sábado, 1 de setembro de 2012

Para os 38:


Eu procuro um amor, que ainda não encontrei. Diferente de todos que amei. Nos seus olhos quero descobrir uma razão para viver e as feridas dessa vida, eu quero esquecer. Pode ser que eu o encontre numa fila de cinema, numa esquina ou numa mesa de bar.
Procuro um amor que seja bom pra mim. Vou procurar, eu vou até o fim. E eu vou tratá-lo bem, pra que ele não tenha medo, quando começar a conhecer os meus segredos.
Eu procuro um amor, uma razão para viver, e as feridas dessa vida eu quero esquecer. Pode ser que eu gagueje, sem saber o que falar, mas eu disfarço e não saio sem ele de lá. Procuro um amor que seja bom pra mim. Vou procurar, eu vou até o fim. E eu vou tratá-lo bem pra que ele não tenha medo, quando começar a conhecer os meus segredos...
[Frejat: Segredos]

2 comentários:

Jana disse...

guria, eu cheguei nesse bendito 38ha ha ha
se vc encontrar esse amor e se por um acaso ele não for o teu número manda para ca.... confio no teu bom gosto

Cor de Rosa e Carvão disse...

mando amiguxa. mas como tu é mais velha, creio que também sairá na frente em relação ao amor. minha mãe me ensinou assim, ao menos: primeiro os mais velhos! hahahaha