Pular para o conteúdo principal

Carne e Osso

Composição by Moska e Zélia Duncan

Alegria do pecado
Às vezes toma conta de mim
E é tão bom
Não ser divina
Me cobrir de humanidade
Me fascina
E me aproxima do céu...

E eu gosto
De estar na terra
Cada vez mais
Minha boca se abre
E espera
O direito ainda
Que profano
Pro mundo ser
Sempre mais humano...

Perfeição demais
Me agita os instintos
Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito
Insosso!
Prá não ser de carne e osso
Prá não ser
Carne e Osso!...

Alegria do pecado
Às vezes toma conta de mim
E é tão bom
Não ser divina
Me cobrir de humanidade
Me fascina
E me aproxima do céu...

E eu gosto
De estar na terra
Cada vez mais
Minha boca se abre
E espera
O direito ainda
Que profano
Pro mundo ser
Sempre mais humano...

Pois perfeição demais
Me agita os instintos
Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito
Insosso!
Prá não ser de carne e osso
Prá não ser
Carne e Osso!
Nã nã nã nã nã nã nã...

Perfeição demais
Me agita os instintos
Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito
Insosso!
Prá não ser de carne e osso
Prá não ser
Carne e Osso!
Carne e Osso!
Carne e Osso!

* * *
Essa junção Paulinho Moska e Zélia Duncan não é inédita. Que bom! Por que sempre dá certo. Eu sou fã inveterada dos dois, mas, tecnicamente dá para explicar. Aliás, a musicalidade e sensibilidade de ambos é que os auto-explica.

Há anos descobri o cara, que desde o início da sua carreira vem fazendo sucesso nas vozes de vários artistas conhecidos e consagrados. Depois, Moska se popularizou nas vozes de Djavan, Ana Carolina e da própria Zélia. Que, por sinal, foi minha fiel companheira durante a produção do meu trabalho de conclusão de curso, o temido TCC para os acadêmicos. Ah, não posso esquecer também de lembrar o Sofia Loren; o gato de rua que adotei e que merece um post só para ele.

Comentei aqui, anteriormente, que adquiri o CD Os Grãos, dos Paralamas, em janeiro. Porém, faz tempo que não compro nenhum lançamento. Ainda acho caro o valor de R$ 25,00 por álbum. Então, compro apenas os acervos, que no balaio das Americanas sai pela bagatela de R$ 9,90 (huahuahua). Certo mesmo é o Lobão, outro artista que merece louvor por todas as suas atividades musicais - que vai além de compor e cantar. Ele se rebelou contra a onipotência das gravadoras e lança seus trabalhos de forma independente, com seu próprio selo. Então ficamos todos contentes: os fãs, por terem acesso aos trabalhos de nossos ídolos a bons preços; e os músicos, que embolsam uma grana mais 'consistente'.

Essa música do Moska e da Duncan, maravilhosamente executada pela Zélia, está no CD "Pré Pós Tudo Bossa Band". Todas as faixas são lindas, claro, e tive o prazer de conhecer este trabalho porque a minha queridíssima professora tutora, Nancy, me emprestou. Gracias Muchacha.

Comentários

Anônimo disse…
Estou aqui para recordar que amanha 18 de Abril tem a Blogagem Coletiva “O que voce faz para acabar com o analfabetismo no Brasil?”
Meire
Anônimo disse…
See Please Here
Anônimo disse…
Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Perfume, I hope you enjoy. The address is http://perfumes-brasil.blogspot.com. A hug.
Anônimo disse…
Que bom que gostou!

Ola muchacha...seu comentário e minha menção aqui me deixa sem fala...supresa mesmo.

Fiz com prazer!

Beijao

YO

Postagens mais visitadas deste blog

Se o queijo mofou está estragado [1]

Errado! E só soube disso uma semana depois de ter posto aproximadamente um quilo de queijo colonial no lixo, cheia de dó no pensamento, no estômago e principalmente nos olhos. Logo eu, que sou como avestruz e como até pedra com pimenta do reino moída na hora [se não for assim eu não gosto].

O fato aconteceu logo que vim de casa, após comemorar meu aniversário com minha família e amigos do peito [Jana, sua jararaca, não se inclua nesse núcleo]. Na bagagem sempre trago vários mimos e a cesta básica patrocinada pelo Araújo. Mas, dessa vez, tinha algo a mais: duas metades de queijo redondo, de diferentes sabores, no estilo colonial.

Depois de uma semana degustando o melhor deles, aquele mais branquinho e molinho, levemente salgado - diria que quase um polenguinho - decidi saborear o outro, mais amarelinho, sequinho e oleoso, com doce de leite. Dez dias a base de queijo e salame e enjoei. Sob orientação da minha mãe, deixei os queijos num pote bem ventilado, a sombra.

Mas a umidade no Flat fo…

Sóis

Sexta-feira de manhã. Não precisei abrir o aplicativo que controla meu ciclo menstrual para saber que estava de TPM. O mau humor era latente e já o percebia insuportável até para mim. E chovia. Muito. Dia perfeito para ficar em casa, hibernando, como costumo definir dias e este estado de espírito. Mas não. Tinha que encontrar um amigo-cliente, que ontem estava sem comunicação via smartphone. Não havia escapatória. Teria que ir.
Fechava assim meu período de pré-aniversário, antecipadamente. Não suportaria mais uma semana. Teria eu mesmo que dar o start em novas energias e começar Setembro com os dois pés direitos.
E hoje, no primeiro dia do mês, ainda cinza e molhado por aqui no Sul do país, um novo sol surgia. Mesmo que ainda de TPM, a virada do mês sopra em mim mudanças. Novos tempos. Renovação.
Fiz a mesma coisa que nos últimos sábados do calendário letivo. Acordei, peguei a mochila gasta e sai respirando o ar úmido e cheio de partículas de vida e possibilidades dentro de mim. E quand…

Nos phones: Todo homem

O sol Manhã de flor e sal E areia no batom Farol Saudades no varal Vermelho, azul, marrom Eu sou Cordão umbilical Pra mim nunca tá bom E o sol Queimando o meu jornal Minha voz, minha luz, meu som

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe

O céu Espuma de maça Barriga, dois irmãos O meu Cabelo, negra lã Nariz e rosto e mãos O mel A prata, o ouro e a rã Cabeça e coração E o céu Se abre de manhã Em abrigo, em colo, em chão

Todo homem precisa de uma mãe
Todo homem precisa de uma mãe