Pular para o conteúdo principal

Notícias chocantes do RS



Estou fora de órbita. Pelo menos do eixo Norte a Sul, Leste a Oeste do Rio Grande do Sul. No primeiro dia em que cheguei à cidade fiquei chocada com as notícias. Na área da saúde a campanha de prevenção está a respeito da Dengue. Mas em alguns locais, o Aedes Aegypti já se instalou. Há focos do mosquito no Noroeste do Estado, que faz dezenas de vítimas, inclusive crianças, até mesmo com dengue hemorrágica.

Preocupo-me com isso. Eu não uso pratos de água nos vasos das minhas flores para evitar acumulo de água. Também não deixo água acumulada. São cuidados básicos que as pessoas podem incluir nos seus hábitos – medidas preventivas na verdade. Um pouco de precaução não faz mal a ninguém, ao contrário. Mas agora, por aqui, esses casos de contágio com a dengue já é preocupa é mais uma situação a ser remediada pelos gestores da saúde pública gaúcha.

Além desse susto, tem outros dois, mas na área da segurança pública. Três, contando com o fato de um pedestre ter achado um artefato no Túnel da Conceição, que deixou o viaduto interdita por horas, engarrafamentos nas saídas adjacentes, trânsito lento em outras vias. Isso foi nessa terça (2) à tarde, logo no início. O Gate da Brigada Militar tentou desarmar, mas, na verdade, a bomba não tinha efeito danoso e no máximo poderia causar um susto num motorista próximo, causando um acidente. Tanto é que um policial especializado tentou ativar o mecanismo duas vezes e não conseguiu.

Mas meu espanto maior foi com a briga entre gangues que aconteceu na Redenção. No meu parque... Vim pensando em ir cedo para o Parque Farroupilha, encontrar os amigos para um mate amargo, dar uma conferida nas novidades artesanais e depois tomar aquela ceva gelada na Lanchera (Lancheria do Parque). Porém, nesse domingo (28), o tradicional passeio dos portoalegrenses foi interrompido com a violência urbana. Delinqüentes juvenis de grupos rivais, que virtualmente já vinham se enfrentando, desta vez tiveram um embate real. E deu até morte. Um jovem de 15 anos, que segundo informações iniciais não estava envolvido no conflito, levou um tiro na nuca durante o tiroteio. Uma lástima...

E o ex-deputado e então secretário de Saúde Eliseu Santos? Morreu após trocar tiros com possíveis assaltantes ao sair de um culto religioso com a família, na última sexta-feira. Esse fato é estranho. Em maio do ano passado ele já havia denunciado à Polícia, ameaças de morte que vinha sofrendo. Sem falar em denúncias que fazia no setor público, além de outras cositas mas. Há quem não acredite em latrocínio, como eu... Tem muita poeira antiga Morreu em frente a família. Que tristeza [e a Yoda está aqui, firme e forte].

Fiquei chocada com tantas notícias tristes. Dois dias de noticiários locais e pronto. Fiquei abalada emocionalmente com os últimos acontecimentos.
Espelho d´água e chafariz da Redenção - Parque Farroupilha

Postagem programada [Fora do ar]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Sóis

Sexta-feira de manhã. Não precisei abrir o aplicativo que controla meu ciclo menstrual para saber que estava de TPM. O mau humor era latente e já o percebia insuportável até para mim. E chovia. Muito. Dia perfeito para ficar em casa, hibernando, como costumo definir dias e este estado de espírito. Mas não. Tinha que encontrar um amigo-cliente, que ontem estava sem comunicação via smartphone. Não havia escapatória. Teria que ir.
Fechava assim meu período de pré-aniversário, antecipadamente. Não suportaria mais uma semana. Teria eu mesmo que dar o start em novas energias e começar Setembro com os dois pés direitos.
E hoje, no primeiro dia do mês, ainda cinza e molhado por aqui no Sul do país, um novo sol surgia. Mesmo que ainda de TPM, a virada do mês sopra em mim mudanças. Novos tempos. Renovação.
Fiz a mesma coisa que nos últimos sábados do calendário letivo. Acordei, peguei a mochila gasta e sai respirando o ar úmido e cheio de partículas de vida e possibilidades dentro de mim. E quand…

Nos phones: Todo homem

O sol Manhã de flor e sal E areia no batom Farol Saudades no varal Vermelho, azul, marrom Eu sou Cordão umbilical Pra mim nunca tá bom E o sol Queimando o meu jornal Minha voz, minha luz, meu som

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe

O céu Espuma de maça Barriga, dois irmãos O meu Cabelo, negra lã Nariz e rosto e mãos O mel A prata, o ouro e a rã Cabeça e coração E o céu Se abre de manhã Em abrigo, em colo, em chão

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe