segunda-feira, 19 de março de 2012

DIVÃ: Vivendo e Aprendendo


Festejando o casório emocionante da prima Izabel
Segunda-feira. E a vida vai transcorrendo normalmente. Algumas decepções, anunciadas ou não. Algumas alegrias. No meio de tudo isso, picos de felicidade extrema e instantes de tristeza.
Caso precisasse medir, pessoas proporcionam instantes de tristezas e animais [meus gatos principalmente], picos de felicidade, em sua maioria. Mas não posso radicalizar. Tenho que ser sincera. Embora uma ou duas criaturas possam ser a causa da amargura e rancor alheios e que me cercam em certas situações, outras e em maior número, me dão amor. Fazem-me feliz. Mas enfim, meu momento de fé extrema me faz lembrar e acreditar que há Deus pra dar do que gentinha a tirar, ou algo do tipo...
Mas, não foi por isso que vim até aqui. E sim para dizer-lhes que toda quinta-feira eu vou para o divã. E todos os meus problemas e dificuldades acabam se esvaindo assim que exponho meus problemas para a analista transpessoal. Ela desmonta minha insegurança, meus anseios, minhas dúvidas com uma fala objetiva e decisiva. E, caso ainda reste um pingo de insistência no sofrimento, ela rebate com argumentos mais firmes.
São 45 minutos e saio disparando pra cima dela, fortemente. E, pacientemente, ela me ouve, comenta e anota, sabe-se lá o que. No entanto, em instantes a curiosidade se desfaz e me foco na problemática. A última foi referente a seleção para aluno especial da UFRGS. Pois é. Não deu... Fiquei triste, sentida, pois era uma disciplina que queria muito, que iria me ajudar no trabalho, que iria me auxiliar em vários momentos. E foi recusada.
Já tenho a solução para isso. Estudar e me preparar para a seleção de mestrado ao final do ano. Algo que, com certeza, não aconteceria se tivesse sido chamada. Consegui driblar a frustração e acho que estou me saindo bem comigo mesma. E assim vou passondo os dias coloridos da minha vida: vivendo e aprendo a jogar...

3 comentários:

Gabi Rosa disse...

"Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, mas aprendendo a jogar!"

Essa é a mística da vida! Aprender a dançar conforme a música! ñ conseguiu a vaga? "Tente outra vez", e assim vamos tranpondo e superando os obstáculos.

Força, garra, fé, coragem.
Fáceis de dizer e um pouco complexas de serem colocadas em prática. Mas a gente chega lá, eu creio! Vc?

Um bjo, Gabi!

Cor de Rosa e Carvão disse...

Gabi, querida, sempre me apoiando... Fica em silêncio com as bobagens. Quiça rindo sozinha, quietinha. E quando menos imagino, tu estás aqui, com palavras amigas. Obrigada guria. Obrigada!

Marcelle Dantas disse...

Oi Elaine...

Pois é flor, o jeito é dar a volta por cima! Não deu, é porque Deus tem outros planos para nós, grandiosos! E no meio de tanto amor, não devemos nos preocupar com aqueles que nos ferem, só pedir a Deus que tenha misericórdia deles. E um divã é ótimo... eu mesma já estive em um, e achei que me melhorou muito, foi ótimo. Espero que tudo fique bem contigo, sinceramente!

Beijocas!

Marcelle
http://bestherapy.blogspot.com