem em forçar uma maturidade que não sinto. Que não tenho. Mas que, inconscientemente, sinto a necessidade de ter.

Dois anos perto da idade da loba [os assustadores 40 anos para mim] e eu continuo usando anéis de missangas, embora o desejo de adquirir e usar jóias em ouro, pedras semi ou preciosas e com designer arrojado. Ainda sou palhaçona, brinco com crianças, tenho amigos adolescentes e uso roupas coloridas e extravagantes. E, às vezes, saio vestida como gente. Mas só às vezes...

E, percebi, que continuo sendo transparente. Dias de beiço, todo mundo sabe no meu olhar. O mau humor não disfarça em mim, ele se sobressai na verdade. Mas no dia de riso, e que são em maior quantidade que o contrário, os dentes brilham na face e fica quase impossível esconder a alegria. Então, sou contagiante.

Enfim, sou tão eu, como sempre. Seja aos 37, seja aos 38. E melhor: as pessoas me conhecem tão bem que souberam direitinho como me mimar. Ganhei vários presentes e todos do meu gosto. Porém, o que me surpreendeu foi no trabalho. A jovem e doce aprendiz [e também perspicaz] me deu um colar e pulseiras coloridos. Além de um par de pulseiras prateadas com pingentes. Lindas de bonitas também. A colega da direita, uma caixa com creme para as mãos e um sabonete de Ameixa, da linha SPA da Boticário. A colega da frente trouxe-me um delicioso sabonete de banho líquido, com uma toalha de mãos, própria a ficar na bolsa. A filha da queridíssima revisora me mandou uma flor poá, muito meiga. Até o colega de voz firme e com corpanzil teve a delicadeza de me dar um bombom. Sim, sim, eu não gosto de bombons, mas ele foi gentil. Ponto.

Voltei pra casa feliz com os presentes, pelo simples fato de saber que tiveram a consideração de lembrar de mim, com carinho. Do mesmo jeito que os colegas que me abraçaram gostoso. Logo, também estava mais gorda na segunda-feira. Mas de carinhos...

Nenhum comentário: