Pular para o conteúdo principal

Cor de Rosa (10)

O que Videira NÃO tem?
Tem um trocadilho insano que cai bem para o momento. “Tudo na vida passa, até uva passa”. Assim está a efetivo da Polícia Civil na região. Já passaram por aqui, em menos de um ano, dois delegados. Um para a Videira e outro para Tangará, que já não compõem mais o efetivo policial da 9ª região. O mesmo aconteceu com dois investigadores, que assim como chegaram, foram embora; rapidamente. Já o terceiro deles tomou uma decisão mais radical e tirou a própria vida.

Fico pensando comigo, o que Videira não tem para fazer com que as pessoas não consigam permanecer por aqui... Confesso que vim para a cidade em conseqüência de uma oportunidade que não tive em Porto Alegre. O processo de adaptação foi longo, mas com disposição e vontade tudo se resolve. Mesmo que as realidades sejam diferentes, incomparáveis até, mas com o tempo descobri que aqui tem muitas vantagens que os grandes centros não têm e que os superam até. O que não deve ter acontecido com, pelo menos, os quatro policiais que vieram para cá. Eles não devem ter descoberto nada!

Por outro lado, começo a ter dúvidas sobre o estágio probatório desses policiais. Sim, porque eles prestaram concurso público e mesmo Videira não sendo a primeira opção deles, têm que haver algum dispositivo legal que os façam cumprir, no mínimo, os três anos estágio. Se não isso, pelo menos uma troca deveria ter acontecido. Se um delegado e dois investigadores foram transferidos, onde estão os substitutos? Fica difícil acreditar na boa vontade ou responsabilidade política dos administradores públicos assim. Mais difícil ainda em crer que um dia, a ordem pública possa figurar em Videira, com tanta rotatividade assim.

O sistema está ficando sem controle. Pelo menos é o que aparenta aos cidadãos. Não há voz de comando sobre os servidores públicos da polícia. Eles fazem o que querem e vão para onde querem. Em outros tempos, o edital de convocação regia a disposição dos cargos e deveria ser cumprido. Corrijam-me caso esteja equivocada.

Não quero ser leviana, mas chego a cogitar, inclusive, a ocorrência de um jogo de influências, já que um dos investigadores desterrinos tem pai que é comandante da Polícia Militar no Estado. Poderá ter havido alguma interferência neste caso? Não posso afirmar. A única certeza é que estamos ficando a ‘Deus dará’. Em tempos de assaltos, roubos, formação de quadrilha, cárceres, os poucos agentes que nos foram concedidos também nos foram tirados.

Como dizem as vítimas de um conhecido seriado mexicano: “E agora, quem poderá nos defender?”

Cotidiano e Pessoas

A Saber
Departamento de Serviço Social da Prefeitura Municipal está desenvolvendo curso de capacitação e profissionalização para adolescentes femininos de manicure, pedicure, depilação e maquiagem. Cerca de 50 jovens que fazem parte do Bolsa Família, PET, Liberdade Assistida, Prestação de Serviço à Comunidade e de orientação do Conselho Tutelar estão se qualificando. O programa já formou quatro profissionais que estão no mercado de trabalho. Que bom!

Encontro de Mulheres
O Centro de Educação de Jovens e Adultos Estadual vai realizar o 1º Encontro das Mulheres do Ceja. Vai ser dia 14 de maio, no Cevi, às 19 horas e os ingressos têm que ser retirados na recepção do Centro até o dia 9. Na ocasião vai ter a palestra “A Importância da Mulher no Mundo de Hoje”, entre outras atividades. Parabéns a coordenação pela iniciativa e obrigada pelo convite.

Cinema de graça
Fique atento a mais esta oportunidade de lazer e entretenimento na cidade. Projeto Cine Monsanto está no Cevi neste Sábado (3) e Domingo (4) com sete filmes para a família toda. E o melhor; a entrada é franca.

Patrimônio Público
Há alguns dias atrás, ladrões ou vândalos foram até o Estádio Luiz Leoni, invadiram o local, quebrando vidros, a procura de algum bem. Está na hora de haver uma preocupação, um zelo, com o patrimônio público. Não dá mais para contar apenas com a comunidade e o policiamento. Precisamos de guardas municipais urgentemente.

Parabéns!

No Sábado, 26 de abril, Iomerê escolheu a sua rainha em um evento organizado pela Prefeitura Municipal, aos cuidados de Giovana. Parabéns a todos os envolvidos no processo de realização do concurso, já tradicional no município.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Sóis

Sexta-feira de manhã. Não precisei abrir o aplicativo que controla meu ciclo menstrual para saber que estava de TPM. O mau humor era latente e já o percebia insuportável até para mim. E chovia. Muito. Dia perfeito para ficar em casa, hibernando, como costumo definir dias e este estado de espírito. Mas não. Tinha que encontrar um amigo-cliente, que ontem estava sem comunicação via smartphone. Não havia escapatória. Teria que ir.
Fechava assim meu período de pré-aniversário, antecipadamente. Não suportaria mais uma semana. Teria eu mesmo que dar o start em novas energias e começar Setembro com os dois pés direitos.
E hoje, no primeiro dia do mês, ainda cinza e molhado por aqui no Sul do país, um novo sol surgia. Mesmo que ainda de TPM, a virada do mês sopra em mim mudanças. Novos tempos. Renovação.
Fiz a mesma coisa que nos últimos sábados do calendário letivo. Acordei, peguei a mochila gasta e sai respirando o ar úmido e cheio de partículas de vida e possibilidades dentro de mim. E quand…

Nos phones: Todo homem

O sol Manhã de flor e sal E areia no batom Farol Saudades no varal Vermelho, azul, marrom Eu sou Cordão umbilical Pra mim nunca tá bom E o sol Queimando o meu jornal Minha voz, minha luz, meu som

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe

O céu Espuma de maça Barriga, dois irmãos O meu Cabelo, negra lã Nariz e rosto e mãos O mel A prata, o ouro e a rã Cabeça e coração E o céu Se abre de manhã Em abrigo, em colo, em chão

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe