Pular para o conteúdo principal

Mudos...


Gente, dois blogues que o Cor de Rosa e Carvão costumava visitar estão mudos. Para sempre! Um porque o Sphinx excluiu seu espaço, onde a emoção tomava conta em post’s sensíveis e cheios de belos sentimentos. Não sei o motivo, mas também não serei egoísta de querer que ele o mantivesse na rede, já não se sentindo a vontade para o mesmo.

O Crônicas da Esfinge já era, mas o laço ficou. Muitos podem achar estranho a gente criar laços e sentimentos por pessoas que nunca vimos e nem sequer temos noção de como sejam fisicamente. Mas se a internet pode apresentar maridos e esposas um aos outros, também pode trazer amigos, com igual intensidade.

Ali era um lugar que me sentia a vontade, e chegava até a imaginar como seria o Sphinx. O misterioso Sphinx... O que me consola é que ele manteve seu perfil. Assim, como um voyeur ele se mantém por aqui. Então, um abraço querido. Entre e fique a vontade sempre que quiser.

Poderia aqui listar uma vários nomes de pessoas a qual mantenho um grande carinho, só pelas palavras lidas e os comentários trocados. Estão na lista a Menina Fê, a Nanda Assis, a Inês, a Jamille e a Fernanda, por exemplos. Mas aqui também há muitas outras pessoas que estimo de igual maneira. Outras que desejo abertamente e que, pior, sou ignorada educadamente (hehehe). Por isso, cada ausência é sentida.

Nesse final de semana prolongado uma vizinha me disse: “Tu tem sentimentos por muitas pessoas”. É verdade... Por isso me tomei de tristeza ao saber, no momento em que celebrava o casamento de minha prima, que os Meus Momentos ficou mudo para sempre, porque a prima Elisângela – que nunca foi minha prima, mas que tomei emprestado da Silvia Angélica como forma de retribuir tanta simpatia que ela dispunha para a gente – foi para um plano melhor que o nosso. Sim, por uma vontade Deus ou por que era seu destino, ela partiu desse mundo de uma forma tão repentina, que fiquei uma semana sem acreditar que havia morrido.

Aqui, nesse humilde espaço tem muitos dos seus comentários, assim como em minhas fotos do Orkut e em meus recados. Ela era uma das pessoas que já havia feito laços de carinho e de estima, aproximados por nossos blogs, antes de tudo. Há mais de três semanas seu blogue está mudo e seu Orkut traz mensagens de saudades e adeus de seus amigos. Tudo muito triste.

Decidi, então, que a partir de hoje o blogue da Eli não estará mais entre meus links. Pois ela agora escreve os seus momentos de forma diferente e eu não consigo ler.

Comentários

Nanda Assis disse…
ai que triste.
força amiga.
bjhosss...
RosanaK disse…
Ai...me arrepiei agora!
Lindas palavras finais!

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Uma pegada forte e 15 dias

Faz tempo que não escrevo sobre sexo. Talvez por que venho praticando pouco. Ou a qualidade tenha decaído. Creio que é isso. Tem muito cara se achando por aí. E não tem idade. É jovem, maduro ou... vividos.
Não me lembro de ter transado com um cara jovem que não fosse afoito. Imagino que pensam que basta meter, forte, que a mulher afrouxa a musculatura e goza. Sei não...
Já os maduros apostam na experiência para agradar sua parceira. E expressam isso. Eu chupo, eu pego, eu belisco... Na hora da cama, eles não sabem nem tocar uma mulher com volúpia. Quem dirá cumprir todas as falsas afirmações. E pior: tem homens maduros que não curtem “cunnilingus”, mas adoram uma felação. Que merda. Há machismo até no sexo. :o E tem os vividos, o sexo sênior. Desculpa aí, mas tenho pouca experiência nessa área. Ufa! Ainda bem. No entanto, se o Djavan me pedisse qualquer coisa chorando, eu faria sorrindo, ajoelhada. Ou coisa parecida. J
No meio de tudo isso tem “os caras”. Os que sacam do paranauê. E qua…

Atrás da folhinha verde?

Eu já cansei desse papo de superação feminina, até no sexo. A gente tem que saber plantar bananeira, beijar a brasileira, a japonês e agora até beijo grego. Tem doido que gosta de mal tempo inclusive na cama e pede para a parceira a chuva dourada ou a chuva negra. Ai, eu gosto de uma "pimentinha", como diz o Enfil, mas essa loucura eu estou passando.

"Eu quero a sorte de um amor [sexo] tranquilo, com sabor de fruta mordida". Pronto. Nem mais, nem menos. Sou a favor de um comportamento ecologicamente correto, mas não estou na pilha de aprender a fazer a folhinha verde. Não, não!

Agora, se quiser saber mais sobre minha indignação a respeito da liberdade sexual, vá no Sexo Verbal e leia meu texto sobre o assunto. Ah! E não esqueça de opinar. Eu gosto tanto de lero, lero... Principalmente sobre sexo.