quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Quem ama o feio, bonito lhe parece



Tem gente que tu olha e diz: “Putz, que cara bonito. Queria um desses pra mim”. Ou então: “Bá, que guria linda”. Alguns casais unem os dois tipos: o feio e o bonito. Às vezes dá para perceber a boniteza dos dois. Mas o que tem de feios namorando ou casados não está no mapa...
Hoje, olhava despreocupada para dentro dos coletivos, enquanto aguardava o ônibus que atende meu bairro passar. O tempo passava ao ver os vários tipos. Tipos sozinhos, tipos acompanhados.
Entre eles um casal me chamou a atenção. Um par de feios que me saltou aos olhos. Tudo em volta deles era amoroso. O olhar dele para ela. E ela, nos braços, colhia um bebê que recebia o afago do pai, simultaneamente. De repente, seu olhar distraído e comum voltou-se para ele em forma de sorriso. E um beijo selou aquele carinho animado, enquanto a criança descansava tranquilamente.
O ônibus parte do ponto em que estava e eles se vão embora com sua felicidade simplória, mas cheia de amor e satisfação. Aquela cena me deixou tão leve, calma, tranquila... Era como se tivesse encontrado o que sempre havia procurado num relacionamento, naqueles dois. Que é possível e não apenas uma ilusão.
Então entendi que o que busco para mim é isso. Um feio para amar e ser amada. Ponto!


3 comentários:

Gheni disse...

É isso aí, um abração tchê! tava com saudades de seus posts diretos e bem humorados.

Cor de Rosa e Carvão disse...

Gheni, minha amiga! Quanto tempo eu não te vejo por aqui. Saudades!!! Beijo enorme

jana disse...

ja vi muitos casais assim. bonitos (para a sociedade) e feios (para os outros).
sinto falta disso, desse amor, dessa cumplicidade...
ah! lembranças de um passado recente que afloram quando eu menos espero.
não era uma mulher preparada para ser comprometida, agora não sou uma mulher preparada para ser solteira. ainda me dou o direito de chorar. e deixe que os outros falem