Pular para o conteúdo principal

Coisas de gaúcho - Final

(Escrita por um carioca)
é o DNA deles...


51- Chama a esposa de 'Mãe' e marido de 'Pai'
52- Ou é 'chimango ou é maragato'
53- Ou é PT ou é anti PT e não tem meio termo
54- Adora passar o dia em Gramado
55- Acha Gramado caríssimo
56- Desmarca até o casamento de um filho para uma pescaria oucaçada
57- Adora chamar os outros de 'fiá-da-puta' cujo plural é'fiá-das-puta'
58- Enlouquece quando é chamado de 'filho da puta'
59- Adora assistir corrida com chuva no Autódromo de Tarumã
60- Acha a Oktoberfest de Santa Cruz do Sul melhor que a de Munique
61- Já foi filiado ao PTB ou ao PDT
62- Parece íntimo de todo mundo
63- Adora caminhar na Rua da Praia, mesmo sem saber o que andafazendo por ali.
64- Não tem carro, tem 'auto' (Sem comentários..)
65- Sabe de cor o ' Canto Alegretense, Céu Sol Sul e QuerênciaAmada'.
66- Sempre leva um baralho de cartas pra praia, pra um ' carteadocom dia de chuva'.
67- Gosta de passear em supermercado
68- Acha a Cidade Baixa um espécie de 'SoHo' nova-iorquino dentrode Porto Alegre
69- Acha o Moinhos de Vento parecido com a Recoleta ou PalermoChico
70- Assistiu a algum show da Elis Regina, mesmo que tivesse 4 anos quando ela morreu...
71- Sempre foi apaixonado pelas 'gurias do Anchieta'... asAnchietanas
72- Já conheceu uma namorada no Dado Bier
73- Traiu a namorada no Café do Prado
74- Vai pra Factory em São Leopoldo, pra não ser descoberto.
75- Gosta de ir no 'Parcão', no 'Brique', na 'Encol' e na 'Praia deIpanema'
76- Come sushi com costela
77- Não perde uma despedida de solteiro na 'Tia Carmen'
78- Gosta de dias de sol no inverno, pra 'lagartear' (e comer a talde 'bergamota')
79- Acha que ainda esta em tempo de 'pegar em armas contra aditadura do governo central'
80- Já leu 'A Ferro e Fogo', do Josué Guimarães umas 10 vezes
81- Chama o Metrô de 'Trensurb'
82- Os táxis em Porto Alegre são de uma cor indescritível, e não tem o banco do passageiro na frente.
83- Já foi no ' Ocidente', no Bom Fim, mas nega até a morte!
84- Chama arquibancada de 'Geral'
85- Chama 'Geral' de 'Coréia'
86- Os Colorados acham que o Beira-Rio é maior que o Olímpico
87- Os Gremistas acham que o Olímpico é o maior que o Beira-Rio
88- Chama cavalo de 'pingo'
89- Chama menino de ' piá'
90- Chamam os gays de 'Odete'
91- Chamam as lésbicas de 'Machorra'
92- Chama os vizinhos 'as véia(o) aí do lado'. Independente daidade deles.
93- Chama massa de ar polar de 'minuano'
94- Já cantou muito Kleiton & Kledir
95- É sócio, ou já foi, do Grêmio Náutico União ou da Sogipa.
96- Sempre quis ser sócio do Leopoldina Juvenil
97- Tem fixação por 'produtos coloniais'
98- Espera o ano todo pela Feira do Livro
99- Tem a mania de falar 'Buenas Tchê'
100- Acha que as gaúchas são as mulheres mais bonitas do Brasil (e são mesmo!! )
.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Sóis

Sexta-feira de manhã. Não precisei abrir o aplicativo que controla meu ciclo menstrual para saber que estava de TPM. O mau humor era latente e já o percebia insuportável até para mim. E chovia. Muito. Dia perfeito para ficar em casa, hibernando, como costumo definir dias e este estado de espírito. Mas não. Tinha que encontrar um amigo-cliente, que ontem estava sem comunicação via smartphone. Não havia escapatória. Teria que ir.
Fechava assim meu período de pré-aniversário, antecipadamente. Não suportaria mais uma semana. Teria eu mesmo que dar o start em novas energias e começar Setembro com os dois pés direitos.
E hoje, no primeiro dia do mês, ainda cinza e molhado por aqui no Sul do país, um novo sol surgia. Mesmo que ainda de TPM, a virada do mês sopra em mim mudanças. Novos tempos. Renovação.
Fiz a mesma coisa que nos últimos sábados do calendário letivo. Acordei, peguei a mochila gasta e sai respirando o ar úmido e cheio de partículas de vida e possibilidades dentro de mim. E quand…

Nos phones: Todo homem

O sol Manhã de flor e sal E areia no batom Farol Saudades no varal Vermelho, azul, marrom Eu sou Cordão umbilical Pra mim nunca tá bom E o sol Queimando o meu jornal Minha voz, minha luz, meu som

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe

O céu Espuma de maça Barriga, dois irmãos O meu Cabelo, negra lã Nariz e rosto e mãos O mel A prata, o ouro e a rã Cabeça e coração E o céu Se abre de manhã Em abrigo, em colo, em chão

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe