terça-feira, 20 de setembro de 2011

Coração Farroupilha

by Luiz Coronel

Ninguém doma a esperança,
liberdade não se encilha.
Galopa livre em meu peito
um coração farroupilha.

Olha a tropa de lanceiros,
pela noite adentro avança.
Sob a luz clara da Lua,
cada estrela é uma lança.

Pelos mares da campanha,
pelas ondas da coxilha,
juntas de bois puxam barcos
da Esquadra Farroupilha.

Doze homens contra um
não é guerra é uma guerrilha.
Galopa livre em meu peito
um coração farroupilha.

No pendão verde-amarelo
o carmim também cintila.
Tremula no azul do Pampa
a Bandeira Farroupilha.

Um comentário:

Nanda Assis disse...

que legal amiga.

bjos...