segunda-feira, 11 de junho de 2012

Eu sempre quero beijão

Prefiro assim. Um beijão. Aquela coisa arraigada, espraiada, com sensações que harmonizam e brigam dentro da gente. Que perpassa pelos pontos sensíveis da boca, é acariciada pela língua e é sentida garganta a dentro.
Beijão pode se modificar no caminho. Ou não. Mas nunca perde a intensidade. Ele é sempre assim, arrebatador. Se chega ao coração é pura emoção. Amor. Sentimento nobre e repleto de carinho, atenão, afeto. Se desce pela espinha, me arrepia e vira tesão. Ai não tem jeito...
Tem como viver sem beijo? Claro que não. Que mulher consegue ficar sem beijar? Na bochecha, nos olhos, na testa, nos lábios, de boca, no pescoço... Beijar é como coçar. É só começar que pronto, vira TOC. Eu prefiro toque.

Feliz Dia dos Namorados aos casais apaixonados!

Nenhum comentário: