quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Tudo de novo, com fúria e folia

Há dias já estava tranquila. Minha preocupação [boba] com a idade não era mais problema. Eu continuo a mesma que há 15 anos. Talvez com algumas diferenças: uns quilinhos aqui, umas marquinhas de expressão ali... No resto, “segue o seco”.


Fazer aniversário depois dos 35 anos não é tão ruim assim. No ano passado estava adormecida, amortecida, em transe por causa dos acontecimentos familiares, mas este ano não. Senti o peso de uma idade que nem é tão rigorosa assim. De repente me dou conta que estava pronta para os 37 anos. Bem pronta!


A vida tem ajudado muito também. O mês do cachorro louco foi uma maravilha de bom para mim. Agosto rendeu muito em trabalho e aprendizado profissional. E espero que a maré continue assim: a favor dos ventos e dos céus.


E para fechar com chave de ouro a primeira semana do mês de setembro: festa! Casa cheia de amigos e parentes chegados. “Eu não convidei ninguém, mas veio todo mundo.” Sim, a pequena patota serve por uma população. Foram quase 12 horas ininterruptas de falação, comilança e beberagem. E risos. Muita risada. De doer as canjicas.


Nada melhor do que começar tudo de novo, do que com a energia recarregada de fúria e folia [rumo ao mágico]. Agora estou pronta para as segundas-feiras. Então, que venham todas, que o Garfield tá de férias por tempo indeterminado.



Um comentário:

jana disse...

e eu fui testemunha. ri como não ria a muito tempo.
eu fui uma das que não foi convidada mas compareci, e como sou abusada hj fui de novo, kkkk
só faltou homens nessa festa improvisada, mas como não tenho preconceitos posso dizer que a safra da mulherada estava bem boa, a começar pelas tias