Pular para o conteúdo principal

Os primeiros dias a gente nunca esquece




De precaução ninguém morre. Por isso, fome não passei nos primeiros dias. Mas também bolo de laranja inteira, frango de “televisão para cachorro”, rúcula e suco de laranja talvez demore um pouco para eu voltar a comer com naturalidade e desejo. Isso que dá se acostumar com fogão e geladeira dos outros...

Se pesquisarem nos post’s antigos, de aproximadamente 42 meses atrás, devem achar um que fale sobre quais seriam os utensílios básicos para um solteiro. Melhor, lembrando um pouco mais, ele deve ter algo do tipo: “sempre achei que para eu sair de casa ou ir morar sozinha, teria que ter três coisas na minha casa - aparelho de som, geladeira e máquina de lavar”.

Bom, acho que estou melhorando. Na primeira morada eu tinha um diskman emprestado da minha arquiinimiga [porque o primeiro roubaram e o segundo, que era emprestado do Luiz, também], uma caixa térmica [vulgo isopor] emprestada do Nandiko e um tanque de plástico, mas que ficava no terraço bem iluminado e ensolarado. Agora tenho um “microsistem” [tá, vou falar a real, é um aparelhinho de CD, mas que toca MP3, com rádio AM e FM], um tanque de plástico menor que o primeiro e uma sacola térmica da Friguzzi. Êta progresso!

Não quero nem imaginar quando tiver que lavar roupas a mão, de novo. Putz! Sonho de "inverno" uma máquina de lavar...
.
[em tempo: 1. a vizinha nova se mudou ontem e morri de inveja ao ver uma caixa de máquina de lavar. 2. ela me pareceu simpática, trabalha no hospital e também é a mais nova dona da geladeira que veio na kit net que alugou, horas antes de mim na última quinta-feira. 3. morri de inveja pela segunda vez...]

Comentários

Silvia Palma disse…
ahauhauhauhauhauhau.....o fogão lá de casa também vai sentir sua falta, a única que o pilotava nos últimos tempos...(tá , tá...no último ano)...heheheh

Acho que encontrei um novo lar....em frente a Câmara de vereadores...na entrada de cima....é bem bonitinho e o preço tá bom....poderei trabalhar à pé e não morrer de frio.... acho que vou fechar hj...ai, que pavor da mudança....
Nanda Assis disse…
aproveite o ipi reduzido amiga, fazer certas dividas nos salvam.
bom dia pra vc!!!

bjossss...
Pp disse…
Fotos...fotos...cadê as fotos do novo ap?...cadê? cadê?...Hehehe Agora quando nós formos pra aí vamos ter de dormir uns em cima dos outros? hua hua hua...eu quero a parte mais quente! hehehe. Bjs, sorte, vida longa e próspera!
RosanaK disse…
Se eu soubesse q ia se mudar tinha guardado a minha geladeira velha né...dei pra uma mulher, só pra parar de fazer espaço aki!

Hihihihi...o bolo tava bemm gostoso....duvido q vc demore a comer novamente...hehehehehehe!

bjus e boa sorte

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Sóis

Sexta-feira de manhã. Não precisei abrir o aplicativo que controla meu ciclo menstrual para saber que estava de TPM. O mau humor era latente e já o percebia insuportável até para mim. E chovia. Muito. Dia perfeito para ficar em casa, hibernando, como costumo definir dias e este estado de espírito. Mas não. Tinha que encontrar um amigo-cliente, que ontem estava sem comunicação via smartphone. Não havia escapatória. Teria que ir.
Fechava assim meu período de pré-aniversário, antecipadamente. Não suportaria mais uma semana. Teria eu mesmo que dar o start em novas energias e começar Setembro com os dois pés direitos.
E hoje, no primeiro dia do mês, ainda cinza e molhado por aqui no Sul do país, um novo sol surgia. Mesmo que ainda de TPM, a virada do mês sopra em mim mudanças. Novos tempos. Renovação.
Fiz a mesma coisa que nos últimos sábados do calendário letivo. Acordei, peguei a mochila gasta e sai respirando o ar úmido e cheio de partículas de vida e possibilidades dentro de mim. E quand…

Nos phones: Todo homem

O sol Manhã de flor e sal E areia no batom Farol Saudades no varal Vermelho, azul, marrom Eu sou Cordão umbilical Pra mim nunca tá bom E o sol Queimando o meu jornal Minha voz, minha luz, meu som

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe

O céu Espuma de maça Barriga, dois irmãos O meu Cabelo, negra lã Nariz e rosto e mãos O mel A prata, o ouro e a rã Cabeça e coração E o céu Se abre de manhã Em abrigo, em colo, em chão

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe