Pular para o conteúdo principal

Médias


Domingo (6)

Só para ressaltar: Assisti a reprise do Altas Horas e quero para mim os DVDs e CDs Ao Vivo do Paralamas com os Titãs e da Pity também. Now!

De vez em quando eu adoto um CDs do meu acervo. Há tempos procuro a Lauren Hill, mas o CD number one sumiu do meu estojo... A melhor parte, como sempre. Então, para aproveitar o sol da domingueira e o espírito romântico ressurgi com a Fernanda Porto. Comprei esse álbum na boa e velha Multisom, mas de Santa Cruz, num Dia D e após o almoço num sábado de aulinha da Pós. Estava lá, analisando os acervos, quando a vejo. Como queria há tempos, busquei do baleio e sob parcos R$ 5 (ou R$ 3) levei para casa, bem feliz.

Segunda-feira (7)

Dia de vagar pela cidade em busca de uma matéria diferente. Seguindo o conselho da minha amiga Sandra Lara fui falar com o dono de uma produtora de música que desenvolve um projeto social na cidade. Foi a única pauta do dia, mas o que me deu maior prazer, como sempre, foi caminhar naquela tarde de sol pelas ruas e entre as pessoas. Eu gosto delas e observá-las me dá um prazer enorme. Pelo caminho, paradinhas para bate-papos descontraídos, e quem sabe informação para uma nova matéria. Ganhei a semana.

Nessa produtora eles têm aulas de canto, de técnica vocal. Um dos meus sonhos ainda não realizados é este. De aprender a cantar afinado, a saber até onde minha voz pode ir, e, por fim, invadir os bares da noite e mandar ver com o gogó. Então, perguntei quanto custa o curso: R$ 60 ao mês, sendo o curso de duração de um semestre. Pensei naquele conto infantil “Ou Isto ou Aquilo”. No meu caso, ou canto ou nado. Fiquei com a natação, que é mais saudável e ainda vai me impedir de continuar engordando.

Trocar mercadoria é algo que me desagrada mais do que ficar provando elas no ato da compra. Mas tomei coragem e fui lá na Bubba Maria devolver minha sapatilha de verniz, linda, da Carmem Steffens. Não dava para ficar com um calçado que apertava os pezinhos só porque foi amor a primeira vista. A dúvida voltou na hora de escolher outro calçado... E agora, quem poderá me socorrer?

Pronto! Agora este espaço aqui é musicado. Sei... Tu ta achando um saco ficar ouvindo a musiquinha da Fernanda Porto? Calma, ela pára de rodar assim que rodar todinha a canção. Fica gel meu caro. Melhor seria se fosse Na Veia da Nêga, com a Luciana de Mello, mas no site que busquei o link não tinha essa não. Curte essa então.

Terça-feira (8)

Abrir os olhinhos e se sentir de bem com a vida não há nada melhor. Depois, levantar e se olhar no espelho percebendo que é uma mulher bonita, ah... isso não tem preço. Essa sensação de bem-estar com a gente mesmo vai muito além que a falsa modéstia. É a sensação de que se pode tudo o que se quer, da maneira que se planeja. E melhor, não estar nem aí para com o que os outros podem pensar, pois o ego faz a gente se bastar.

Na pauta da tarde me dei conta de que trabalhar numa cidade pequena é estar ligada as amarras que envolvem o sistema local. Já sei, é claro, que imparcialidade é algo raro no meio da comunicação. Todo veículo segue a tendência do administrador, proprietário ou dono de jornal. São os jogos de interesse. O duro é encarar que as pessoas pensam que tu segue a mesma linha, no campo pessoal e profissional, porque se presta serviço para a empresa “parceira”. Eta vida!

Hoje (9)

Dia de começar a labutar, embora sempre se possa protelar o trabalho para o dia seguinte. Porém, está chegando a hora, também, de tomar decisões importantes e começar a agir. Isso incluiu uma porção de coisas pessoais e profissionais que não deveriam ser adiadas. Então, espero que em breve possa relatar aqui boas notícias pessoais. E se não forem boas, vou contar mesmo assim, porque eu não tenho papas na língua e afinal, vocês são meus confessores.

Comentários

Anônimo disse…
papo a 3 no msn hj foi foda.
he he he
não posso ter um "particular" com o pp que vc tem que entrar no meio.
ha ha ha
ainda te pego
bjs
He he he. Deixa pro PP me pegar. Vou gostar mais! Bjo (Te adoro cabeluda)
Anônimo disse…
cabeluda, nunca recebi um elogio assim....
ele não pegou pq não é do interesse dele
hehehe
sei. me engana que eu gosto!!! he he he.
Nanda Assis disse…
qria eu adoro a pitty, ela é demais!!! seu blog ta lindo e vc arrasa!!
bjosss...
Nanda Assis disse…
qria eu adoro a pitty, ela é demais!!! seu blog ta lindo e vc arrasa!!
bjosss...

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Uma pegada forte e 15 dias

Faz tempo que não escrevo sobre sexo. Talvez por que venho praticando pouco. Ou a qualidade tenha decaído. Creio que é isso. Tem muito cara se achando por aí. E não tem idade. É jovem, maduro ou... vividos.
Não me lembro de ter transado com um cara jovem que não fosse afoito. Imagino que pensam que basta meter, forte, que a mulher afrouxa a musculatura e goza. Sei não...
Já os maduros apostam na experiência para agradar sua parceira. E expressam isso. Eu chupo, eu pego, eu belisco... Na hora da cama, eles não sabem nem tocar uma mulher com volúpia. Quem dirá cumprir todas as falsas afirmações. E pior: tem homens maduros que não curtem “cunnilingus”, mas adoram uma felação. Que merda. Há machismo até no sexo. :o E tem os vividos, o sexo sênior. Desculpa aí, mas tenho pouca experiência nessa área. Ufa! Ainda bem. No entanto, se o Djavan me pedisse qualquer coisa chorando, eu faria sorrindo, ajoelhada. Ou coisa parecida. J
No meio de tudo isso tem “os caras”. Os que sacam do paranauê. E qua…

Atrás da folhinha verde?

Eu já cansei desse papo de superação feminina, até no sexo. A gente tem que saber plantar bananeira, beijar a brasileira, a japonês e agora até beijo grego. Tem doido que gosta de mal tempo inclusive na cama e pede para a parceira a chuva dourada ou a chuva negra. Ai, eu gosto de uma "pimentinha", como diz o Enfil, mas essa loucura eu estou passando.

"Eu quero a sorte de um amor [sexo] tranquilo, com sabor de fruta mordida". Pronto. Nem mais, nem menos. Sou a favor de um comportamento ecologicamente correto, mas não estou na pilha de aprender a fazer a folhinha verde. Não, não!

Agora, se quiser saber mais sobre minha indignação a respeito da liberdade sexual, vá no Sexo Verbal e leia meu texto sobre o assunto. Ah! E não esqueça de opinar. Eu gosto tanto de lero, lero... Principalmente sobre sexo.