sexta-feira, 29 de abril de 2011

Notícias [musicadamente] domésticas




Os dias me parecem pouco produtivos, embora as descobertas locais. Não tenho feito nada para somar no meu perfil profissional [e até pessoal]. Porém, creio que esteja me tornando uma dona de casa organizada e razoável. E sim, isso é horrível para mim que não quero me tornar uma...

Essa semana fui duas vezes à lavanderia. Descobri preços módicos para lavagem de cobertores. Com intuito de caminhar, fiz duas viagens, e em dias diferentes, até o estabelecimento para levar três cobertas de casal. Obviamente a mãe ajudou também, mas para levar sua capa de lã. Aproveitei para orçar a lavagem de tapetes e a tintura de peças em jeans.

Avaliei qual, das três academias, oferecia o melhor preço e serviço. Fiquei tentada em freqüentar uma academia que me oferecesse Localizada, Dança do Ventre e Boxe Chinês, além de outros 479 tipos de ginásticas, por apenas 50 dinheiros mensais. E quando cheguei em casa percebi que não vou sentir-me bem sacudindo minha barriga de 11 meses de gestação ao som do “are baba”. Então optei por uma academia de musculação apenas para o primeiro trimestre de dieta.

Nessa caminhada, passei na sapataria, na padaria, na adega de vinhos e especiarias, na locadora, no ateliê de costuras e na loja de informática. É. Meu bairro tem tudo isso e muito mais... Cada rua esconde um ponto comercial. E o que tem de salão de beleza então? Uma loucura... Hoje a mãe queria que entrasse num dos três supermercados populares do Bairro Santo Antônio. Mas isso eu resisti...

Estou então envolvida nessa vidinha de “escola, cinema, clube, televisão” que abro os olhos pela manhã e já vou articulando a agenda doméstica. Penso nisso e já fico enjoada. Essa rotina não é pra mim não. Até festa em bar novo [pra mim ao menos] eu ando recusando. Pode?

É nesses momentos que corro pro banheiro, me olho no espelho e digo: “preciso de um exorcismo!”

Nenhum comentário: